quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Que ano!

2008 está indo embora. Ficam as lembranças de um ano que tivemos boas, más e péssimas notícias. Fatos que, alegres ou não, deixam sua marca na história.

O Figueirense foi campeão estadual dentro de Criciúma. Campeonato que deveria ter o Avaí na final, não fosse uma incrível derrota em casa pra Chapecoense. E um Estadual que teve como grande fato o caso da bomba no Heriberto Hulse. Feliz Ano Novo, Seu Ivo.

Coincidência ou não, os dois finalistas do Estadual acabaram sendo rebaixados no Brasileirão. E o Avaí subiu para a Série A, com um excelente time e competência do técnico Silas.

O Brusque renasceu das cinzas. Último colocado no Estadual, com um time medíocre montado por Nasareno Silva, o clube arrumou forças e teve um pouco de sorte no comando de Suca. Levou Segundona, Copa SC e Recopa. Entra em 2009 com um bom time e ainda com vaga no Campeonato Brasileiro.

E a tragédia de novembro que deixou os seus estragos. Os Jogos Abertos foram cancelados após dois dias de competição, o que deixou profundamente triste a todo público desportivo do Estado. Mas faltou combinar com São Pedro, mas tenho certeza que as 4 cidades do Médio Vale terão a oportunidade de mostrar de novo a sua capacidade de organização.

Gente, Feliz 2009 pra todos. Em duas semanas, a bola voltará a rolar em nossos gramados pra mais um emocionante Catarinão, e estaremos firmes e fortes encarando a estrada.

90 anos do Paysandu: sem festa

Neste 30 de dezembro, o Clube Esportivo Paysandu completou 90 anos de existência. Mas a importante data não teve comemoração. Teve apenas uma caixa de foguetes descarregada, e mais nada.

De qualquer forma, tá feito o registro. Parabéns ao Paysandu.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Brusque perde zagueiro Thiago

Péssima notícia para o Brusque a 20 dias do início do Campeonato: o zagueiro Thiago, capitão do time que conquistou três títulos no segundo semestre e titular absoluto do time do Suca, saiu hoje do clube. Irá para o Mogi-Mirim, time treinado por Gélson da Silva e que é comandado pelos ex-jogadores César Sampaio e Rivaldo.

Duas situações: primeiro, que a base salarial do Campeonato Paulista é maior. Mas o Brusque bobeia em não renovar contrato com os atletas colocando uma multa rescisória. Aí qualquer jogador sai a hora que quiser, e isso vira bagunça.

Agora a diretoria, que já estava atrás de um zagueiro, vai ter que achar dois.

Atualização das 22:40: Nem com contraproposta Thiago queria ficar no Brusque. Ele preferiu ter a chance de aparecer no Campeonato Paulista. Então fez o seguinte acordo: ele vai pro Mogi por empréstimo até maio e volta pro Brusque pra Série D. Caso ele seja vendido após o Paulistão, o Brusque receberá 20%. Mas o problema já foi criado, e não há bons zagueiros disponíveis no mercado.

Recadastramento de torcidas

Não bastasse a ordem dada pela FCF no ano passado, obrigando todas as torcidas organizadas a se cadastrarem, além de "fichar" todos os seus componentes, para 2009 a situação é a mesma, com as mesmas particularidades e as mesmas coisas obscuras.

Todo o processo tem que ser refeito. Todos precisam encaminhar um novo cadastro, e cada torcedor terá que enviar fotos (duas 3x4 e uma 5x10 cada um), mais cópia do RG e CPF, além de uma taxa de 10 reais por pessoa.

Cadastrar a torcida até acho aceitável. Agora, fichar os torcedores como se ficha na delegacia, além de cobrar uma taxa para poder entrar no estádio com o uniforme da torcida (como se ele já não pagasse o ingresso) é violação de direito individual, na minha opinião.

Esse ano o negócio tava tão anárquico que teve gente questionando se a torcida do Avaí poderia ir no Scarpelli usando calça jeans, por causa da cor azul.

Até agora quero saber o porquê da cobrança de 10 reais por torcedor para ter uma carteirinha.

Um diferente equilíbrio

Tenho a nítida impressão de que o Estadual vai ser bem equililbrado. Mas é um equilíbrio diferente, pra não dizer estranho. Os ditos "grandes" não estão se reforçando como deveriam, e estão ficando do nível dos ditos "pequenos".

O Avaí tem uma pequena vantagem, mas perdeu Batista, Abuda, e tudo indica que deverá perder o Marquinhos. Ou seja, aquele quarteto espetacular da Série B irá se desmanchar.

O Figueirense mandou um caminhão de gente embora, e vai usar dos seus juniores, além de não trazer nenhum jogador de impacto.

O Criciúma, que seria o outro time forte, decepcionou. Mandou mais um monte de gente embora, e tinha anunciado apenas um zagueiro, de nome Marília. O Valdeci Rampinelli fez um monte de celeuma em cima do nome dos novos reforços que seriam divulgados hoje. Quando foram apresentados os atletas, veio uma pequena decepção, pois foram contratados jogadores sem maior expressão, caso de Marcelinho, do J. Malucelli, Anderson Kanu, do Operário-MS ou Michel, do Fortaleza. O outro contratado, Felipe, era vinculado ao clube e está retornando.

Pra resumir: os ditos grandes não se reforçaram como devia. Os pequenos vem com grupos completos e novos, com uma motivação bem maior. Só reforça a tese que o Catarinão será equilibrado. Por baixo, mas será equilibrado.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Copa 2014 em Floripa é sonho bem distante

Todo mundo alimenta a esperança que Florianópolis irá bater Goiânia e ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014.

Não quero ser pessimista, mas todos os analistas que li não deram a nossa capital como sede. Outros, como o PVC, da ESPN, foram até enfáticos em dizer que Floripa tá fora.

Quem já foi no Scarpelli sabe o que eu vou falar. Levantar uma Arena no meio de um bairro residencial, onde não há muito espaço, é remar contra a modernidade. Até mesmo o novo Estádio do Avaí enfrentaria problemas. Pesa contra Florianópolis outras questões estruturais, como metrô, aeroporto, etc.

Goiânia, além de cidade planejada, tem espaço pra ampliar o Serra Dourada do jeito que quiser.

Considerando que Curitiba e Porto Alegre serão sedes, dificilmente Floripa ganhará essa. É uma pena, mas é bom olhar com a razão.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Reapresentação no Brusque


Hoje foi dia de reapresentação de todo o Elenco do Brusque para o Catarinense 2009. Na foto, o presidente Danilo Rezini abriu os trabalhos da temporada, numa conversa com o Elenco no Estádio Augusto Bauer.

As Seleções dos Estaduais - Parte 2

Passado o Natal, vamos voltar a trabalhar..

Eu trouxe aqui no Blog a Situação da Seleção do Estadual de 2006. Hoje, é a vez de relembrar a Seleção de 2007, e onde eles andam:

Top da Bola 2007

Goleiro: Nivaldo - Chapecoense (Continua lá. É patrimônio de Chapecó)

Lateral Direito: Arlan - Ibirama (Chegou a ser emprestado pro Marcílio, mas seu passe é do Atlético ainda)

Zagueiros: Cuca - Chapecoense (não encontrei registro do capitão da Chapecoense campeã)
Rafael - Avaí (Continua lá)

Lateral Esquerdo: Fernandinho - Criciúma (Jogou sozinho naquele time. Está no Cruzeiro)

Volantes: Eliseu - Criciúma (Repetiu o prêmio de 2006, quando estava no JEC. Hoje joga no Japão)
Maurício - Chapecoense (Deve retornar para 2009)

Meias: Adriano - Chapecoense (Hoje no Criciúma)
Athos - Criciúma (Chegou a ficar sem clube, mas está no São Caetano)

Atacantes: Maurício - Ibirama (Foi pro Criciúma, onde ganhou o apelido de Fofão. Vai jogar o Gauchão no São Luiz de Ijuí)
Clodoaldo - Criciúma (foi pro Corinthians com o apelido de "Clodoaldo Etoo", mas não aguentou. Passou um tempo na Coréia, e hoje está no Náutico_

Técnico: Agenor Piccinin - Chapecoense (Só deu certo lá. Passou por Brusque e JEC sem sucesso. Hoje dirige o Santa Cruz-RS).

Dirigente: Edir de Marco - Chapecoense (Hoje não é mais presidente)

Árbitro: Wagner Tardelli


Em breve, a seleção deste ano.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Obrigado e.. Feliz Natal!

Quero agradecer a cada um que acompanhou esse Blog nesse ano de 2008. Uma idéia que me ocorreu no mês de março, que comecei devagarinho, hoje se transformou numa página que tem um número de acessos que me impressiona, de todos os cantos do Estado.

Também agradeço a todos que me acompanharam neste ano no Rádio, onde tive a alegria de receber o Prêmio da Acaert, na TV ou no Jornal. Obrigado por darem atenção ao nosso trabalho.

Obrigado mesmo.

A todos, de coração, um Feliz Natal, um Natal de muita paz e saúde para você e toda a sua família. E se o seu time não foi bem, quem sabe o Papai Noel não possa trazer boas notícias.

Fiquem com Deus.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

RIC x RBS: Clubes entram com a segunda ação na Justiça

O que foi prometido, foi cumprido. Na Segunda-feira, a Associação de Clubes entrou com a segunda e última tentativa de romper o contrato vigente com a RIC-Record, e deixar as portas abertas para a RBS transmitir o próximo Estadual.

Está na 5a. Vara Cível do Fórum da Capital a ação de Cobrança número 023.08.083692-8, onde a estratégia do advogado da SC-Clubes, Luciano de Fávere, mudou.

Antes, os clubes pediram o cancelamento de contrato mediante o pagamento dos R$ 600 mil de multa rescisória. Agora, pedem que a RIC pague os 600 mil de multa, por suposta desobediência de contrato, por aquelas razões citadas na nota divulgada em três jornais.

Resta saber se a Justiça manterá o mesmo posicionamento do mérito da questão anterior ou se haverá alguma mudança.

Considerando que a Justiça está em recesso e ainda haverá o encaminhamento para a Defesa, com certeza esse processo só será julgado no início de 2009.

Clique aqui para acompanhar o processo, direto do site do Tribunal de Justiça.

Em tempo: acabo de assistir na RIC um comercial em que a emissora anuncia a sua cobertura exclusiva do Campeonato. Provocações de ambos os lados.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

As Seleções dos Estaduais - Parte 1

Desde 2006, o Instituto Mapa, em parceria com a Acaert, organiza o prêmio Top da Bola, onde os narradores, comentaristas e repórteres de rádio dão notas para os times dos jogos que eles trabalham no campeonato. No final do campeonato, as três melhores médias vão para votação, e são eleitos os melhores.

Vamos fazer um exercício, e ver como foi a eleição do Top da Bola e onde andam os premiados. Começamos pelo ano de 2006. Veja a seleção e onde eles foram parar.

