quinta-feira, 23 de outubro de 2008

O time que vale milhões

A matéria veiculada no AN de hoje (leia aqui) mostra a quantidade de problemas que a nova diretoria do Joinville terá que enfrentar.
Eu não consigo acreditar que uma turma de jogadores de péssima qualidade, caso de Antonio Carlos, Dudu e Vasconcelos, que são reservas do time B do clube, tenham um valor de rescisão tão alto. Os três, juntos, custariam ao JEC um milhão e quatrocentos mil reais para encerrar o contrato, vigente até o final do ano que vem. Frutos da "carta branca" que o então presidente Adelir Alves deu ao treinado Agenor Piccinin.
Aliás, Agenor montou o seu time após o estadual prometendo qualidade. Trouxe jogadores desconhecidos e sem referência, e ainda por cima com salário alto. Agora o JEC terá que livrar-se de um por um. Tentar fazer o acerto amigavelmente ou respeitar os contratos.

Um comentário:

  1. Esse time do JuveJEC é muito limitado.
    Dá-lhe Bruscão de volta a elite do Catarinense em 2009.

    É CAMPEÃO, É CAMPEÃO, É CAMPEÃO.

    ResponderExcluir