segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

O Carro de Som

Essa história do Hino Nacional Brasileiro ser tocado no meio do jogo Tubarão x Figueirense foi muito engraçada. O carro de som chegou atrasado, não teve execução antes do jogo, aí o cara já chegou dando o Play quando chegou no Estádio, com a bola rolando.

Eu vi isso semana passada, quando o Brusque jogou em Tubarão. Times perfilados, aguardando a execução do Hino. Os jogadores não acharam uma bandeira nacional pra se voltar, e o Hino não tocava. Foi quando entrou voando pelo portão do Estádio Aníbal Costa um Fiat Uno com uma caixa de som em cima. Mal parou o carro, ele já saiu disparando, pra não atrasar o jogo. Coisa linda.

Aqui em Brusque, em dois jogos consecutivos, o CD com o Hino Nacional travou. Os times ficaram parados que nem um poste no meio de campo, e nada de música.

Aliás, falando em Hino, o regulamento prevê que ele precisa ser executado antes do horário do jogo, pra que o mesmo não comece com atraso. E no jogo Criciúma x Joinville, o Hino Nacional foi tocado sem que o time do JEC tivesse entrado em campo. Faltou um pouco de bom senso.

Foto: Blog do Roberto Dias Borba - blogrdb.blogspot.com

5 comentários:

  1. Apenas prá corrigir, o certo é "o time ainda está no necrotério". É um pouco cedo prá sepultar de vez.

    ResponderExcluir
  2. Achei cômica a situação, mas, em respeito ao hino, no mínimo o juiz poderia ter parado o jogo, como se estivesse dando um minuto de silêncio no meio do jogo...

    Alguém tem dúvidas de que o At.Tubarão vai ser rebaixado?

    ResponderExcluir
  3. Não. Já o metroxa eu tenho dúvidas...

    ResponderExcluir
  4. vergonha oq tao fazendo com o nosso hino. mas tb isso eh ideia de deputado imbecil, apresentar uma lei dessas.

    ResponderExcluir
  5. Engraçado não é. É triste a falta de respeito com hino nacional e o tamanho da falta de organização, pois não ocnseguem nem colocar um CD para tocar num jogo de futebol profissional!

    ResponderExcluir