Top da Bola - 2006


Goleiro: Márcio - Ibirama (Passou pelo Marcílio e hoje está no Metropolitano)

Lateral Direito: Rafael Tesser - Joinville (jogou muito, hoje está no Benevento, da Terceira Divisão Italiana)

Zagueiros: Diego - Brusque (titular do Barueri, subiu o time pra Série A)
Rodrigo Souto - Figueirense (foi para o Santos, e continua lá)

Lateral Esquerdo: Fininho - Figueirense (nem lembrava mais dele, hoje no Lokomotiv da Rússia)

Volantes: Marquinhos Paraná - Figueirense (craque de bola, foi para o Japão, mas acabou repatriado pelo Cruzeiro de Adilson Batista)
Eliseu - Joinville ( Volante que chega pesado, foi pro Criciúma e hoje está no Yokohama, do Japão)

Meias: Cícero - Figueirense (vendido ao Fluminense, não foi muito aproveitado. Foi para o Hertha Berlim, da Alemanha)
Richardson - Metropolitano (É o grande ídolo do time de Blumenau. Vai jogar o Gauchão no Esportivo de Bento Gonçalves)

Atacantes: Fantick - Joinville (Depois de 2006, ele mais ficou em recuperação do que jogou. Após duas lesões sérias, está de volta ao JEC para 2009)
Thiago Silvy - Figueirense (Ele foi demitido sumariamente do Figueira, e foi decaindo: foi pro Joinville, depois Sertãozinho, deu uma passada no Coritiba, e agora vai jogar a Segundona Paulista pelo Botafogo de Ribeirão Preto)

Técnico: Adilson Batista - Figueirense (hoje no Cruzeiro)
Craque: Marquinhos Paraná - Figueirense
Melhor dirigente - Alvaro Arns - Metropolitano
(Assumiu o clube através de uma parceria, que não durou).
Melhor árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra

Nos próximos dias, a Seleção de 2007.

domingo, 21 de dezembro de 2008

A engenharia para manter Bittencourt

O Brusque teve que fazer uma verdadeira engenharia para manter o meia Rafael Bittencourt, artilheiro do time no ano, para o Campeonato Estadual. O clube teve que enfiar até Agente Fifa no meio.

A história: Rafael, que era agenciado por Gilmar Veloz, queria vender 50% dos seus direitos federativos (a outra metade pertence à ele próprio). O Presidente Danilo Rezini foi atrás de empresários na cidade dispostos a adquirir "cotas" desses direitos. Nisso, apareceu no meio a empresa Meller Sports, dos Agentes Márcio Meller (Ex-diretor de Futebol do Metropolitano) e Maurício Nassif, que agora está trabalhando em "parceria" com o Bruscão.

Negociação feita, Rafael cedeu mais 10% dos seus direitos, e a Meller ficou com 40%, Rafael com 40%, um empresário de Brusque adquiriu 10%, enquanto os 10% restantes ficaram com o clube, como prêmio em caso de negociação. Foi assinado um contrato de quatro anos.

Ou seja, se Rafael Bittencourt for negociado no fim do Estadual, o Brusque só levará 10% da grana.

Cerveja Liberada

Tema de muita discussão neste ano, a venda de Cerveja está liberada para o próximo Campeonato Catarinense. A FCF interpreta que a decisão da CBF de proibir a venda se limita apenas ao Brasileirão, não tendo interferência no Estadual.

Os Clubes já havia conseguido liminar em meados de julho, liberando a comercialização na Divisão Especial, Divisão de Acesso e Copa Santa Catarina.

Mas em entrevista à Rádio CBN, o presidente Delfim foi enfático: "se houver alguma confusão, vou brigar para que a justiça volte atrás na liberação".

Tema de Domingo: Jornalismo Esportivo x Informe Comercial

Quero aproveitar os domingos para desenvolver algum assunto em especial aqui no Blog, para fazer uma análise mais aprofundada.

Quero voltar ao caso das TVs no Campeonato Estadual. Cada vez chegam mais informações sobre esta guerra que está literalmente pegando fogo.

Mas vem a pergunta: até onde isso é jornalismo esportivo, e em que ponto ele vira um informe comercial?

O Roberto Alves, no seu blog nesta semana (clique aqui) disse em um vídeo que "Com a presença da RBS, os clubes entenderam em investir mais, porque haverá um retorno, coisa que não havia anteriormente". Pra mim foi uma declaração infeliz, pois uma coisa não tem nada a ver com a outra, e o decano cronista usou de um discurso que parece dirigido pelo departamento comercial da emissora. Ambas as TVs estão usando dos seus repórteres esportivos e de suas páginas de esporte para tentar convencer o público que a sua emissora é maior, e as vezes colocando no meio do rebolo profissionais como o Roberto, de longa ficha de serviços prestados à comunicação de Santa Catarina.

Os clubes publicaram nota nos três jornais da RBS, e no dia seguinte, uma matéria de meia página foi publicada nos mesmos jornais com exatamente o mesmo texto. Na matéria, não se fala em algum momento dos motivos que os clubes usam para pedir a rescisão do contrato, e sim da melhor condição técnica. Pouca gente sabe, mas a Record contrata os serviços da BVP, produtora da TV Barriga Verde que já foi contratada diversas vezes pela própria RBS, para geração de jogos para o Sportv.

Há, hoje, um exercício de convencimento nas páginas e programas de esportes dos principais Jornais e TVs em Santa Catarina. Todo mundo se acha o melhor. Mas a RBS em nenhum momento falou do principal ponto da questão: a ética em tentar quebrar um contrato assinado para 2009 na marra, sem respeitar acordos comerciais com clientes e anunciantes.

Fico perguntando onde está a Acaert (Associação de Emissoras de Rádio e TV de Santa Catarina) neste momento, já que dois dos seus associados estão travando uma guerra, onde uma quer tirar o direito conquistado (e pago) legitimamente usando de armas nada éticas.

Bom domingo a todos.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Belmonte em Ibirama

Finalmente, alguma notícia vem do Atlético de Ibirama. Faltando um mês pra começar o Campeonato Estadual, o clube anunciou o nome de Belmonte (foto) para o cargo de treinador. Ele já jogou no próprio Atlético, mas ficou conhecido como um excelente volante no time do Avaí. Foi no Leão que ele ganhou o último título como treinador, o Estadual de Juniores deste ano.

O Atlético de Ibirama, que sempre vinha com figurões e com muito alarde, tá quieto demais pro meu gosto. Pode estar repetindo a história do Juventus deste ano, ao anunciar treinador e elenco muito em cima da hora. Pode prejudicar no meio do campeonato.

Tubarão vai de Marcos Leandro e Marco Brito

Dois conhecidos do Futebol Carioca foram contratados pelo Cidade Azul/Atl. Tubarão, que caminha para uma parceria com o CFZ do Rio para o Catarinão:

O Primeiro é o Goleiro Marcos Leandro (foto), de 26 anos, um dos trocentos goleiros que o Botafogo contratou nesse ano pra resolver o problema na posição. Revelado no Olaria, era reserva no Paraná, até chegar no Botafogo, e não demorar muito pra ser jogado pra escanteio. Em agosto, o seu contrato encerrou e ele voltou pro Paraná, que não mostrou interesse nele, repassando para o Bonsucesso.

O segundo é figurinha carimbada do Futebol Carioca: o atacante Marco Brito (foto), de 31 anos, revelado no Fluminense (fez parte daquele time que jogou a Série C em 99). Passou pelo Coritiba, Vasco e América. Está sem jogar desde abril, quando teve contusão.

A preferência por figurões do futebol carioca não é de hoje: Me lembro do dia que o Tubarão contratou o Zé Carlos, que foi goleiro do Flamengo. Ele tava muito gordo e foi sacado do time. Não gostou da reserva e pediu pra sair. Recordo que ele tinha um apartamento com vista pro Estádio Anibal Costa, e ele assistiu a um jogo do Peixe contra o Brusque no conforto de sua varanda.

Brusque S/A

A Diretoria do Brusque em breve irá soltar na praça um projeto para viabilizar o clube como uma empresa, nos moldes da Figueirense Participações.

Vai funcionar assim: o clube procurará 25 sócios, que pagarão uma quantia mensal e vão participar do bolo. Como uma empresa, o lucro que vier da venda de jogadores que pertencem ao clube (todos dos juniores), vão pro caixa do clube-empresa e poderão render dividendos aos associados.

Os detalhes pormenorizados e o nome dessa empresa ainda não consegui. Mas o clube começa a achar um caminho legal pra se profissionalizar.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Até o Micale voou

Sobrou até pro treinador dos Juniores na crise pós-rebaixamento do Figueirense. O clube hoje dispensou os serviços do técnico Rogério Micale (foto), que levou o time à final da Copa São Paulo de Juniores. Motivo: readequação e contenção de despesas.

Bruxa solta meeesmo.

Caso TV: Clubes se manifestam

Nesse período de Festas Natalinas, onde são poucas as coisas importantes dos clubes do Estado, a confusão envolvendo a transmissão do Catarinense ganhou mais um ingrediente hoje. A Associação de Clubes publicou nota nos jornais do Grupo RBS (Santa, A Notícia e Diário Catarinense) dando a versão deles.

Vou ser sincero: ou eles estão dando uma de joão-sem-braço com essas desculpas ou estão muito mal assessorados, não tendo conhecimento algum sobre direitos de televisão. Os argumentos são vazios e dificilmente algum juiz irá aceitar.

Vamos à nota. Meus comentários estão em negrito.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Associação de Clubes de Futebol Profissional de SC, a Federação Catarinense de Futebol e os Clubes Integrantes do Campeonato Catarinense vêm a público prestar os seguintes esclarecimentos em relação à rescisão do contrato de transmissão da competição com a Rádio e Televisão Record S/A.

1 - Em Dezembro de 2006, a Associação de Clubes, FCF e os Clubes firmaram contrato de transmissão da competição para 2007, 2008 e 2009 com a Rede Record.

2- No final de 2007, a RBS TV formalizou uma proposta muito superior ao valor do contrato firmado com a Rede Record, que não foi aceita pela Associação, FCF e Clubes, pois, até então, aquela emissora estava cumprindo integralmente todas as cláusulas do referido contrato.

3- Entretanto, após o início do Catarinense de 2008, as entidades foram surpreendidas com a violação de cláusulas contratuais por parte da Rede Record, que, sem autorização da Associação, FCF e Clubes, transferiu os direitos de transmissão a uma outra emissora, a TV O ESTADO, antiga Rede SC, que até o início do ano transmitia a programação do SBT e que passou a ser denominada RIC-RECORD, pertencente a outro Grupo Econômico totalmente distinto da Rede Record.
Os donos dos direitos podem repassar pra quem quiser. A própria Globo faz isso, quando repassa os direitos do Paulistão e do Brasileiro para a Band. Aliás, se olharmos pelo prisma que os clubes argumentam, a Globo não pode repassar os direitos do Carioca e do Paulista para a RBS TV, já que os direitos a ela pertencem. Além do mais, não houve uma transferência de emissora, e sim uma união, já que as emissoras que transmitiam o sinal da Record antes da RIC (Xanxerê e Itajaí, além de Floripa que é a cabeça da Record News), continuam integrados à Rede. Além do mais, como os clubes podem reclamar do fato dos jogos, que eram transmitidos por três emissoras, passarem a serem exibidos em seis, com cobertura maior?

