domingo, 22 de junho de 2008

Tema de Domingo: Catarinenses na Série C

O tema de domingo de hoje é meio que uma repetição de algo que postei aqui em Abril. Diz respeito aos grupos dos times de SC na Série C do Brasileiro. Antes, não tínhamos mais informações das equipes. Agora, principalmente depois do que os times contrataram, e pelos seus rendimentos nos jogos-treinos, temos um panorama mais real do que serão os dois grupos dos times catarinenses:

Divulgados os Grupos da Série C do Campeonato Brasileiro, que começam em julho. Neste ano, quem chegar a terceira fase ganha um prêmio extra: a vaga na Série C do próximo ano, que terá 20 clubes, com a criação da Série D em 2009.

Uma pequena análise dos dois grupos que envolvem os times catarinenses:

Grupo 15: Inter de Santa Maria-RS, Marcílio Dias, Engenheiro Beltrão e Toledo
O grupo do Marcílio é claramente mais fácil que o do Metropolitano, por um simples fato: os times do PR e RS que estão nele fizeram excelentes campanhas nos Estaduais do primeiro semestre, mas não se preocuparam em se estruturar para a Série C. O Marcílio, mesmo com as dificuldades financeiras, conseguiu montar um time que pode render no Brasileiro para conseguir uma vaga na próxima fase. Mauro Ovelha e a diretoria tiraram leite de pedra mas conseguiram formar o elenco. Nem a derrota no jogo-treino para o Caxias desanimou o treinador, que poderá se classificar justamente pelo fato dos adversários serem também de igual qualidade.

Grupo 16: Brasil de Pelotas-RS, Caxias-RS, J.Malucceli-PR e Metropolitano
Sem dúvida, o Metrô pegou uma chave mais complicada. Ao contrário do Grupo do Marcílio, o time de Blumenau terá times de maior tradição no futebol do Sul e que tem enorme estrutura. O Brasil, do técnico Itamar Schulle, traz uma base forte que já acompanha o treinador faz tempo. O Caxias vem de boa campanha no Gauchão, e conta com um bom investimento e já teve participação na Série B, enquanto o J. Malucelli é um estruturado clube que sempre monta boas equipes.
Os três adversários do Metrô fizeram jogos amistosos em Santa Catarina. O gerente de Futebol, Viton, declarou que os times são de qualidade e que complicarão a vida do time de Blumenau. Para classificar, o Metropolitano precisa contratar e montar um time caro e bom, porque a chave 16 é um verdadeiro Grupo da Morte. A venda do zagueiro Rafael para o fortíssimo futebol da Romênia é uma perda importante para o time.
Se o Metrô estivesse na chave do Marcílio, era favorito à classificação. Mas como não está, é lutar pelo menos para que chegue entre os 20 que garantirão vaga na Série C do ano que vem.

Ainda mais, a Série C, nos moldes em que se encontra, é um campeonato que engana. Pra quem vai pra terceira fase pra cima, pode até ser boa e lucrativa. Mas pra quem patina na primeira fase, é um prejuízo danado, uma vez que a participação pode durar apenas seis jogos. Em três semanas, tudo poderá estar acabado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário