domingo, 18 de janeiro de 2009

Um empate comemorado

O Brusque poderia ter vencido o Avaí na Ressacada. Poderia, não venceu, mas saiu com um empate contra o representante catarina na Série A, e deu uma boa impressão pro torcedor.

Rafael Bittencourt mostrou suas credenciais no início da partida, ao cobrar uma falta na trave e contar com o rebote de Rogélio, fazendo o 1 a 0. Gol festejado, mas depois dele aconteceu o que foi o maior erro do técnico Suca, na minha visão: recuou o time quando era melhor. Passou por um sufoco completamente desnecessário.
Odair tava sendo criticado pela torcida. Evando sumidaço em campo, e um Avaí perdido contra um Brusque que deixava ser atacado. Até que o Odair acertou uma paulada lá do meio da rua, fazendo um gol de empate completamente indefensável.
Suca mexeu, colocou o Leo Maringá no lugar do Marcos Tora, e não mudou nada. O Brusque continuou sem meio-campo. Tentou o mesmo com o Valdo no lugar do Paulinho.
Começou o segundo tempo, e o Evaldo me mata uma bola no peito e fica parado na pequena área. Presa fácil pro gol do William.
O Bruscão, sem meio, só dava perigo em bola aérea. E chegou ao gol, com o Xipote. Aí veio o grande erro do Silas e o acerto de Suca. O treinador avaiano fez o favor de tirar o Willam, melhor em campo do azzurra, e manter o Evando, que não fez rigorosamente nada. Aí o Suca colocou o Carlinhos, segurou a bola na frente e não passou sufoco.

O Resumo da ópera: empate justo de dois times que ainda tem mais o que mostrar, com uma diferença: Digamos que o Brusque está com 80% do seu futebol, enquanto o Avaí, com elenco mais qualificado, está em 60. O Brusque precisa urgentemente de um atacante e um meia. E o time do Avaí, com paciência da torcida e trabalho do Silas, vai encaixar. É questão de tempo.

Abaixo, os Gols do jogo, em matéria do Sportv:

8 comentários:

  1. Olá Rodrigo, concordo plenamente com a sua avaliação do jogo, e no fim o resultado foi bom pro Brusque.
    Quanto ao atacante, precisamos urgente, pois o Flavio Guilherme que me desculpa, mas é muito ruim, o cara simplesmente não faz gol. E não é pegar no pé, é só fazer uma analise de quantos jogos ele tem e quantos gols fez, tenho certeza que a media seria muito ruim.
    Se formos analisar com imparcialidade, quando ele pega na bola, ou se atrapalha ou está impedido.
    O time do Brusque é bom, mas ta na ora do suca ver que o Brusque só faz gol com o Bittencourt ou com os zagueiros, exatamente o que ocorreu hoje.

    ResponderExcluir
  2. Um golaço do avaí , na sorte , e um erro do evaldo bisonho.. Pra mim, nao é um bom resultado

    ResponderExcluir
  3. O Brusque acertou na contratação do Rogélio e do Pedro Ayub. Para mim foram os dois melhores em campo, junto com o Xipote.

    Não tenho muita fé no Marcos Tora. Acho que só para compor elenco. Mas para isto já tem o Maringá, que joga na mesma posição. O Tora jogou tão mal que teve de ser substituido ainda no primeiro tempo. O Carlinhos parece que pode ser útil na medida em que for pegando ritmo de jogo.

    O Flávio Guilherme pode ser útil tbém ao Brusque desempenhando a função de pivô, que ele faz bem, já que o time tem meias e volantes que chegam de trás para fazer os gols: Bittencourt, Carlinhos (que foi artilheiro). O FG só que precisa fazer gols. Prende bem a bola no ataque, fez alguns gols na pré-temporada e poderia ter marcado ontem, naquele lance que tocou de cabeça.