4- Além disso, a partir deste ano, a Rede Record descumpriu o contrato firmado com a Associação, FCF e os Clubes, transmitindo alguns jogos do Campeonato para as cidades onde estavam sendo realizados. Também ocorreram alguns problemas técnicos durante a transmissão de alguns jogos do Campeonato.
Problemas técnicos acontecem, e as vezes podem se restringir à repetidora de um ou outro município. (A RBS teve problemas sérios em CRB x Avaí na Série B, assista aqui o vídeo). Desconheço o fato de transmitirem jogos para a cidade da partida, mas a própria Globo faz isso cansativamente, exibindo jogos na Capital Paulista para a Grande São Paulo. Agora, ninguém reclama da RBS quando um jogo em Itajaí não é exibido para Blumenau e Brusque e até em Rio do Sul, ou quando uma partida em Tubarão não passa em Criciúma.

5- Assim sendo, as entidades decidiram, de forma unânime, notificar a Rede Record informando a rescisão do contrato por justa causa, salientando que foram utilizadas todas as tentativas de um acordo amigável, que não foi aceito pela referida emissora.

6- Desta forma, em data posterior, como já é de conhecimento público, a Associação de Clubes, a Federação e os Clubes do Campeonato Estadual firmaram contrato de transmissão dos jogos com a RBS TV para os anos de 2009, 2010 e 2011.
Assinaram o contrato sem conseguir a rescisão do acordo anterior com a RIC. E com esses argumentos xoxos, não acredito que vão conseguir seu intento.

Florianópolis, 18 de dezembro de 2008.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

A imagem do ano



A foto acima, que dispensa apresentações, é do fotógrafo Maurício Vieira, à época do Jornal da Manhã de Criciúma, hoje no "Hora de SC". A foto intitulada "Sangue de torcedor" foi a vencedora do Troféu Olívio Lamas de Fotojornalismo.

O retrato representa a expressão do "Seu" Ivo, em um dos mais tristes momentos que já viveu o futebol catarinense. Um dia pra se esquecer.

Dinheiro da RBS na mão dos clubes

Como informamos aqui no Blog, na sexta aconteceu o encontro dos presidentes dos clubes catarinenses, no Hotel Mercure, na Capital. Conforme o prometido, a RBS esteve lá e fez o pagamento das cotas para os clubes.

Pelo o que pude apurar, o total pago foi de R$ 1,14 milhão, divididos entre a Agência Propague (12%), Associação de Clubes, Federação e os clubes.
Cada clube recebeu 70 mil reais no ato. Teve dirigente dando sorriso de orelha a orelha.

Aí você me pergunta: e se a RBS não transmitir o campeonato, os clubes devolverão o dinheiro? A resposta é não.

A estratégia: uma nova ação entrará na justiça até o dia 15 de janeiro (dois dias antes do início do campeonato) para derrubar o contrato com a Record, sob a alegação de baixa qualidade de transmissão. Os clubes irão alegar que a Record (que em janeiro ainda não era transmitida pela RIC, que só veio a se integrar em 1o. de fevereiro) transmitiu todo o primeiro tempo de uma partida em Preto e Branco, e outro jogo sem áudio no primeiro tempo, o que caracterizaria baixa qualidade de material e poderia ser razão para a quebra do acordo.

Se mesmo assim a RIC continuar com os direitos, os Clubes, FCF e RBS combinaram o seguinte: os 70 mil entregues serão um adiantamento para 2010. Da verba entregue na sexta, 140 mil ficarão separados para os dois times que subirem para a principal do ano que vem, deixando amarrado um novo acordo, só que para as temporadas de 2010, 2011 e 2012.

O que eu posso ver diante desse cenário é que os clubes e a FCF não parecem muito a fim de ouvir o que a RIC tem a dizer. Há uma artilharia pesada por parte de dois grandes conglomerados de comunicação, onde os olhos dos dirigentes de clubes brilham ao ver os cifrões oferecidos pela RBS, que foram pagos de forma adiantada. Definitivamente, está explícito que o caso se resolverá nos tribunais na semana do início do Estadual, e o bombardeio continuará. Resta saber quais armas os Sirotsky e os Petrelli usarão, faltando exatamente um mês pro início do Campeonato Catarinense.

A RIC vai à guerra contra Delfim

Muitas novidades hoje no caso da televisão.
Infelizmente, o caso está indo para um lado ruim. Quinta-feira, a RIC-Record exibiu matéria de cerca de cinco minutos do repórter Tiago Scheuer nos seus telejornais espinafrando até dizer chega o Presidente da FCF. Falou da sua eternização no mandato e até colocou entrevista com o Dalmo Bozzano, seu desafeto de muito tempo.
Tudo isso devido ao fato de Delfim ter dado a entender, em entrevista ao ClicRBS, que a RIC seria uma empresa aventureira (ele disse: "Não vou me aventurar mais").

Não que a eternização do Delfim na FCF seja uma coisa boa pro futebol, muito pelo contrário. Mas pelo enfoque que a coisa tá tomando, pode virar uma perseguição. O Negócio tá cambando pra baixaria, e vai piorar mais.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Reapresentação

Está começando hoje a temporada 2009 pro Brusque. Ontem foi o dia da apresentação dos novos jogadores, que iniciam pré-temporada e se juntam aos jogadores remanescentes no próximo dia 26.

Já estão na cidade o volante Pedro Ayub, o atacante Carlinhos, o meia Marcos Tora, o lateral esquerdo Evaldo e o zagueiro Barbosa.

Uma pequena homenagem aos Jasc

Abrindo o trabalho desta terça, quero deixar uma homenagem ao pessoal das 4 cidades que sediaram, por três dias, os Jogos Abertos de Santa Catarina. Durou pouco, mas o trabalho deles foi gigante, e o ambiente o melhor possível.

Abaixo, transcrevo o email de agradecimento que eu recebi. Valeu rapaziada! Tenho certeza que logo estaremos aí de novo.

"Nós queríamos ver os JASC acontecer. Estamos com o coração partido, mas cientes de que foi a melhor decisão"

AMIGOS DA IMPRENSA, PARCEIROS, PATROCINADORES, DIRIGENTES, ATLETAS, TORCEDORES e POPULAÇÃO DAS CIDADES-SEDES:

As cidades de Pomerode, Rio dos Centros, Timbó e Indaial, sentem-se orgulhosas de um trabalho bem feito. Foram 12 meses de trabalho interrupto, para fazer os melhores JOGOS ABERTOS DE SANTA CATARINA da história.
Infelizmente, faltou combinar com as condições meteorológicas. Com o agravamento da situação em quase todo o estado de Santa Catarina, decorrente do grande volume de chuvas, nos vimos obrigados a cancelar a competição. Não havia mais condições de ordem técnica e também psicológica para sua continuidade.
Foi frustrante, mas restou a certeza que os quatro municípios fizeram o seu melhor para que tudo ocorresse na absoluta normalidade. Passado o susto, é hora de agradecer.
Agradecer a compreensão de parceiros, patrocinadores, técnicos, atletas, dirigentes, torcedores, da população e da imprensa e seus profissionais. Todos sofreram com a gente, direta ou indiretamente.
Acompanharam cada momento de aflição e nos deram ânimo para seguir em frente, de cabeça erguida, com a certeza de um trabalho bem feito.
Uma certeza tão grande que nos leva e pensar e a começar o planejamento para novos desafios. Por fim, reiteramos nosso muito obrigado, com a mesma alegria e hospitalidade que fez desenvolver as quatro cidades.

Atenciosamente,

ARLINDO EWALD

Presidente da Comissão Central Organizadora (CCO) dos 48º Jogos Abertos de Santa Catarina

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Cidade Azul no Aníbal Costa

Clubes que viviam em eterna troca de farpas até então, Hercílio Luz e Cidade Azul / Atlético Tubarão chegaram a um acerto, e o segundo irá mandar os seus jogos no Estadual no Estádio Aníbal Costa (foto), que fica a 400 metros do Domingos Gonzales. Um acerto que vai fazer muito bem para o futebol daquela cidade.

O Estádio do Hercílio (e onde o antigo Tubarão mandava seus jogos) tem um conforto maior para o torcedor, inclusive contando com Arquibancada Coberta.

Aliás, tá na hora do pessoal de Tubarão resolver de uma vez por todas essa questão do nome do time. Para a Federação, o nome oficial continua sendo Cidade Azul, mesmo que seja chamado pela torcida de Atlético Tubarão.

É Record e não RIC

Leitor Diego manda email e faz uma importante ponderação: o contrato de transmissão do Campeonato Catarinense foi assinado em 2006 com a TV Record de São Paulo, e não com a RIC (que era a Rede SC, que se juntou à Record em fevereiro deste ano).

Logo, quem foi acionado nesta situação foi o Departamento Jurídico da Emissora Paulista.

A provocação continua...

Clássico "Fiasco" na Série B...

domingo, 14 de dezembro de 2008

RBS x RIC: Para o Mercado Refletir

Recebi E-mail do pessoal da Revista Making Of, excelente publicação voltada ao trade da comunicação, que faz uma interessante análise do Caso envolvento RBS TV e RIC-Record na transmissão do Catarinense 2009.

Campeonato Catarinense volta a ser motivo de discussão na mídia.

Após a notícia dada pela RBS ontem, onde a Federação Catarinense de Futebol comunicou o lançamento do Troféu RBS TV 30 anos e ratificando que a exclusividade de transmissão do Catarinense 2009 é da RBS, a Rede Record saiu com nota oficial contestando o fato e dando sua versão.

Making Of já havia se posicionado a respeito do assunto, mostrando a sua preocupação com o rumo que essa discussão estava tomando.

Não somos ligados a nenhum Grupo de Comunicação, não temos nenhum tipo de comprometimento editorial e não estamos tomando partido, mas entendemos que o assunto merece ser tratado de uma forma profissional e não podemos deixar de emitir nossa opinião.

As Leis foram criadas para serem cumpridas, certo?

Se existe um contrato assinado, e pelo que podemos perceber existe, com a Record, dando a emissora o direito de transmissão exclusiva por três anos, o que motivou a Federação Catarinense de Futebol e a Associação dos Clubes de Futebol a tomarem essa atitude? Não estão pensando nos patrocinadores que já direcionaram suas verbas de comunicação para o evento, nos investimentos realizados pelo veículo detentor do direito de transmissão? Isso é um claro desrespeito a Lei e a ética comercial.

