quarta-feira, 4 de março de 2009

Barbieri troca Metropolitano pelo Gama

A imprensa de Brasília está comunicando, e acabo de confirmar, que Luiz Carlos Barbieri não é mais o treinador do Metropolitano. Ele está de malas prontas para assumir o Gama, que demitiu o técnico Giuliano Pariz ontem.

Barbieri é, inclusive, aguardado para o clássico contra o Brasiliense, neste domingo, pelo Campeonato do DF.

Lembram que anteriormente aqui no Blog lembrei que ele tinha dito que gostava de Blumenau, mas era profissional e iria estudar as propostas? Aconteceu, e ele resolveu ir pra Brasília.

Resta saber quais serão as próximas manobras do Metropolitano, que estava em uma subida enorme de produção sob o comando de Barbieri.

4 comentários:

  1. Se depender da nossa torcida, vamos ajudar a empurrar o carrinho morro abaixo.

    Seria muito bom sepultar de vez o metroxa quando tivermos que jogar o penúltimo jogo... onde mesmo? Em Jaraguá, Timbó ou Blumenau??

    ResponderExcluir
  2. Vocês vão jogar no SESI, em Blumenau. E vão receber mesmo tipo de tratamento que nossa torcida sempre recebe em Brusque, ou seja, vamos xingá-los, jogar pedras, sacos de mijo e tudo o mais. Não temos problemas em nenhuma arquibancada do estado, exceto em Brusque. É uma cidade muito querida e de povo trabalhador, mas que tem a torcida de futebol mais marginal do planeta. O troco virá no returno, tenham certeza.

    ResponderExcluir
  3. Um certo exagero da sua parte, não é? Xingar faz parte, todas as torcidas fazem isso. A de voces não é diferente.

    Nunca houve registro que algum torcedor de qqer time tenha sido ferido ou atingido por pedra ou algo similar aqui em Brusque.

    Torcida marginal é aquela que joga bombas em estádios, depreda carros, agride torcedores e assim por diante. Como aconteceu recentemente em Florianópolis, quando o ônibus do BFC e carros da direção e da torcida foram depredados. A torcida do BFC está longe de praticar tais atos.

    Mas essa mesma torcida que fez isso esteve recentemente aqui em Brusque, viu seu time ganhar dentro de campo e não houve o mínimo sinal de violência. Temos certeza que essa foi a melhor resposta que poderíamos ter dado.

    Você ao que parece não pensa dessa forma. Talvez o mais coerente seria você dizer que o troco daquele placar adverso que voces tiveram aqui em Brusque vai ser dado dentro de campo, jogando futebol.

    Quanto àquele outro troco que você se refere, não se preocupe. Quando formos jogar no SESI, não custa pedir proteção policial.

    Mas sabemos que isso não vai ser preciso. Afinal, temos certeza que a maioria absoluta dos torcedores de Blumenau não pensa igual a você.

    Aliás, preferimos nem comentar sobre isso. Como já foi dito aqui, não gostamos, não temos violência em nossos estádios, e não queremos nem ouvir falar.

    ResponderExcluir
  4. O jogo do Bruscão contra o Metro vai ser o da perda de mando e minha fonte diz que o Metro vai mandar esse jogo em Chapecó.

    Assim não vai ter stress entre torcidas.

    ResponderExcluir