    Se o Brusque tivesse um meia de ligação como o Claudio Freitas, daquele time de 92, seria campeão com certeza. Todos os times precisam de um meia de ligação bom, um camisa 10. O Dênio fazia este papel. O Itaparica, que jogou no Brusque no time do Tonho Gil também fazia bem esta função. Ano passado ele estava jogando no Paysandú, de Belém. Vi ele dizendo em um comentário na Radio Cidade (qdo as notícias podiam ser comentadas) que gostaria de voltar ao Brusque neste ano. Por que não fazer um contato?

    Outra opção seria treinar o Valdo. O Xirú falou bem no seu comentário: é um baita jogador, mas precisa corrigir alguns defeitos. Se ele parar de dar aquelas pedaladas, parar de querer partir para cima do marcador a drible e começar a distribuir bem as bolas, o nosso problema está resolvido. De qqer forma, precisamos deste meia de ligação. Acho que o Itaparica seria uma boa opção.

    Rodrigo, parabéns pela belíssima transmissão do jogo ontem. Vc tá ficando cada vez melhor. Parabéns tbém Xirú. Disse tudo no comentário do terceiro tempo, inclusive qdo falou a mesma coisa que eu penso sobre o Valdo. Valeu Xirú, grande comentário.

    ResponderExcluir
  4. ...ta na ora do suca ver que o Brusque só faz gol com o Bittencourt ou com os zagueiros...

    Quem disse que o Suca não viu isto? Ele já está pedindo mais um meia e um atacante faz muiiiiito tempo. Tá todo mundo correndo atrás, Danilo, etc. Não é tão fácil assim achar um meia de qualidade (camisa 10) que o Brusque precisa considerando o que pode pagar. O mesmo vale para o atacante.

    Mas tenho certeza que vai aparecer alguém logo. O Danilo quer ver o Bruscão campeão, como em 92. É o que todos nós queremos.

    Como disse o Rodrigo, não podemos tomar o primeiro jogo como termômetro. Temos que confirmar que vamos disputar o título ganhando do Figueirense na quinta-feira. Torcedores do Bruscão, vamos lotar o Augusto Bauer. Estamos no caminho certo.

    ResponderExcluir
  5. O Marcão também trabalhou bem nas reportagens. Fez as entrevistas certas nos momentos certos, boas perguntas para os entrevistados, boas intervenções nos lances e principalmente a entrevista com o Suca no terceiro tempo.

    Gostei quando ele estava entrevistando o Suca e no final, deixou a entrevista rolar na coletiva, com um repóter de outra emissora fazendo várias perguntas. Valeu Marcão, belo trabalho.

    O Suca esteve quase perfeito ontem. Armou bem o time, e foram perfeitas as suas substituições. Errou quando mandou o time recuar para jogar no contra-ataque depois de ter feito o gol. A tática do contra-ataque não surtiu efeito porque não existia um jogador de ligação. Quase todas as bolas chegavam quadradas para o FG, que sozinho na frente não podia fazer muita coisa.

    Depois de tomar o primeiro gol, que era irreversível da forma como o Brusque estava jogando, o Suca reposicionou o time e fez a primeira substituição correta, sacando o Tora e colocando o Maringá ainda no primeiro tempo.

    Depois, acertou novamente quando colocou o Valdo no lugar do Paulinho, já que faltava um jogador de ligação. Fez novamente a substituição correta quando tirou o Bittencourt que estava cansado e colocou o Carlinhos para prender a bola na frente.

    São estas variações táticas e correções que ganham os jogos. O Suca já havia mostrado isto nas substituições e tática correta que aplicou na Copa SC naquele jogo que ganhamos o título em cima do Joinville. Mandou o time prá cima na prorrogação e não deu a mínima chance pro Joiville.

    Lamentável aquela falha do Evaldo no segundo gol deles. O gol logo no início do segundo tempo desestabilizou o time. Mas com bom posicionamento tático e boas substituições, o Brusque foi equilibrando o jogo e poderia até ter vencido no final.