O que mais preocupa o mercado é ver empresas que cobram o respeito à ética de determinados segmentos da sociedade, agirem de forma contrária ao discurso adotado em suas linhas editoriais, que pregam o respeito a ética, o compromisso com a transparência, o comprometimento com a verdade, por exemplo, como base de suas atitudes.

Making Of ainda não entendeu o motivo do silêncio das entidades de classe que teriam a responsabilidade de se posicionarem nesse momento, cobrando um esclarecimento urgente para o assunto em questão. O Trade da comunicação tem a obrigação de se posicionar, pois os direitos de anunciantes e suas agências, profissionais envolvidos no processo de transmissão, jornalistas, produtoras, entre outros, estão sendo tratados de maneira desrespeitosa, para falar o mínimo.

Se não houver o envolvimento do mercado na busca de uma explicação convincente e clara de forma imediata, corremos o risco de perder a credibilidade do mercado anunciante de todo Brasil, pois quem vai garantir que um novo contrato será respeitado daqui para frente ao ponto de dar garantir as empresas anunciantes?

Atitudes como essa geram perdas generalizadas. Perdem anunciantes, perdem as agências, perdem os veículos, perdem as produtoras, perdem os clubes e, principalmente, perde a chamada Indústria da Comunicação de Santa Catarina.

Com a palavra o Trade e os veículos de comunicação.

Mandem notícias e sucesso sempre.

Making Of


Agora falando como pessoa egressa com muito orgulho da Faculdade de Publicidade e Propaganda, a questão levantada pela Making Of é muito pertinente. Onde está o profissionalismo dos Clubes, Federação e de um conglomerado do tamanho da Rede Brasil Sul em tentar passar por cima de acordos comerciais já assinados?
O trade de comunicação catarinense (ACI, ACP, Sinapro, etc...), que se mantém em um silêncio sepulcral, deve se manifestar acerca disso, pois trata-se de uma violação de direitos comerciais, que mexem com vários anunciantes. A própria Record, que comercializou cotas locais (ao contrário da RBS, que é obrigada a veicular nos jogos as cotas nacionais da Rede Globo), deixou clara em nota que deseja participar de concorrência no próximo ano para o Estadual de 2010, o que poderá aumentar ainda mais os valores propostos pela RBS, de R$ 1,2 milhão para um contrato de três anos.

sábado, 13 de dezembro de 2008

Aniversário do Título

Hoje, 13 de dezembro, comemoram-se 16 anos do maior título que o Brusque conquistou, com a vitória no tempo normal e na prorrogação em cima do Avaí, em um Augusto Bauer lotado.

Abaixo, você terá imagens do jogo, que coloquei no Youtube. Essa fita VHS me foi dada pelo saudoso Joel do Valle, e ficará eternizada na memória de muitos. Vale a pena assistir, com imagens da extinta RCE TV (Hoje pertencente à RIC), Narração de Roberto Alves, comentários de Eládio Cardoso e reportagens de Renato Maba.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

RIC emite Comunicado

Demorou, mas a RIC-Record emitiu um Comunicado sobre o Caso do Estadual. E aproveitou pra dar um tapa com luva de pelica na FCF e nos Clubes. Resumi as partes principais (íntegra clique aqui):

A paixão dos brasileiros pelo futebol e sua competência nesta modalidade esportiva são reconhecidas no Mundo inteiro. Considerado o esporte mais popular do Brasil, em Santa Catarina também segue a regra, e mobiliza corações e mentes o ano inteiro, especialmente durante o Campeonato Catarinense.

Lamentavelmente, neste final de 2008, a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina, a Federação Catarinense de Futebol, a Agência representante (Propague) e os Clubes de Futebol Profissional filiados, mais um Grupo de Comunicação concorrente (RBS), tentam passar por cima do contrato que a Rede Record detém para cobrir legitimamente o Campeonato até 2009.

Apesar da Justiça, em outubro do corrente ano, ter negado pedido de sustação da vigência do contrato, mantendo o direito da Rede Record continuar transmitindo com exclusividade os jogos que iniciam em janeiro do ano que vem, é fundamental que se teçam algumas reflexões sobre o ocorrido, pela gravidade do precedente que envolve.

A análise e a posição da Rede Record

A Rede Record entende que, mais do que esporte, competição e entretenimento, o futebol é um grande espetáculo, um empreendimento empresarial de grandes proporções, e também uma cultura que tem se aperfeiçoado continuamente: tanto do ponto de vista técnico e profissional, como no que tange à legislação, à ética e às normas regulatórias. Isto tudo foi uma exigência da sociedade e fruto da consciência amadurecida dos torcedores, da imprensa, dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e da Sociedade em geral.

(..) Neste contexto, a Rede Record reafirma que o futebol é também um produto de comunicação que deve respeitar os interesses do torcedor, dos patrocinadores e da comunidade. Na medida em que a Associação dos Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina e a Federação Catarinense de Futebol agem afrontando a ordem jurídica, isto passa a ser um péssimo exemplo para a sociedade e um desrespeito ao próprio futebol. (...) Contratos existem para serem cumpridos.

Postura ética em xeque

(...) Como aceitar que a Associação, a Federação e a RBS contrariem as normas jurídicas, desconsiderem um contrato anterior legítimo e manchem a ética negocial do futebol em nosso Estado? A Rede Record não concorda com tal postura da Associação e da Federação, que tentam, assim, macular não apenas o esporte, mas ofender aos próprios torcedores, ao mercado e à sociedade como um todo.

A filosofia e a postura ética da Rede Record não estão à venda por valores financeiros: dinheiro não é a questão principal a questão é postura e ética. A Rede Record sente-se no dever de honrar seus compromissos de cobertura, com qualidade e credibilidade, cumprindo o contrato assinado em 2006, para as temporadas 2007, 2008 e 2009. É o nosso jeito de trabalhar e respeitar o futebol, a Comunidade Catarinense e os valores da correção e da justiça, pelos quais os brasileiros têm tanto aspirado e trabalhado.

Os objetivos e as alternativas propostas pela Rede Record

Para que o futebol, o torcedor, os times e a sociedade catarinense não sejam prejudicados, portanto, o contrato vigente da Rede Record para 2009 precisa ser mantido, e a Associação e a Federação devem repensar suas ações e respeitar as regras do jogo com responsabilidade e, principalmente, honrar os contratos que assinam. Assim, estarão dando o bom exemplo que a situação demanda e que a sociedade merece e exige.

Caso contrário, todas as partes envolvidas correm o risco de sair perdendo, em decorrência da guerra de liminares judiciais que poderão vir a impedir por completo a própria transmissão televisiva do Campeonato 2009, o que fatalmente traria conseqüências desastrosas e irreparáveis para toda a sociedade.

Finalizando, a Rede Record manifesta seu desejo de participar da concorrência pela transmissão do campeonato catarinense de 2010. A fim de que isto aconteça, basta os signatários honrarem o contrato já assinado com a Rede Record, relembrar a história recente, e aguardarem apenas mais um ano até que se realize uma nova concorrência que irá valorizar ainda mais a importância do produto “Campeonato Catarinense de Futebol”.

Direção da Rede Record


Gostei do Comunicado mandado pela Record. Fala exatamente no que eu pensei. Contratos existem para serem cumpridos.

Catarinão 2009: RIC fala, e RBS vai pagar hoje

Numa bela matéria de página cheia, o jornalista Maurício Haas, do Município Dia-a-Dia, levantou a questão da briga pelos direitos de televisionamento do Estadual 2009, e traz novidades interessantes.

Além do que já informamos aqui, ele conversou com o Dr. João Martins, assessor jurídico da RIC, que afirmou que o contrato entre a emissora, clubes e FCF vêm sendo cumprido, e que não abrirão mão da transmissão. "Estamos honrando o contrato vigente e esperamos o mesmo das outras partes. Eles pediram a quebra, mas o juiz Paulo Ricardo Bruschi, da 2a. Vara Cível de Florianópolis, negou a liminar. A transmissão é da Record com exclusividade".

Já a RBS está atuando com tática pesada. O Presidente do Brusque, Danilo Rezini, disse em entrevista ao jornal que hoje à noite, no Hotel Mercure, em Florianópolis, acontecerá a reunião da Associação de Clubes, onde a RBS irá repassar a primeira cota de dinheiro referente aos direitos de transmissão. E os clubes, desesperados por dinheiro, vão receber uma grana que possivelmente terão que devolver caso o contrato com a Record não seja dissolvido.

Ah, e mais uma que apurei, por minha conta: não houve nenhuma assinatura de contrato de transmissão na quarta-feira na Sede da FCF, ao contrário do que informou o Roberto Alves no seu blog. Houve sim, um ato em que o Presidente Delfim homologou a alteração de tabela e a nomenclatura do troféu de campeão. Até porque um contrato assinado entre RBS e os clubes não tem valor jurídico algum, já que há um outro acordo em vigor, com a RIC.

Atualização das 11:10: Estou procurando no Site do Tribunal de Justiça o novo processo que tenta a rescisão e não localizo. Aquele processo citado acima (clique aqui para acompanhar pelo site do TJ) foi encerrado, depois do pedido de extinção solicitado pelo advogado da Associação, Dr. Luciano Ramos de Fávere. Só se houver outro, que até agora não achei.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Sopa de Letras


Rola uma outra letra pro JEC?

Fala, Danilo

Entrevista dada pelo Presidente do Brusque ontem, na Rádio Cidade. Triste com a falta de apoio dos empresários da cidade, ele diz que no dia 10 de janeiro precisa de 100 mil reais pra pagar a folha e não sabe de onde tirar. Ouça:

Get this widget | Track details | eSnips Social DNA

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

A nova Tabela

A FCF confirmou hoje, com a bênção da RBS, a modificação de tabela do Estadual 2008. Mesmo com a questão dos direitos ainda sem solução (o contrato com a RIC-Record ainda está em vigore não foi cancelado), o presidente Delfim soltou as novas datas. Algumas novidades:

- Ano passado, Avaí, Criciúma e Figueirense tiveram todos os jogos ao vivo no PFC. Esse ano, o Joinville também terá esse privilégio. Haverá rodada com 4 jogos ao vivo.

- A Taça de Campeão vai levar o nome da RBS.

- À exceção da primeira rodada, que terá a transmissão de JEC x Criciúma, já que Avaí e Figueirense jogarão em casa, e do clássico, que fica pro pay-per-view, em todas as outras a RBS TV transmitirá jogos ou de Avaí ou de Figueira jogando fora de casa.

Tabela da primeira rodada (só não vai ter jogo terça e sexta nesse estadual):

17/01 - Sáb. - 18h15min
Avai x Brusque(PFC)
18/01 - Dom - 17 horas
Metropolitano x Marcílio Dias
H. Aichinger x Chapecoense
Joinville x Criciúma(RBS E PFC)
19/01/2009 – Segunda - 20h30min
Figueirense x Cidade Azul (PFC)

Chutando Porta

O Presidente do Brusque, Danilo Rezini, saiu chutando tudo que tinha pela frente ontem, após a reunião da diretoria. Reclamou dos inúmeros "tapinhas nas costas" que tem recebido dos empresários, que o parabenizam mas não investem no clube.

