domingo, 21 de dezembro de 2008

A engenharia para manter Bittencourt

O Brusque teve que fazer uma verdadeira engenharia para manter o meia Rafael Bittencourt, artilheiro do time no ano, para o Campeonato Estadual. O clube teve que enfiar até Agente Fifa no meio.

A história: Rafael, que era agenciado por Gilmar Veloz, queria vender 50% dos seus direitos federativos (a outra metade pertence à ele próprio). O Presidente Danilo Rezini foi atrás de empresários na cidade dispostos a adquirir "cotas" desses direitos. Nisso, apareceu no meio a empresa Meller Sports, dos Agentes Márcio Meller (Ex-diretor de Futebol do Metropolitano) e Maurício Nassif, que agora está trabalhando em "parceria" com o Bruscão.

Negociação feita, Rafael cedeu mais 10% dos seus direitos, e a Meller ficou com 40%, Rafael com 40%, um empresário de Brusque adquiriu 10%, enquanto os 10% restantes ficaram com o clube, como prêmio em caso de negociação. Foi assinado um contrato de quatro anos.

Ou seja, se Rafael Bittencourt for negociado no fim do Estadual, o Brusque só levará 10% da grana.

7 comentários:

  1. Mas que negócio da China.

    ResponderExcluir
  2. Pelo menos assim ele vai jogar o catarinense pelo Brusque, se fosse ao contrário, o Brusque ficaria sem o Bitencourt pro catarinense e sem os 10%. Pois achei o negocio mt bom sim, pois o Brusque FC não precisou colocar dinheiro no negócio (porque nem tem R$) e assim o Rafael Bittencourt vai jogar o Catarinense no Brusque FC (que é o mais importante) e ainda o Brusque corre o risco de ganhar 10% do valor de uma possivel venda. Se ele fosse embora, tinha gente reclamando que ninguém fez nada para manter ele, se ele fica tem gente que reclama, não consigo entender. É dificil contentar a todos.

    ResponderExcluir
  3. Esse cara aí de cima roubou meu comentário ;x Tirou as palavras da minha boca :~~

    Assino embaixo fera!

    ResponderExcluir
  4. Esse cara aí de cima (segunda postagem), roubou meu comentário :x

    Tirou as palavras da minha boca :~~~

    Assino embaixo fera!

    ResponderExcluir
  5. nao sou advogado de ninguem aqui, nem do rodrigo. mas nao vi no comentario dele nenhuma reclamação, o fato de axar q soh 10% eh pouco, eh mesmo. quem sabe um dia o BFC chegue em um nivel q possa comprar 100% de um passe e investir no atleta, sem depender de empresarios/investidores q soh querem lucrar.

    ResponderExcluir
  6. Ainda continuo achando um negócio da China. Se o jogador não der certo? Vejam o Paulinho que o Brusque fez um contrato três anos com um salário alto pensando em negocia-lo mas até agora ninguém apareceu pra comprar. O salário do Bitencourt não sei mais não deve ficar abaixo de 7 ou 8 mil. E se fizer um campeonato ruim? Quem vai bancar os salários dele? Vejam o que os clubes grandes fazem, vendem por um monte de dinheiro quem não custou nada pro clube. Ninguém compra um jogador caro pra vender depois. É raro alguém fazer iso. Essa é minha opinião, mas tomara que o Bitencourt arrebente e seje vendido por um monte de dinheiro. Se ele ficou aqui é que não tinha um negócio mais interessante, poruq esenão ele ia embora como todos fazem e devem fazer.

    ResponderExcluir
  7. Explique o que vc quer dizer com negócio da China. Para você é um negócio bom ou ruim? No seu último comentário, parece que vc quis dizer que é um negócio bom.

    Eu sempre achei que um negócio da China é um negócio ruim... Basta ver o monte de porcarias que vem de lá.

    Não entendi também o que vc quis dizer com "poruq esenão ele ia embora como todos fazem e devem fazer"

    Você acha que todos os jogadores bons DEVEM ir embora do Brusque? Para que time vc torce?

    ResponderExcluir