segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

É Record e não RIC

Leitor Diego manda email e faz uma importante ponderação: o contrato de transmissão do Campeonato Catarinense foi assinado em 2006 com a TV Record de São Paulo, e não com a RIC (que era a Rede SC, que se juntou à Record em fevereiro deste ano).

Logo, quem foi acionado nesta situação foi o Departamento Jurídico da Emissora Paulista.

3 comentários:

  1. Fiz um comentário no Blog do Roberto Alves e até agora não foi aprovado, já no do Rodrigo Faraco foi aprovado, em relação a um comentário de um leitor que perguntava sobre o possivel atraso no inicio do campeonato: "atrasar pode ser que não, mas que pode ser que não terá televisionamento na tv aberta, isso pode ser. Então vamos torcer para que as instituições (Associação de Clubes, FCF, RBS) respeitem os contratos assinados."

    ResponderExcluir
  2. Acho que é mais provável que começo o campeonato e comece uma chuva de liminares. Jogos transmitidos pela RBS, outros pela RIC, outros pelas duas. Alguns sem transmissão, com uma processando a outra.

    Espero está errado.

    ResponderExcluir
  3. Adriano, tem um outro problema: além de transmitir por um e transmitir por outro, tem o problema dos horários, a RIC faz no Domingo 16h e Quarta 21h, enquanto a RBS tem as 17 e as 22h, respectivamente...

    ResponderExcluir