A íntegra da matéria feita pelo Marco Aurélio, que será exibida a noite na Rádio Cidade, colocarei ainda hoje no Blog.

Dois contratos?

Notícia do site Acontecendo Aqui, de 27 de outubro:

Grupo RBS compra direito exclusivo de transmissão do Campeonato Catarinense 2009

O Grupo RBS assinou neste sábado, 25/10, o contrato de compra dos direitos exclusivos de transmissão do Campeonato Catarinense de futebol, de 2009 a 2011.
O acordo foi firmado com a Federação Catarinense de Futebol e com a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina.


Texto do Blog do Roberto Alves de hoje (10 dez.)

O Grupo RBS assina nesta quarta-feira, às 15h, na sede da Federação Catarinense de Futebol (FCF), o contrato que lhe dá o direito de exclusividade para transmissão do campeonato estadual de 2009. Diretor da FCF e da Associação de Clubes recebe a diretoria do Grupo RBS para a solenidade em Balneário Camboriú.

Não tou defendendo nem esse nem aquele lado. Mas não tá estranha essa história de dois contratos assinados? Internauta comentou neste blog que a RIC desconsiderou por completo isso, tendo já 90% das cotas comercializadas.

Cabaré tá pegando fogo!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

RBS vai anunciar tabela ao vivo

Vai pegar fogo o Cabaré!

Nota do site da FCF hoje:

A Federação Catarinense de Futebol comunica que amanhã (dia 10), às 15h, a RBS TV vai transmitir diretamente da nova sede da FCF a homologação dos horários dos jogos do Campeonato Catarinense da Divisão Principal 2009 que terão cobertura ao vivo

Resumindo: A RBS vai entrar no meio da programação da Globo pra anunciar uma coisa que não tem tanta importância, que é a mudança dos horários da tabela já existente, para adequar transmissões ao vivo pelo canal aberto ou pelo Premiere.

Entendo essa manchete no site da FCF como uma alfinetada na RIC. A acompanhar qual será a reação da emissora dos Petrelli nos telejornais da noite.

Ah que essa briga vai ser boa!

Atualizando

À exceção do Atlético Tubarão / Cidade Azul, todos os outros times já estão em movimentação pro Catarinense 2009.

Confira a lista dos treinadores das 10 equipes:

Figueirense - Pintado
Avaí - Silas
Criciúma - Indefinido
Marcílio Dias - Sérgio Ramirez
Brusque - Suca
Metropolitano - Paulo Porto
Atlético de Ibirama - Indefinido (ouvi o Roberto Gaúcho lá em Joinville dizer que tá próximo de acerto com o Hermann Aichinger).
Joinville - Leandro Campos
Chapecoense - Mauro Ovelha
Atl. Tubarão / Cidade Azul - Indefinido (tudo depende se vingar a parceria com o CFZ. Marcelo Cabo, que treinou o time na Copa SC, poderá voltar).

Reunião pra Resolver a TV

Sexta-feira tem reunião em Florianópolis da Associação de Clubes, pra tratar de assuntos pertinentes ao próximo Estadual, que inicia em 18 de janeiro.

Principal assunto: o televisionamento. A RBS e a Associação ainda não conseguiram rescindir o contrato com a RIC/Record assinado em 2006 e que vale até o ano que vem. Segundo o que apurei, o dinheiro da cota a ser paga pela RBS já está disponível aos clubes. Mas e se a Record vencer a disputa e transmitir o próximo campeonato, como é que fica?

Faltam 40 dias pro campeonato começar, e do jeito que a coisa tá andando, vai se resolver às vésperas do início. Isso se resolver.

Ovelha em Chapecó

O Eduardo, de Chapecó, leitor desse blog manda email com a informação da contratação do Mauro Ovelha pela Chapecoense e pede um comentário acerca disso.

Olha, primeiro que o Mauro ja tinha sido contratado pelo Santa Cruz-RS e já trabalhava lá há alguns dias. Resolveu abandonar tudo e se mandar pra Chapecó (e Agenor Piccinin assumiu o seu lugar no time gaúcho).

Na minha opinião, Mauro Ovelha não é técnico pra time que tem planejamento e tenta fazer algo com uma visão de longo prazo. Não duvido se os jogadores de sua confiança, como o Bênson, por exemplo, logo desembarcar no Índio Condá. Mas se a ACF tem uma visão voltada apenas pro Estadual e tem dinheiro pra trazer os atletas que o treinador pedir, é uma boa.

Os Geraldinos


Foto do meu amigo Dirlei Silva, no jogo Brusque x Sorocaba, domingo. Os braços dos Geraldinos do Estádio Augusto Bauer. Geraldino mesmo é aquele que, mesmo que se você der pra ele um ingresso de camarote, ele prefere ficar ali na beira do campo.

Morreu Lauro Soncini

Ontem, 8 de dezembro, foi o dia do Cronista Esportivo. E neste dia que é feito pra lembrar e homenagear a todos nós da lida diária, Santa Catarina perde um grande nome da história do Rádio Esportivo.

Morreu Lauro Soncini, aos 78 anos. Não tive a oportunidade de ouvi-lo no Rádio, mas o meu pai contou de sua importância.

Foi ex-jogador do Guarani, Atlético Catarinense, Figueirense e Avaí. Foi presidente da antiga Comissão Municipal de Esportes de Florianópolis, presidente do Clube Náutico Martinelli e um dos mais populares narradores esportivos do rádio catarinense. Em 1968, transmitiu a decisão do Catarinense entre Comerciário e Caxias, no Estádio Adolfo Konder. Viveu a era Paula Ramos, Metropol, América, de Joinville, Perdigão e Comerciário intensamente. Por causa de algumas palavras suas contra o Carlos Renaux, em Brusque, serraram a sua cabine. É a história do rádio esportivo e do futebol catarinense.

Fica registrada a homenagem.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Raciocinando

O Campeonato Catarinense engana muito...

Quem foram os finalistas do Estadual?

E como eles foram no Campeonato Brasileiro?

É uma prova que não se pode levar o exemplo do Catarinão pro Campeonato Nacional. O risco de quebrar a cara é grande. O Avaí tinha o melhor time, não foi pra final e se reforçou. Tá na série A.

domingo, 7 de dezembro de 2008

A Recopa é do Brusque: a cereja no bolo

Três títulos em um semestre. Três canecos depois de um humilhante rebaixamento na última colocação do Estadual desse ano. Nos Estados Unidos, costuma-se chamar de "Cinderella Season" quando há uma reviravolta grande em pouco tempo. E, pra fechar a temporada, veio o título da Recopa Sulbrasileira, em cima do bom time do Atlético de Sorocaba.

Não foi um jogão, os dois times tinham boas defesas, o que não deixou os ataques trabalharem. O Brusque fez o gol numa paulada na falta do Rafael Bittencourt. No segundo tempo, o Sorocaba mexeu, avançou mais o time, e colocou bola na trave. O Bruscão não rendeu na frente, mas tambem carimbou o poste, de novo em falta cobrada pelo Rafael.

O Brusque faturou 20 mil reais com a conquista (são 30, mas descontam-se os 10 que o clube teve que pagar de inscrição), e poderá usar a grana pra pagar as premiações dos atletas, além de ter férias tranquilas. Os novos contratados se apresentam no dia 17, enquanto que os remanescentes voltam às atividades no dia 26.

Um ano pra não esquecer, onde literalmente aconteceu de tudo.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Recopa: Brusque na final, com pênaltis

A Recopa começou e, com ela, uma pequena amostra do que poderá ser o Campeonato da Série D do próximo ano. E prova que o time tem que ser bom mesmo.

No primeiro jogo, o Sorocaba usou de rapidez e bateu o Pelotas por 2 a 0. Destaque para o árbitro Célio Amorim, que expulsou 3 jogadores pelotenses. Mas nada que tirasse o merecimento da vitória do time paulista.

No jogo de fundo, preciso antes de tudo dizer uma coisa: o Brusque quase perdeu pro time de juniores do Londrina, enxertado com alguns reservas, que chegaram da estrada direto pro campo. O jogo em si foi até bem ruinzinho, com poucas chances dos dois lados, com o LEC saindo na frente numa sobra da zaga, e o Brusque empatando logo depois com um bonito gol do Tom. E foi só.

Após 18 cobranças de pênaltis, o Bruscão venceu por 7 a 6 e classificou pra final. E qual o motivo pra tanto sofrimento? Simples. O time não tem atacantes. Flávio Guilherme machucou e não foi pro jogo, restando ao Suca colocar Leonardo, do time junior. A bola não parava no ataque, e não tinha jeito do time mandar lá na frente. Sem centroavante fica muito complicado.

A final é amanhã as 15 horas contra o Sorocaba, e a receita é a mesma: sem ataque, vai ser muito complicado do Bruscão marcar. É jogo pra dar empate e se resolver nos pênaltis de novo, porque a defesa segura bem, mas na frente é uma lástima.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Recopa: Deu problema no Sorocaba

Do site Futebol Interior:

O Atlético Sorocaba pode acabar ficando sem jogadores para a partida da noite desta sexta-feira, que abre a Recopa Sul-Brasileira, que ocorre na cidade de Brusque, em Santa Catarina. Dos 18 jogadores que o técnico Paulo Roberto Santos levou para o Sul do país, nada menos que 15 estão com o conhecido "piriri", mais conhecido como disenteria.

Segundo informou na manhã desta sexta-feira e Rádio Cruzeiro FM, através do repórter Alex da Mata, que acompanha o Galo em Santa Catarina, o médico do Galo, Dr. Millen Pucinelli etá tendo muito trabalho para "recuperar os jogadores".
O Galo estréia contra o Pelotas, às 19 horas, no Estádio Augusto Bauer, com capacidade para receber 5.500 expectadores, mas corre o risco de não ter número de atletas para a partida.

O médico ainda não conseguiu detectar o que foi ingerido pelos atletas e gerou o tal problema nos jogadores atleticanos. Se o Galo, campeão da Copa Paulista, vencer o Pelotas, campeão da Copa Federação Gaúcha, pega o vencedor do jogo entre Londrina x Brusque, que se enfrentam às 21 horas, no mesmo local. A final da Recopa Sul-Brasileira está marcada para domingo, às 16 horas, em Brusque. O torneio tem o apoio da CBF.

A Sede que tem até Elevador dos Jetsons

Acontece hoje a noite em Balneário Camboriú a inauguração oficial da nova sede da Federação. Eu estive lá uma oportunidade, e fiquei assustado com o tamanho do elefante branco. Sabe aqueles elevadores em tubo que a gente via no desenho dos Jetsons? Lá tem. Na entrada, um tapete com a marca da FCF e dos clubes da primeira divisão (que também fizeram sua colaboração. Uns deram os vidros, outros cimento, e por aí vai), que dá acesso a um enorme hall. Só quem já foi lá sabe. Aí, do lado direito, numa portinha, está uma apertada sala onde acontecem as reuniões e arbitrais com os clubes.

Ah, e hoje nos principais jornais do Estado, a Associação de Clubes colocou um anúncio de quase página inteira parabenizando pela inauguração da nova sede (logo os clubes que tanto criticam?).

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Recopa: participa, mas tem que pagar!

Quando eu soube que a Recopa Sulbrasileira que começa amanhã daria um prêmio de 30 mil reais pro campeão e de 10 mil pro vice, perguntei pra mim mesmo de onde viria o dinheiro pra pagar isso. Da Federação Catarinense que não ia ser, né?

A resposta veio hoje de manhã, com o presidente do Brusque, Danilo Rezini. Cada clube participante da Recopa precisa pagar uma "taxa de inscrição" de 10 mil reais, que é revertido pra premiação. Ou seja, quem passar pra final terá, no mínimo, o retorno do investimento.

Que presentão essa vaga na Recopa, né?

Recopa: Deu Londrina na Copa Paraná

Nos pênaltis, o Londrina bateu o Cianorte por 3 a 1, depois de empate sem gols no tempo normal e prorrogação e faturou o título da Copa Paraná. Com isso, estão definidos os times que disputarão a Recopa Sul-brasileira, sexta e domingo, em Brusque.

Sexta, as 19 horas, jogam Atlético Sorocaba x Pelotas. Na sequencia, às 21 horas, o Brusque enfrenta o Londrina, o Tubarão Paranaense.

Detalhe: No Paraná e em São Paulo, os campeões das Copas de segundo semestre ganham, além da vaga na Série D, tambem um lugar na Copa do Brasil. Aí sim seria um excelente estímulo pra Copa SC.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Lambanças do SBT

Olha, pode até parecer antiético criticar outra emissora, mas o que recebi de ligação reclamando do SBT na final da Copa Santa Catarina, não tava no gibi.

Primeiro, que por ordem da rede, o jogo foi marcado pras 18:15. Equipes prontas, o árbitro ficou esperando o OK, iniciando a partida as 18:22. Acontece que, nesse horário, o canal do Silvio Santos tava exibindo uma receita do Francesco Tarallo no programa "Olha Você". O jogo foi ao ar ás 18:29, com sete minutos de jogo.

Teve mais: como todos sabem, entre o primeiro e segundo tempos da prorrogação, não há intervalo. Há apenas a troca dos lados, de forma rápida. Não é que o SBT entrou com intervalo comercial e só retornou com 3 minutos de bola rolando?

Vamo ficar ligado, pessoal...

É Campeão!

Viajei pra Joinville com medo desse jogo final. Tinha medo de que "fatores estranhos" pudessem influenciar no JEC x Brusque final. Afinal, com o investimento que o Joinville tem, ele não poderia ficar de fora do Brasileiro. Vai ter que buscar a vaga no Estadual.

Mas quer saber? O Joinville hoje é um time comum, comparável a qualquer time médio do Estado. Bem longe de ser a quarta força do futebol catarinense.

Vamos pro jogo: no tempo normal, o Brusque não jogou. Estava sem laterais e sem ataque. Flávio Guilherme não segurava a bola e o Leo Maringá tava louco pra entregar, tanto que o Suca tirou ele de campo com 25 minutos. O JEC fez 1 a 0 com o Lima, e o segundo com o Carlinhos. Ninguém ia ser maluco de se matar pra tentar um empate em 30 minutos com campo pesado. O mais prudente foi se poupar para a prorrogação, onde tinha-se a idéia que o JEC vinha com tudo.

Mas no tempo extra, Leandro Campos tomou um nó do Suca, que colocou Tom na lateral-esquerda, mandou Baiano pra direita, e o garoto Leonardo no ataque, com uma missão: dominar a posse no ataque. E conseguiu. Visivelmente, o Joinville estava acabado fisicamente (E aí, Toninho Oliveira?) e o Brusque prendeu a bola na frente. Não tinha poderio ofensivo nenhum, é verdade. Mas pelo menos Alessandro não passou perigo nenhum lá atrás.

Nos pênaltis, brilhou a estrela do Alessandro, que defendeu as cobranças de Silvinho e Claudemir. O goleiro do JEC, Vandré, pulava pro canto meia hora antes da cobrança, o que facilitou pro pessoal do Brusque. O zagueiro Marcelo fez o gol do título e iniciou a festa que varou a madrugada no Berço da Fiação.

Conclusões da partida: O JEC é um esboço de time, perdeu o título por uma grande responsabilidade do treinador, que contratou e montou muito mal o time e hoje não é mais respeitado por ninguém, nem mesmo dentro da imponente Arena Joinville. O Brusque é um time que tem muito por melhorar, mas mostra um conjunto muito unido. E isso fez a diferença na prorrogação. E o Bruscão, depois de 20 anos, está de volta ao Campeonato Brasileiro. Que ano pro clube hein?

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Atualizando - Recopa Sul Brasileira

O Campeão da Copa Santa Catarina a ser conhecido hoje terá mais uma competição para disputar em dezembro: a Recopa Sul Brasileira, que será sediada aqui (Arena ou Augusto Bauer), envolvendo os campeões das Copas Estaduais de SC, RS, PR e SP.

A situação nas demais Copas Estaduais está assim:

São Paulo: O Atlético Sorocaba bateu o XV de Piracicaba com um gol no último minuto fora de casa, e além de sagrar-se campeão da Copa Paulista, leva também uma vaga na Copa do Brasil.

Paraná:
A Final é quarta. Londrina e Cianorte empataram em um gol no jogo de ida. Não há vantagem.

Rio Grande do Sul: O Pelotas bateu o Cerâmica de Gravataí por 2 a 0 e conquistou o título da Copa Lupi Martins.

O time catarinense que vencer a Copinha sediará a competição.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Marcos Tora chega ao Brusque

O Brusque divulgou mais um reforço para o Catarinense 2009: o meio-campo Marcos Tora (Foto), de 25 anos. Ele estava no Pelotas, disputando a Segundona Gaúcha. Passou pelo Esportivo, Santa Cruz-RS, Avaí, Metropolitano, Danúbio-URU e Brasil-Pe. Foi duas vezes campeão uruguaio pelo time do Danúbio, e teve atuação destacada pelo Pelotas.

Não o conheço muito, lembro vagamente dele no Avaí e no Metropolitano. Mas é bem credenciado no Futebol Gaúcho. Boa Sorte pra ele.

Brusque sai na frente do JEC. Que JEC?

O Brusque teve uma superioridade gritante no primeiro jogo da final da Copa Santa Catarina. Venceu por 2 a 0, e poderia ser mais. Mostrou aquele forte entrosamento de sempre, um controle total do meio-de-campo e desnorteou o Joinville, que não mostrou padrão tático algum de jogo.

Suca terá problemas para a decisão de amanhã. Pereira foi expulso, e Dênio, Lucas e Rafael Xavier estão fora do time por causa do encerramento do contrato. Rodrigo Bagé poderá conseguir um termo aditivo para jogar a decisão, enquanto que Marcelo e Flávio Guiilherme retornam ao time, um de suspensão e o outro com contrato renovado. Mesmo assim, é um time que vem forte, com a zaga titular, provavelmente com João Neto na Direita, Paulinho deslocado pra esquerda, e um esquema com três volantes para não desguarnecer, com Xipote, Baiano e Rodrigo Bagé.

O Joinville, mais uma vez, está longe de ser o JEC de tantas tradições no futebol catarinense. O técnico Leandro Campos errou feio ao tirar Claudemir do campo, e com a expulsão de Ricardo Oliveira, o time se afundou na lama. A equipe não acertava três passes seguidos, e foi presa fácil para o Bruscão. Até o atacante Lima, que deu entrevista na imprensa prometendo encher o Brusque de gols, passou em branco.

O jogo de amanhã será na Arena, um campo da mesma dimensão do Augusto Bauer, mas em melhor condição. O JEC terá que vencer no tempo normal para forçar uma prorrogação, mas vai ter que jogar muito, mas muito melhor do que o futebolzinho que apresentou em Brusque. Eu, se fosse torcedor do JEC, gostaria muito de saber de onde Leandro tirou jogadores de tão baixa qualidade para tentar o título Estadual. Tem jogador lá que não joga nem no time do meu bairro.

Já do Brusque não posso dizer o mesmo. Todos jogaram muito bem, com uma raça impressionante. E estão focados pra levar o bi da Copinha nesta terça.

sábado, 29 de novembro de 2008

Metropolitano sem estádio, de novo

A imagem fala por si só. A enchente detonou não só com o Estádio do Sesi, bem como também o Complexo Esportivo Bernardo Werner. A direção do Sesi informou que todo o gramado do estádio terá que ser replantado, numa reforma que levará entre seis e oito meses.

O que significa dizer que o Metropolitano não deverá contar com o Sesi para os seus jogos no Campeonato Estadual. Não sei como ficou o Estádio de Timbó, mas o Augusto Bauer escapou da enchente. Novo aluguel a vista?

É Brusque x JEC na Final da Copinha!

O Brusque fez o seu dever de casa. Jogou com o mesmo foco da Segundona e da partida contra o Metropolirtano, passou por cima do Avaí por 3 a 1 e garantiu uma vaga na decisão, onde tentará o seu segundo título. O JEC goleou o fraco Cidade Azul por 5 a 1 e também vai pra final.

Sobre o jogo em Brusque: mesmo com gramado molhado, o Brusque mandou no jogo, mas por um azar do futebol, saiu atrás no placar, com gol de Cléberson. Mesmo assim, o time continuou em cima, consguindi a virada ainda na primeira etapa, e sacramentando com gol do Xavier na segunda.

Pouco sei do JEC. Assisti um jogo deles contra a Chapecoense que foi terrível. O técnico Leandro Campos (que já passou pelo Brusque sem sucesso) tem um time em formação que peca no entrosamento, peça mais forte do rival. A torcida reclama muito.

As finais serão no Domingo, as 19 horas em Brusque, e o jogo de volta acontece na próxima terça, as 18:15, na Arena Joinville. Negócio é o seguinte: muitos jogadores tem os seus contratos se encerrando no domingo (A final foi atrasada em uma semana e pegou os diretores brusquenses de surpresa. A diretoria trabalha para ter um termo aditivo de contrato, de forma que os jogadores tenham condição de jogo na decisão de terça.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Brusque contrata Pedro Ayub

O Brusque confirmou o seu segundo reforço pro Catarinão 2009: o volante Pedro Ayub (foto), de 31 anos, que foi dispensado em agosto pelo Avaí. Ayub era titular absoluto na época do técnico Vagner Benazzi, mas não se encaixou no esquema de Silas. Ele também atuou nos seguintes clubes: Caxias (1993 até 1997), Leiria – Espanha (1997/02), Portuguesa, Grêmio (1998 até 2000), Santa Cruz (2001), Ipatinga (2002), Vila Nova-GO (2003) e Novo Hamburgo-RS (2004 até 2006).

