sábado, 5 de julho de 2008

Futebol de Tubarão é coisa séria...

O Perfil do Hercílio Luz vai ser publicado aqui no Blog em breve, mas uma situação me chama a atenção: A rixa entre torcedores de Hercílio Luz e Atlético Tubarão.

Até a imprensa sofre com isso. E já vivenciei o mesmo problema. Brusque e Tubarão tem praticamente a mesma população (94 e 92 mil, respectivamente), e aqui surgiu o debate sobre a necessidade de se haver dois times de futebol profissional. A realidade era uma só: se um time já vai mal das pernas, dois então é algo complicado. Tanto que, depois da trágica reaparição do Carlos Renaux, a cidade se conscientizou que Brusque só comporta um time de futebol profissional, o Brusque, e o assunto encerrou-se.

Em Tubarão, a guerra de nervos entre Hercílio e Cidade Azul/Atlético é terrível. Quando estive lá, a cada gol do Brusque vinham foguetes do Estádio Aníbal Costa (que fica a 400m aproximadamente do Domingos Gonzales)

E ai de quem resolver opinar que a cidade só pode ter um time. A última vítima foi o jornalista Antônio Rodrigues, colunista do jornal Notisul. Recentemente, em uma reunião do lançamento de um projeto do Leão do Sul, Antonio foi duramente xingado pelo fato de defender a existência de um só clube na cidade. Tese aliás, que a experiência de uma cidade de tamanho semelhante provou que é a única viável.

Não tenho dúvida que a história do jogador irregular do Tubarão, que o Guarani está brigando no Tapetão, tenha partido de alguem ligado ao Hercílio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário