sábado, 23 de agosto de 2008

A Copa do Tutu

De vez em quando assisto ao horário político. Como aqui em Brusque não tem horário eleitoral na TV, fico zanzando pelos canais para assistir às pérolas dos postulantes à Câmara de Vereadores de outras cidades.

Foi aí que conheci o Tutu, candidato a vereador em Blumenau, pelo PP.

Tutu é poderoso. Ele fez a seguinte promessa durante o horário eleitoral:

"Se eleito, vou interceder junto à CBF e à FIFA para que uma das sedes da Copa de 2014 seja em Blumenau"

Isso aí Tutu. Aproveita e pede as Olimpíadas de 2016 pra Blumenau também.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Cerveja Liberada nos Estádios da Divisão Especial

Torcedores da Segundona, comemorai.
A Associação de Clubes de Futebol de SC obteve na tarde de hoje Mandado de Segurança na Vara da Fazenda Pública da Capital contra o Comando da Polícia Militar do Estado, liberando a venda de Bebidas Alcoólicas dentro dos Estádios em todos os jogos da Divisão Especial.

Lembrando que a liberação obtida na justiça não envolve os jogos do Campeonato Brasileiro disputados no estado, nem da Divisão de Acesso.

Mas cria uma brecha para que eles, os clubes do Brasileirão, possam também reinvindicar judicialmente a venda das bebidas alcoólicas dentro dos seus Estádios, o que acaba rendendo uma bom dinheiro aos seus caixas.

Dores de Boleiro

Conheço vários dirigentes de Futebol pelo Estado afora. Todos eles, não publicamente, claro, são unânimes em um ponto: lidar com boleiro (jogador) é complicado. Ele é capaz de derrubar, tirar o pé, essas coisas, se não for bem tratado.

O Brusque tá passando por um problema assim, com o atacante Neno. Ele jogou meia partida contra o Juventus, lá em março, e se machucou. Passou o tempo, o clube renovou o contrato dele, e no dia da estréia da segundona, ele diz que sentiu dores e não pode jogar. O médico deu 15 dias de recuperação.
Passa o tempo e esses 15 dias já são quase dois meses. Pior: o exame de ultrassom e raio-x não registra nenhum tipo de lesão. Nadinha. E o jogador ainda diz que tem dor, e que não vai pedir pra sair, só se a diretoria pagar sua rescisão. Não tem coisa estranha aí?
A diretoria do Brusque precisa tomar uma providência com urgência. Precisa de um atacante, o que está no elenco diz que não pode jogar e o time tá gastando um monte com tratamento e salário. Poderia fazer como toda empresa que paga seus impostos faz: manda ele pra tratamento pelo SUS e contrata outro.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Rolou Bronca

O Presidente do Joinville, Adelir Alves, e o Diretor de Futebol, Irineu Machado, reuniram os jogadores do clube para uma bronca geral, motivado pelo apático futebol mostrado pelo time, principalmente na derrota para o Brusque em Jaraguá do Sul.

Ele deu uma ordem: ou o time vira o confronto contra o Brusque (precisa vencer o jogo no tempo normal e também a prorrogação) e vence o primeiro turno, ou grande parte dos jogadores vai embora.

Sinceramente, o meu conterrâneo brusquense Adelir Alves já poderia mandar quase o time todo embora. O time é ruim demais. Não consigo achar um naquele time que poderia levar futuro no futebol. E aproveite pra mandar o Agenor Piccinin também, pois haja mal faro pra trazer tanta gente ruim.

Aliás, o Agenor Piccinin depois que foi Campeão com a Chapecoense ano passado, só fez papelão. Aquele time venceu o Estadual por causa do elenco que tinha (Adriano, Peter, Cadu, Basílio...) e não por causa do comandante.

Juca Kfouri na Assembléia Legislativa

O jornalista Juca Kfouri participou hoje à noite, na Assembléia Legislativa, em Floripa, de uma palestra do ciclo "Brasil em Discussão", promovido pela Alesc, reunindo vários notáveis da nossa imprensa.

