segunda-feira, 16 de março de 2009

Cléverton, o vilão de Ibirama, e o anjo do Brusque

Vamos ser sinceros, por mais esforço que todos no Brusque tenham feito em motivar o grupo pro jogo em Ibirama, não é a mesma coisa para um jogador entrar em campo sem brigar por uma classificação. Mas o Brusque foi, cheio de problemas, e arrumou um empate com o Atlético de Ibirama, graças a um frangaço do goleiro Cléverton. A sua falha colocou fogo na disputa das vagas pelo índice técnico.

O Brusque montou um time meio maluco, com Marcos Tora de ala direita, William Gaúcho na esquerda e João Neto como terceiro zagueiro. Time que não jogou junto nessa altura do campeonato é perigoso, mas Suca teve que se virar sem muitas peças disponíveis. E enfrentou o Atlético sem Fabrício, peça importante no meio, Maurício Fofão e o goleiro Gean.

Sem Fabrício, o Atlético jogou toda a responsabilidade em Lenílson. E se ele não joga, o time não rende. O primeiro tempo foi terrível. O Brusque fez uma pressãozinha, o Ibirama também, mas foi um jogo duro de assistir. Aos 31, Marcelo foi expulso. Tinha amarelo e foi arrumar uma lambança de João Neto, e foi pra rua.

Na segunda etapa, a mesma ruindade, mas com gols. Lenílson pegou passe de Sérgio e abriu o placar. Em seguida, o meia Evandro foi expulso, igualando as forças em campo e possibilitando ao Brusque arrumar o ataque. Ambos perderam chances, o jogo estava equilibirado, até que Barbosa resolve dar uma voadora perto da linha lateral e ser mais um expulso. Ali, acabou o jogo para o Brusque.

Mas aos 41, Cléverton, o reserva que tem altura mais pra ser um ponta-direita do que pra ficar debaixo dos paus, apareceu. Falta pela direita, Ailton cruza, a bola passa no meio das mãos do goleiro, bate na trave e Carlinhos conferiu de cabeça. Um jogo que estava morto que o Atlético conseguiu entregar.

O Atlético terá dois jogos em casa pra buscar a classificação, mas a decisão será contra o Avaí, na Ressacada. O Brusque enfrenta um Criciúma em crise, mas pelo menos terá um time melhor. Mas Suca terá que recomeçar todo o trabalho de motivação.

9 comentários:

  1. Algumas curiosidades...

    Com apenas 4 derrotas, o BFC está entre os 4 times que menos perderam. Somente Joinville, Avaí e Atlético perderam 3 vezes. Os outros todos têm 5 ou mais derrotas. O BFC foi o time que mais empatou: 7 vezes, com 4 empates fora e três dentro. Os 4 empates até agora fora de casa foram bonitos: Avaí, Criciúma, Figueirense e Atlético. Nenhum contra time fraco.

    Foram detalhes pequenos que tiraram o BFC das finais. Não foram as derrotas, nem aquela pro Avaí dentro de casa. Normal, é muito difícil manter 100% dentro. O que tirou o BFC foram os 3 empates dentro (Atlético, Marcilio e Chapecoense) que poderia ter ganho. Mesmo que empatasse 1 das 3, poderia estar dentro. Seriam 4 pontos a mais, e o BFC estaria com 23 pontos, com 2 jogos em casa e 1 não muito difícil em campo neutro. Poderia fazer 32 pontos. Precisava só ganhar 2 dos 3 empates. Pra isso, bastava ter um atacante tipo Cazarine, Lima, Leandrão ou algo parecido. Nada mais.

    Essa campanha pode ficar melhor ganhando os 3 jogos. Pela soma de pontos, o BFC pode terminar em quinto lugar na classificação geral, à frente do Criciúma e do Figueirense. A diferença para o quinto colocado é de penas 4 pontos. Sendo que o Criciúma tem 2 jogos fora de casa, sendo um deles em Brusque.

    Essa história de campeão do turno não tem lógica nenhuma. É uma simples soma de pontos corridos num dos turnos. Até porque com número de jogos ímpar, tem time que pega uma menos dentro de casa num dos turnos que pode estar bem.

    Turno e returno por pontos corridos e que entrem os 4 melhores. Essa é a lógica certa. Pra que inventar essa história ridícula de campeão do turno? Se valesse geral por pontos corridos, o Criciúma estaria fora. Nesse caso, o Avaí, que foi melhor que o Criciúma na geral, sai prejudicado pq vai somar mais pontos e não vai entrar. Na classificação geral, o Bruscão pode ficar na frente do Criciúma, que está na final. Lógica do Delfim.

    /mfrv

    ResponderExcluir
  2. Gostei da escalação do Suca, com as peças disponíveis que tinha. Conseguiu anular o 3-5-2 do Atlético, que estava 100% em casa, se não me engano. Não mexeu muito na articulação (Léo e Ailton), que funcionou. Não tão bem como no jogo passado, pq o Léo jogou de volante. Mas parece que o Ailton fez novamente uma boa partida. O gol saiu dos pés dele, e foi escolhido melhor do jogo pela Araguaia.

    Coerente colocar o William como ala para fazer frente ao 3-5-2. Não vi o jogo, mas pela narração, foi bem. Na minha opinião, o William deveria continuar como titular pq tem mais fôlego e pode render mais que o Evaldo. Pode dar certo, por que não? O time caiu de produção depois que ele saiu.