    Parabéns Suca! Perfeitas também as tuas colocações e análises na entrevista depois do jogo.

    ResponderExcluir
  6. Ótimo resultado!! Parabéns a todos. Só quero lembrar a todos que jogamos nada mais nada menos, contra o Avai série A e com a base de 2008, dos 11 jogadores titulares que entraram em campo ontem, 9 jogavam direto na Série B:
    01 / Martini
    02 / Arlindo Marcana
    03 / Turato
    04 / Tafael (gemeos do cassio)
    05 / Marcus Vinicius
    07 / Wendel
    08 / Odair
    09 / Evando
    11 / Willian
    Apenas o 06 / Eltinho e o 10 / Davi que não jagaram a série B.
    Então temos que dar a mão a palmatória, pois jogar contra o Avai na ressacada, com casa cheia e empatar ta bom de mais. Agora é concentrar forças pra matar o Figuera e vamos parar se ser cricri e corneteiros né gente. Reclamar de um empate contra o Avai na ressacada é brincadeira de mau gosto.

    ResponderExcluir
  7. Acho que o Suca tem que colocar cada um na sua função e dar a mesma oportunidade para todo mundo. Não adianta colocar atacante jogar no meio e meia de atacante. Vamos com calma para contratar, primeiro vamos testar todo mundo e depois buscar o que precisa realmente. Não adianta começar a contratar agora e depois ficar aquele monte de jogador lá só comendo e dormindo e dando prejuízo para o Brusque. Temos que primeiro testar o que temos até a quinta ou sexta rodada depois sim ir as compras.

    ResponderExcluir
  8. Concordo em parte com o que vc escreveu. Tenho as seguintes observações:

    1) O Brusque teria que testar apenas os 4 ou 5 jogadores que foram contratados, incluindo o Barbosa. Pelo que apresentaram nos jogos treinos e no jogo contra o Avaí, podemos concluir o seguinte: Rogélio (já aprovado), Pedro Ayub (já aprovado), Marcos Tora (não aprovado, apenas para compor plantel) e Carlinhos (pode ser).

    2) Nenhum destes jogadores resolve o nosso principal problema: a falta de um meia armador. Faz algum tempo, desde a saída do Dênio, que este problema persiste no Brusque. Isto ficou evidente nos jogos da Copa SC, Recopa e no jogo contra o Avaí: não temos meio de campo. Dos jogadores que temos hoje, somente o Valdo poderia ser aproveitado para esta função.

    3) Existem 2 tipos de meia: meia armador e meia atacante. Meia atacante o Brusque está bem servido: Bittencourt e Carlinhos/Paulinho como opção. Meia armador é o nosso principal problema, além do atacante matador.

    4) Também já está claro que o Brusque precisa de mais um atacante (centroavante). Embora seja um jogador importante para o plantel, o Flavio Guilherme não tem feito gols. Temos meias que fazem gols, mas precisamos de um centroavante matador. Faz bastante tempo que não temos, está mais do que evidente.

    Esperar até a sexta ou sétima rodada para contratar estes jogadores seria um desastre. Isto já seria o final do primeiro turno, e eles teriam que pegar ritmo de jogo e se adaptar ao plantel. Aí o campeonato já está terminado.

    Tanto o Danilo quanto o Suca, torcedores e mídia esportiva em geral (leia-se Rodrigo, Xirú, Marco Aurélio, Proença, Sérgio Luiz e Rafael) estão conscientes destes problemas. As contratações foram quase todas acertadas, desde o início da divisão especial. Entretanto, o plantel do Brusque hoje ainda é muito reduzido. Sairam mais jogadores do que entraram. Quase 40% do total de jogadores do nosso plantel são juniores.

    Considerando o que temos, o Suca quase sempre tem escalado o time corretamente, com os jogadores na sua verdadeira função. Exceto quando por falta de opções e por ter um plantel reduzido, ele precisa improvisar.

    ResponderExcluir