Valeu a pena cada minuto da palestra. Quem tiver TV a Cabo e acesso à TVAL, não perca uma das reapresentações. Um verdadeiro relatório sobre os meandros do nosso esporte.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Próspera vence por WO nos Juniores e Imbituba está eliminado da Especial

Atenção que a notícia mexeu de novo com todo o Campeonato da Divisão Especial:

O Imbituba não apareceu nesta tarde no estádio Mário Balsini e o Próspera venceu por WO na sua estréia no Estadual de Juniores da Divisão Especial. O jogo estava marcado para 15 horas. O time da raça e a arbitragem aguardaram por cerca de uma hora a chegada do adversário, que não deu satisfações. Fora o fato de ter rendido três pontos, a partida não realizada resultou em um prejuízo de R$ 400 para os cofres do Próspera: R$ 320 de arbitragem e R$ 80 de taxa da ambulância.

A súmula será encaminhada pelo árbitro Marco Aurélio Alves ao Tribunal de Justiça Desportiva. O Imbituba poderá ser excluído do campeonato.

Com isso, o Imbituba está oficialmente fora do Campeonato da Divisão Especial. O regulamento obriga que todo time profissional participe dos campeonatos de juvenis e juniores, e pelo regulamento, o Imbituba está punido e, além de ter seus jogos anulados na Especial, está rebaixado para a Divisão de Acesso.

Tive a segunda informação da FCF: Com a eliminação do Imbituba, ele e o Guarani estão rebaixados para a terceirona. O terceiro time será o último colocado da Chave A. Não haverá mudança nas chaves. Uma permanece com seis times e outra com quatro.

Com informações do Engeplus.

A volta do Ernestão, na terceirona

Notícia legal do Alison Muller, do Futebolsc.com:

O tradicional estádio Ernesto Schlemm Sobrinho, o popular Ernestão, palco de conquistas do JEC nos anos 80, que voltou para o Caxias há quatro anos, voltará a ter futebol.

Desde o licenciamento do Caxias, em 2006, o estádio encontra-se em estado de abandono, devido a falta de recursos financeiros por parte do Gualicho, somente com partidas de futebol americano, dos Panzers, sendo disputadas.

A partir deste domingo, a Divisão de Acesso terá o estádio joinvillense como palco. O Santa Catarina Club, time fundado em Blumenau, que já passou por Navegantes, e agora está em São Francisco do Sul, não conseguiu acordo com o Atlético para jogar no estádio Otto Selinke, na Ilha de São Francisco, devido ao alto valor cobrado pelo aluguel do estádio - cerca de 10 mil reais pela competição toda.

O clube francisquense precisará obter laudo dos bombeiros para a liberação do estádio a tempo da estréia neste domingo às 15 horas, quando o Santa Catarina enfrenta o Costa Esmeralda, de Itapema.

Além de sede dos jogos do time de São Francisco, o estádio passará por melhorias para também servir de alojamento para os atletas da equipe.


Um adendo à matéria do Alison: o Santa Catarina também já jogou no Estádio da Usati, em São João Batista. Em breve um estudo sobre o Santa Catarina Clube, disparado o time que mas trocou de sede na história do futebol deste estado.

Pra prestar a atenção...

Anda se falando por aí, que com a desistência do Marcílio Dias, que já foi até anunciada no seu site oficial, a Copa Santa Catarina poderá ser cancelada.

Conversa pra boi dormir. Ela vai acontecer, e até é capaz do Marcílio voltar atrás e participar. Essa foi a tona da discussão dos clubes, semana passada em Ibirama, na reunião da Associação.

Há uma explicação: O Atlético de Ibirama está suspenso por uma competição por causa do cai-cai contra o Avaí no Campeonato Estadual. Se a Copa SC não acontecer, automaticamente o time não poderá jogar o Catarinão do ano que vem.