Achei uma excelente contratação. Fará uma boa dupla de volantes no esquema do Suca, junto com o Xipote.

O Cancelamento do JASC

Fiquei muito triste pelo Cancelamento dos Jogos Abertos, mas a decisão foi a mais prudente. Na situação que estamos vivendo, o que menos podemos querer é uma festa. E não haveria clima para que a maior festa do esporte viesse a acontecer.
O presidente da CCO, Arlindo Ewald, estava consternado. Afinal, uma preparação que durou mais de um ano acabou em apenas dois dias, por causa dos fatores climáticos. Via-se, no semblante de cada voluntário, uma cara de decepção. A última reunião (foto), teve que acontecer à luz de velas, no Hotel Schroeder.
Os Jasc de 2008 foram cancelados, e isso é fato. Ano que vem, a sede será em Chapecó, e em 2010 o cinquentenário será em Brusque. Os conselheiros do CED tem a obrigação de dar mais uma chance para as quatro cidades do Vale, o quanto antes possível.

Dr. Hercílio Luz alagado


Foto das cheias atingindo o Estádio do Marcílio Dias. O Campo não ficou debaixo d´água, mas o resto está submerso.

De volta

A enchente passou, e vamos voltar ao trabalho. Perdão aos visitantes deste blog, ficamos sem conexão com a internet por alguns dias, mas retornou. Na medida do possível, vamos retornando com os posts.

domingo, 23 de novembro de 2008

Situação de calamidade

Em um post, uma explicação pelo tempo de desatualização deste blog.

Estou em Brusque, retornei pra cá, pois a situação na cidade é de calamidade. O Rio Itajaí Mirim está vários metros acima no leito normal e muita gente está desabrigada. Ontem, passei por oito barreiras no trecho entra Gaspar e Brusque, e devido a veia jornalística, abandonei o esporte e passei a prestar serviço para o jornalismo da Rádio Cidade, pois eu estava com o carro da emissora, munido de um rádiocomunicador de alta potência, e não havia condição de chegar ao centro. Das 14 até as 23 horas, circulei por toda a cidade informando das condições dos bairros, e a destruição que se alastrou por todo canto. Minha peregrinação foi até quase meia noite, quando o excesso de água nas ruas acabou molhando o distribuidor da Unidade Móvel da Rádio e voltei pra emissora de guincho.

Confesso, nunca esquecerei esse dia. Um sábado de um enorme aprendizado, cada vez que o leito do Itajaí-Mirim subia. Por um acaso, acabei virando um repórter da enchente, e tive o dever de dar a triste notícia de um falecimento ocorrido por um deslizamento.

Peço a todos as suas orações, para que a situação melhore. Esse Rio vai baixar, e retornarei a Timbó, onde os Jogos Abertos foram paralisados hoje, retornando nesta segunda. O jogo do Brusque com o Avaí que aconteceria sábado, passou pra terça, as 18:15. Se São Pedro permitir.

sábado, 22 de novembro de 2008

Fala, Governador

"Nosso Estado tem sido sede de vários eventos esportivos de âmbito internacional, como o mundial de surfe e o Iron Maiden".

Governador Luiz Henrique em entrevista antes da abertura do Jasc, em Rio dos Cedros. Errou ao falar do Ironman de Floripa mas mostrou estar bem informado sobre o heavy metal.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Começou o Jasc!

Acabo de chegar a Timbó, uma das simpáticas cidades-sede dos Jogos Abertos, e aqui ficarei até o dia 29. Trarei muita coisa legal dos Jasc 2008 aqui no Blog. A chama de Arthur Schlosser continua acesa!

Sobre o Salário do Suca

O Blog anda movimentado por causa do salário que o técnico Suca pediu pra renovar com o Brusque. Ele realmente fez a proposta de 12 mil reais ao clube, valor que a diretoria rechaçou na hora. Não acho legal falar o valor que realmente foi acertado, mas posso dizer que ambas as partes cederam e o valor caiu bastante.

E não é que deu empate mesmo?

Se o Brusque conseguir a classificação no sábado em casa contra o Avaí, precisa estender uma faixa enorme no Estádio em agradecimento ao Metropolitano. Em um jogo muito disputado, em gramado ruim, Avaí e Metropolitano empataram em 2 gols, com o Metrô perdendo por 2 a 0 até os 35 do segundo tempo. O time de Blumenau está eliminado, e o Avaí precisa de um empate para classificar-se para a final. Mas o Metrô fez o favor de empatar, se matar, e colocar o Bruscão a uma vitória da final da Copinha.

Seria estrela do Suca?

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Mudou a tabela do Catarinão 2009

A FCF publicou hoje o regulamento e tabela do Catarinense de 2009, e mudou toda a tabela. Principalmente devido à reclamação do Metropolitano, que reclamou pelo fato fazer a maioria dos jogos em casa na quarta-feira na primeira tabela, a Federação divulgou uma nova ordem de partidas.

Jogos da primeira rodada, dia 18 de janeiro:

Avai X Brusque
Metropolitano X Marcílio Dias
H. Aichinger X Chapecoense
Joinville X Criciúma
Figueirense X Cidade Azul

Agora eu pergunto: a primeira tabela foi definido em sorteio no Conselho Arbitral, na presença de todos os clubes. Qual o critério pra definir essa nova tabela, se os clubes não foram reunidos?

Brusque divulga primeiros nomes para 2009

Nesta quarta, o Brusque divulgará a primeira lista de reforços para o Catarinão 2009. Apurei que deverão ser cinco os nomes a serem anunciados, e um já é confirmado: trata-se do atacante Carlinhos (foto), de 25 anos, autor de 13 gols pelo Cidade Azul neste ano, e que foi pouco aproveitado no Avaí, sendo dispensado durante a Série B.

Ainda hoje, a lista completa. A relação de dispensas sai depois do fim de campanha do Brusque na Copinha. Deve ser na segunda, mas vai que Avaí e Metropolitano resolvam empatar hoje a noite pra colocar o Bruscão de novo na briga...

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Pintado pra quê?

Mário Sérgio saiu do Figueirense, pra não ficar com o carimbo de coveiro do time, que tem 95% de chances de rebaixamento.

Até aí tudo bem. Eis que o Figueira contrata o Pintado pra técnico. Pra tentar milagre ou pra queimar de vez?

Eu colocaria o técnico Micale dos juniores pra terminar o campeonato. O Pintado poderia vir já pra planejar o Catarinense do ano que vem, sem ficar a beira do gramado, e preparar a vassoura e a água sanitária pra limpar o convés alvinegro.

E o Mário Sérgio hein... 10 jogos, 1 vitória... Disse que o torcedor não entendia de futebol, e acabou jogando o time por ele treinado na zona de degola.

Silas no "Bem Amigos"

Abaixo, vídeo da participação do técnico Silas,do Avaí, no Programa do Galvão Bueno no Sportv, na noite de segunda:

Brusque ganha, com gol de zagueiro

Vou dividir a análise do jogo Metropolitano x Brusque em duas partes:

1 - O Brusque venceu, parabéns. As vezes é bom eles ouvirem uma crítica e resolverem fazerem jus ao salário que recebem. O Brusque não fez um partidaço, mas ganhou, e é o que interessa, mesmo que o time não dependa só de si pra se classificar. Mas uma coisa tem que ser chamada a atenção, ou melhor, duas. Devido a inoperância do ataque, o gol teve que sair da cabeça de um zagueiro (Marcelo), e o melhor jogador do ataque foi um meia (Dênio). Cadê o futebol do Flávio Guilherme, um dos maiores salários do time? Estaria Suca de saco cheio do Neno ao colocar o Valdo no final do jogo? Primeira coisa pro ano que vem: encontrar dois centroavantes de qualidade.

2 - Vamos falar da situação do jogo em si. O Brusque venceu um Metropolitano que colocou 2 bolas na trave, e que tá passando por um problemão. Contratou um time caro, com um treinador caro (Paulo Porto não deve ganhar menos de 10 mil reais por mês), com jogadores de baixa qualidade em contratos já pro ano que vem. Considerando que o orçamento do time é bem maior que o do Brusque, o problema lá é maior, bem maior. João Paulo, Michel Nunes e Felipe Oliveira são os únicos que passam. O resto pode trocar tudo.

Pra terminar, o Avaí B tem a faca e o queijo pra garantir a vaga na final da Copinha, pois tem mais time que o Metrô. E se der empate, pode ainda sobrar pro Brusque, que pega o Leão em casa no sábado.

sábado, 15 de novembro de 2008

Olha a Situação!

Regulamento mal feito pode ter consequências graves, e tem cheiro de coisa estranha pintando na Copa Santa Catarina.

Chapecoense e Joinville empataram hoje, em Chapecó, pelo placar de 2 a 2. Ambas equipes lideram a Chave B, com 5 pontos ganhos e 2 gols de saldo (o JEC tem um gol pró a mais)

Resumindo em miúdos: quem meter mais gols no Cidade Azul leva a vaga na final. A vantagem é do Joinville, que folgará na quarta-feira e saberá o resultado de Cidade Azul x Chapecoense, que jogam em Tubarão. O jogo decisivo será em Joinville, contra um time de Tubarão desclassificado e com problemas financeiros, e o JEC desesperado atrás de vaga na Série D... Sei não, é bom o pessoal de Chapecó ficar de olho.

Ah, mais uma coisa: informa o jornal "Notisul" de hoje que SEIS jogadores do Cidade Azul (Vinicius, Crispim, Ronan, Wallace, Jeferson e Valderrama), provocaram uma noitada cheia de muita festa, que culminou com um quebra-quebra no hotel que eles estavam hospedados. De comum acordo, as diretorias agiram rápido e os jogadores já estão de volta ao Rio de Janeiro. Ou seja: já era fraco, agora tá mais ainda.

O Leilão

O técnico do Brusque, Suca, desceu o relho em mim na Rádio Cidade hoje, em entrevista ao repórter Marco Aurélio. Disse que eu não posso falar do time pois não vou nos treinos e não gostou da afirmação que fiz, de que o Brusque não pode entrar em Leilão por causa do seu passe.

Bom, parece que o Suca não entendeu. De forma nenhuma ofendi a pessoa do Suca, mas falei sim de Leilão e de dinheiro.

O Marco Aurélio me passou que Suca fez uma proposta de renovação de contrato com o Brusque , com um salário maior que o dobro que ele atualmente recebe, o que daria mais ou menos 10% da folha salarial pretendida pelo clube. Fora isso, tem uma penca de jogadores pedindo aumentos exorbitantes de salário.

Com a triste campanha na Copa Santa Catarina, a realidade veio a tona, e deu pra ver que o time do Brusque não é essa maravilha toda. Imagine se o Brusque não disputasse a Copinha. Todo mundo ia achar que o time tá bom e iria se decepcionar no Estadual do ano que vem.

