domingo, 23 de novembro de 2008

Situação de calamidade

Em um post, uma explicação pelo tempo de desatualização deste blog.

Estou em Brusque, retornei pra cá, pois a situação na cidade é de calamidade. O Rio Itajaí Mirim está vários metros acima no leito normal e muita gente está desabrigada. Ontem, passei por oito barreiras no trecho entra Gaspar e Brusque, e devido a veia jornalística, abandonei o esporte e passei a prestar serviço para o jornalismo da Rádio Cidade, pois eu estava com o carro da emissora, munido de um rádiocomunicador de alta potência, e não havia condição de chegar ao centro. Das 14 até as 23 horas, circulei por toda a cidade informando das condições dos bairros, e a destruição que se alastrou por todo canto. Minha peregrinação foi até quase meia noite, quando o excesso de água nas ruas acabou molhando o distribuidor da Unidade Móvel da Rádio e voltei pra emissora de guincho.

Confesso, nunca esquecerei esse dia. Um sábado de um enorme aprendizado, cada vez que o leito do Itajaí-Mirim subia. Por um acaso, acabei virando um repórter da enchente, e tive o dever de dar a triste notícia de um falecimento ocorrido por um deslizamento.

Peço a todos as suas orações, para que a situação melhore. Esse Rio vai baixar, e retornarei a Timbó, onde os Jogos Abertos foram paralisados hoje, retornando nesta segunda. O jogo do Brusque com o Avaí que aconteceria sábado, passou pra terça, as 18:15. Se São Pedro permitir.

3 comentários:

  1. Cancelaram os JASC, infelizmente, mas, não há condições e clima pra disputa.

    Jaraguá do Sul também ficou debaixo da água e com vários deslizamentos de terra e mortes. Triste fim de semana. Talvez a maior enchurrada que SC já viu desde 1983. Pelo menos em Jaraguá é a maior nos últimos 50 anos sem dúvida.

    ResponderExcluir
  2. nao presenciei 83 pq nasci em 84, mas axo q essa foi ate pior, principalmente pq fazem mais de dois meses q ja ta chuvendo, talvex os estragos vao ser menor pq hj temos uma melhor infra estrutuda, e um sistema de comunicação bem mais aprimorado

    ResponderExcluir
  3. Se a catástrofe em Brusque tivesse ocorrido antes das eleições municipais, não tenha dúvida que Dagomar Antônio Carneiro seria eleito prefeito municipal.

    Porque quem fez a Beira-rio?

    Daqui a pouco os flagelados vão estar melhor alimentados do que nós: vão se entupir dos alimentos vindos junto com os donativos e pra nós vai faltar alimento nos supermercados. Já tem até bandidos assaltando esses estabelecimentos.

    ResponderExcluir