Logo, ninguém vai querer sacanear o time do seu Marchetti né?

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Quer que desenhe?

O time do Costa Esmeralda de Itapema mostra que é criativo até pra apresentar os jogadores. Dá uma reparada aí embaixo como é que eles fazem o documento de jogo, para apresentar os jogadores pra partida contra o Videira pela Divisão de Acesso. É um tal de risca aqui, flecha pra lá, flecha pra cá... Uma zona!.(clique na imagem para ampliar).

Já apresentaram o Word pra eles?

Só de nove

Começou a terceirona do Catarinense. Eu quero ir assistir a um jogo lá em Itapema, pra ver o nível desse maravilhoso campeonato.

Na estréia, o elenco de estrelas do Porto, de Porto União que joga em União da Vitória, meteu nove a zero no fortíssimo Atlético Chapecó de Guarujá do Sul. Imagina a qualidade do time.

No outro jogo, o fortíssimo Costa Esmeralda, que também pode ser chamado de Itapema ou Acadesf, ganhou do Videira fora de casa, 2 a 1. Folgou a constelação de estrelas do Santa Catarina Clube, o clube cigano do futebol catarinense, que hoje está em São Francisco do Sul.

Não adiantou nada

Acharam que mesmo com a ordem do STJD pra refazer o jogo não haveria a chance de empate? Tinha sim.
As duas diretorias colocaram silvertape na boca dos jogadores e Marcílio e Toledo empataram em um gol e classificaram.

Depois desse estresse todo, vamos em frente. Quarta começa a segunda fase.

E não é que o Santa Cruz de Recife tá caindo pra Série D?

domingo, 17 de agosto de 2008

Nem com Sal Grosso

Caminhando pelo deplorável gramado do Estádio João Marcatto, encontrei grande quantidade de Sal Grosso espalhado no meio do campo e embaixo das traves. A imagem tá aí:
Eu provei e é Sal mesmo. De certo alguém encomendou algum despacho ou simplesmente quer eliminar algum mal olhado. Mas vai precisar, quem sabe, de um caminhão de Sal pra ver se o Juventus volta aos bons dias.

Em Jaraguá teve revolta de um, e festa de outro...

Cheguei de Jaraguá do Sul, depois de ver um jogo complicado em todos os sentidos. Dentro de campo, o Brusque venceu merecidamente por 2 a 0, com direito a um golaço do Rafael Xavier no final do jogo, que selou a festa pra torcida do Brusque, que só vai precisar dum empate em casa semana que vem para ir a final do primeiro turno.
Podia ter sido de mais. E eu esperava um jogo disputado, tanto é que o técnico Suca, do Brusque, entrou com três volantes esperando enfrentar um adversário perigoso. Mas o goleiro Alessandro não foi acionado para nenhuma defesa difícil.

Depois do jogo, a revolta. A torcida inflamada foi para cima dos jogadores do Juventus. Alguns revidaram. O goleiro reserva do Juventus/Joinville chegou a cuspir no brasão do clube, outro jogador tentou ir pra briga enrolado na toalha... Enfim, os jogadores do Joinville mostraram estar de "saco cheio" da situação de estar representando um outro clube. Nosso repórter no jogo, Jaison Lorencetti, ouviu do auxiliar de Agenor Piccinin que "estamos de saco cheio. Acabou o turno a gente vaza!"

Vou escrever essa semana um texto maior sobre a situação do futebol jaraguaense. Mas uma coisa me chamou demais a atenção. O repórter Anderson Junior perguntou ao Agenor: "E como o Juventus vai se preparar pro jogo de domingo em Brusque?". O treinador do Joinville respondeu: "O Juventus eu não sei, mas a gente vai continuar treinando".

Aposto que a parceria não vai pro returno. O Brusque não tem nada a ver com isso. Venceu com merecimento e tem tudo pra classificar pra final. Mas que eu não esperava ver um time do Juventus tão medíocre quanto esse...