Quanto ao Leilão: até quanto você paga pra segurar um jogador? E o custo-benefício da coisa? O técnico Suca é peça indispensável no time? Justifica sacrificar 10% da Folha de Pagamento com ele? Se a diretoria achar que sim, quem sou eu pra reclamar. Só acho que no caso dele, bem como no dos demais jogadores, tem que haver um limite. Não pode entrar em leilão. Se o profissional pedir um aumento absurdo, ofereça uma contra-proposta, e se não tiver jeito, parte pra outra, tem gente boa no mercado. Não é porque esse grupo venceu uma segundona nivelada por baixo que eles são intocáveis. Nessas horas, é mais prudente analisar a condição técnica do atleta em nível de primeira divisão e pensar no seu custo-benefício. E, principalmente, não jogar dinheiro fora.

Pra encerrar o assunto: jamais quis ofender pessoalmente o Suca. A intenção é chamar a atenção da diretoria para que não torre dinheiro como aconteceu no primeiro semestre com a tragédia do Nasareno Silva.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Morreu Aldo Pires de Godoy

Faleceu as 17h30min desta quinta, no Hospital Marieta, em Itajaí, o narrador esportivo Aldo Pires de Godoy, vítima de câncer. Lageano de nascimento, o "seu" Aldo fez carreira no Rádio de Itajaí, onde comecei a acompanhar o seu trabalho quando moleque, no Rádio e na TV Vale do Itajaí.

Contou-me um dia o Mário Pessoa, que foi meu professor no Rádio, que o Aldo, ainda desconhecido, apresentou-se num show de calouros em Lages, onde cada um fazia o que desse na telha. E ele subiu no palco para narrar um jogo de futebol. De lá, ele saiu para os microfones do Rádio, de onde nunca mais saiu. O "Seu" Aldo era muito gente boa.

Vai com Deus, "Seu" Aldo!

Clubes desistem de Ação contra Record

Informa o site do Tribunal de Justiça do Estado que a Associação de Clubes de Futebol de SC optou por desistir da ação que pedia a rescisão do contrato de transmissão do Campeonato Catarinense de 2009, para que os clubes pudessem assinar com a RBS TV.

Agora vamos aguardar quais são as novidades no front. Faltam menos de 2 meses pro início do Estadual e não há sinal de uma decisão final.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Uma bênção de chorar

O título desse post pode ser estranho, mas foi a sensação que me passou o jogo de hoje, quando o Brusque tomou 4 do time B do Avaí, na Ressacada.

Foi de chorar a atuação do time, num terreno desfavorável, notadamente com uma vontade abaixo do normal, contra um Avaí querendo mostrar serviço, disputando todas as bolas. Foi de chorar mais uma vez a quantidade de gols perdidos pelo time, que de novo teve nas mãos a chance de dar graça na partida, mas não conseguiu. De chorar foi a apatia do ataque brusquense, onde Rafael Xavier corre para passar para Flávio Guilherme e Neno, dois centroavantes que, se atualmente juntarmos os dois, não conseguimos ter um. Um 4 a 0 ao natural, fruto de um erro de Suca (trocar o goleiro em um momento decisivo: Silva falhou em dois gols), de uma desmotivação do elenco e da raça em sobra do Avaí.

Onde a bênção entra nisso? Bendita Copa Santa Catarina! Bendita competição que apareceu pro Brusque ver quem mesmo merece ficar no ano que vem, quem tá pedindo demais pra renovar, e quem vale o que recebe.

Faça sua lista. Desse time titular eu manteria 5 ou 6. Pro ano que vem, tem que trazer pelo menos uns 10 bons jogadores. Ainda bem que apareceu a Copinha pra evitar os sustos e decepções do ano passado.

Não deu

O time de Vôlei de Brusque perdeu para o Rexona, no Rio de Janeiro, por 3 sets a 1, e ficou de fora da final do 1o. torneio da Superliga Feminina. De toda forma, foram 4 vitórias e apenas uma derrota, uma ótima campanha.

Semana que vem, tem as finais do Estadual, contra Rio do Sul, dias 17, 18 e 19. Como o time só volta a jogar pela Superliga no dia 30, contra o Sport Recife em casa, é possível que o time estará disponível para os Jogos Abertos, em Pomerode.

Cabe lembrar que Brusque não leva o ouro do Vôlei Feminino dos Jasc há 7 anos. Tá mais do que na hora de quebrar o tabu.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Coletiva no Brusque

Em algumas pinceladas, as novidades divulgadas na coletiva de imprensa do presidente do Brusque, Danilo Rezini, ontem a noite no Augusto Bauer:

- O time trabalhará objetivando uma folha salarial de 120 mil reais para o Estadual de 2009. O plano de patrocínio tá pronto, e a diretoria pediu mobilização de toda a imprensa para viabilizar o projeto.

- A Parceria com o Ilhota Calcio será rompida, e o clube irá adminstrar todas as categorias de base, a partir do ano que vem.

- O clube contratou o Agente Fifa Maurício Nassif para fazer os contatos de venda de jogadores para outros clubes. Dois juvenis, Natan e Ednei, irão amanhã para São Paulo efetuar testes no Palmeiras.

- Está aberta a rodada de negociações para renovação. Tem jogador pedindo mais que o dobro do salário que recebe atualmente.

O resto não foi muita novidade. Danilo acredita na vitória contra o Avaí hoje e a conquista da vaga na Série D do Brasileiro.

Éverton, o vilão do Criciúma em Marília

Sabe aqueles jogos que você assiste e acha que tá vendo um milagre? Foi o que pensei assistindo a Marília x Criciúma. O script era dramático: dois times que lutam pra não cair. O MAC vencia por 2 a 1, e o Tigre conseguiu a virada. Quando não se esperava mais nada, eis que o zagueiro Éverton, tão criticado pela torcida criciumense, faz um pênalti desnecessário e dá o empate pro time da casa, afundando mais ainda o Criciúma rumo a Série C.

Se o Avaí teve sorte naquele chute do Evando, o Tigre tá numa nhaca desgraçada. Quando se acha que a coisa tá dando certo, lá vem meleca do time em campo. Eia...

Festa sem Cobertura

Deu no Site Acontecendo Aqui, por Jailson de Sá:

29 anos depois, AVAI na primeira divisão
E as TVs, que brigam pelo Campeonato Catarinense, não cobrem a festa da torcida


Tão logo o juiz da partida entre AVAI e BRASILIENSE, realizada na noite desta terça-feira, 11/11, em Florianópolis, encerrou o combate, o AVAÍ pode, finalmente, comemorar sua volta à primeira divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol Profissional após 29 anos. Ainda no gramado os jogadores não conseguiam esconder a emoção e felicidade de ter concluído o trabalho de um ano inteiro. E, nas ruas da Grande Florianópolis - Ilha, Continente e Periferia - a alegria era fenomenal. Algo somente explicável por quem ama futebol e viveu quase três décadas torcendo por este momento.

Futebol, alegria do povo e da mídia
O que se verifica nas grandes cidades brasileiras, quando um fato como este acontece, é a transmissão ao vivo da festa da torcida comemorando a vitória e jogando pra fora toda a emoção que envolve um momento como este, quando um time importante para a comunidade vence uma batalha como a enfrentada pelo AVAI. No entanto, em Florianópolis, isso não aconteceu. Mesmo com a cidade respirando nos últimos dias e, principalmente nesta terça, - do "elevador à praia" - sem exceção, a possibilidade de um time local voltar à elite do futebol brasileiro depois de 29 anos, nenhuma emissora de televisão foi à avenida registrar a alegria dos torcedores do AVAI. Nem mesmo aquelas que disputam a transmissão do Campeonato Catarinense de Futebol. O máximo que se viu, pela televisão, após o apito do juiz, foram flashs de 20" na Rede Globo e na Band, às 00h30.

O Avaí chegou lá!

Esse cara aí da foto é predestinado. Evando, jogador que esteve em momentos bons e ruins do Leão, foi o responsável pelo sofrido gol que levou o Avaí pra Série A do Brasileirão.

Um jogo com clima de final. O Brasiliense deu susto, o Avaí perdeu vários gols, mas só umazinha entrou, com um pequeno desvio do zagueiro e um frango do goleiro, que permitiu que a bola entrasse por debaixo das pernas.

E a festa vai longe em Florianópolis. E com merecimento, o Avaí, que bateu na trave em 2001 e 2004, chegou lá. E que tenha competência pra permanecer na Série A.

Parabéns Leão!

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Brusque pensando em 2009

O Brusque convocou a imprensa pra uma reunião hoje, as 19 horas, no Augusto Bauer. Na Pauta, a apresentação das contas do clube neste ano, e os planos pro ano que vem. Assim como aconteceu na segundona, onde foram vendidos planos para engordar o caixa do time, que subiu pra Principal do ano que vem, agora a meta é bem maior.

Fala-se em uma folha aproximada de 120 a 150 mil reais/mês, para a Primeira Divisão. O trabalho será triplicado.

Amanhã trarei mais detalhes.

JASC Chegando!


Daqui a 10 dias começam os Jogos Abertos, e estaremos indo passar 10 agradáveis dias em Pomerode, Timbó, Indaial e Rio dos Cedros e trazer muita novidade de lá.

O sorteio das chaves já foi feito, e muita disputa está por vir. Quero chamar a atenção do torneio de Futsal Masculino, que é curto, emocionante, prega surpresas (como a prata de Siderópolis no ano passado), e a imprevisibilidade (Jaraguá ganhou apenas uma vez nos últimos sete anos). São dois grupos de cinco times. Classificam três de cada chave. O primeiro de cada grupo entra direto na semifinal, e espera o cruzamento entre os segundos e terceiros.

Os grupos são:

A: Jaraguá do Sul (Malwee), Joaçaba, Florianópolis (Colegial), São Bento e Xaxim (Xaxiense).
B: Joinville, São Miguel do Oeste, Videira, Timbó e Tubarão (Unisul).

Vai pegar fogo...

O Porquê dos horários estranhos

O berreiro tá grande quanto à questão dos horários dos jogos da Copa Santa Catarina, em virtude da transmissão do SBT. Um torcedor do JEC fez o questionamento ao Paulo Sobrado, competente diretor de programação da emissora, que deu a seguinte resposta:

Senhores,

As questões levantadas a respeito do calendário de transmissões da COPA SANTA CATARINA estão sendo encaminhadas ao Sr. Raul Galhano da Agencia Propague erm Florianópolis responsável pela negociação deste torneio junto a Federação Catarinense de Futebol.

Para esclerecer a negociação junto a FCF e os Clubes foi feita diretamente pela agencia Propague sem a participação do SBT.

Atenciosamente.

Paulo Sobrado
Diretor de Programação
SBT Santa Catarina


O que eu apurei: A agência Propague buscou um parceiro pra transmitir a Copinha, e jogou a idéia pro SBT. A Agência viabilizou comercialmente a transmissão (cota das Lojas Colombo) e acabou viabilizando-a. Os horários são os disponíveis na grade do SBT Nacional.