    Critiquei algumas vezes o Suca qdo errou nas escalações, esquema tático e substituições. E elogiei inúmeras outras. Não sei qual a idéia da direção do BFC, mas na minha opinião, o Suca deveria ser mantido. Se ele tiver uma proposta melhor, vale a pena cobrir. Tenho certeza que o presidente Danilo pensa assim. Luciano e Havan poderiam dar uma ajuda nisso.

    Vale mais a pena manter o Suca e comissão técnica do que pagar um centroavante caro que não faz gol. O Suca e o Lummertz já conhecem o plantel e tem tudo pra fazer uma bela campanha na Série D. O BFC tem um bom time base montado, e pode manter essa base, dispensar alguns jogadores, e trazer mais uns dois ou três BONS. A Havan deveria usar a grana do Diogo para renovar com o Suca e comissão técnica até o fim do ano. É um encargo a menos para o BFC.

    Vamos partir com tudo na quarta-feira pra ganhar a primeira nesse segundo turno. É jogo de vida ou morte pra fazer uma campanha digna e escapar de vez do rebaixamento. E manter a torcida do Bruscão animada para as outras competições.

    Estava fora de Brusque, e ouvi o jogo pela Araguaia. Gosto de ouvir o Rodrigo e Xiru pela Cidade, mas pra variar, a Radio Cidade on-line não estava funcionando. Rodrigo, vc poderia dar um alô pro pessoal? Queria aproveitar e mandar um abraço pro Sérgio Luiz, Proença e Rafael, batalhadores tbém pelo futebol de Brusque. Grande Rafael Imhof, sempre em cima dos lances, com ótimas entrevistas e perguntas.

    /mfrv

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo, o meu palpite para os classificados é o mesmo do comentário 15 de Março de 2009 09:29. Inclusive mantive os 2 jogos que acertei da rodada de ontem. Apenas a soma de pontos do Avaí havia um engano, que vai terminar com 29 pontos em vez de 30.

    Classificados: Criciúma e Joinville

    Quadrangular

    Chapecoense: Tubarão fora ganha, Figueirense dentro ganha, Joiville fora perde. Total: 6 pontos. Geral: 26+6=32

    Atlético: Brusque dentro empata, Metro dentro ganha, Avaí fora perde, Marcilio dentro ganha. Total: 7 pontos Geral: 25+7=32

    Avaí: Figueirense neutro empata, Joinville fora perde, Atlético dentro ganha, Metro fora perde. Total: 5 pontos Geral: 25+4=29

    Para o rebaixamento:

    Brusque: Criciúma dentro ganha, Metro fora empata, Tubarão dentro ganha. Total: 7 pontos. Geral: 19+7=26

    Metro: Atlético fora perde. Brusque neutro empata. Avaí dentro ganha. Total: 4 pontos. Geral: 15+4=19

    Marcilio: Figueirense fora perde. Joinville dentro perde. Atlético fora perde. 14+0=14

    Portanto, na minha opinião, Criciúma, Joinville, Atlético e Chapecoense na final. E Tubarão e Marcilio na segunda divisão. Injustamente o Criciúma vai pra final, com uma campanha bem pior que o Avaí.

    /mfrv

    ResponderExcluir
  4. Rodrigo como esta aquela perda de mando de campo do metro ? Vão cumprir contra quem ???
    Abraço !

    ResponderExcluir
  5. Realmente esses empates em casa é que fizeram a diferença. O Brusque está entre os times que menos perderam. Apesar de ter faltado pouco para chegar no G4, agora é fazer bonito quarta feira contra o Criciúma. Ficando na Elite do Catarinense para 2010 também está bom. Série D está chegando... Ohh coisa boa.

    ResponderExcluir
  6. Ouvi o jogo do Bruscão pela Rádio Cidade e como vocês falaram o jogo não foi aquilo tudo, com uma escalação sem pé nem cabeça que o Suca fez, mas a gente estava melhor que o Atletico.
    Só que a televisão não viu. Pô será que o Brusque não existe?
    Só falaram que o Ibirama fez isso, fez aquilo, não jogou bem. A FCF coloca mulher para bandeirinha e elas erram e na televisão não sabem o que falam. Já vi na RBS a jornalista de lá falando um monte de besteira e hoje na Record a jornalista nem sabia que o nome certo do time era Atlético de Ibirama, só dizia Ibirama e parecia que estava morrendo.Meu Deus.
    Antes eles tinha uma jornalista que falava comigo nos jogos do Brusque e ela entendia muito de futebol e falava certo do nosso amado Bruscão mas não vi mais, deve ter saído.
    Será que o Peninha não ensina nada?
    Esqueci, ele só pensa nos Metroxa.

    Abraços amigo e vamos para a Série D.

    ResponderExcluir
  7. "com uma escalação sem pé nem cabeça que o Suca fez, mas a gente estava melhor que o Atletico"

    Olá amigo, acho que o Suca acertou na escalação pq o Atlético joga no 3-5-2. Ele precisava montar uma estratégia pra anular esse esquema do adversário e ao mesmo tempo manter o BFC no ataque.

    Com as peças que tinha na mão, foi brilhante a sua escalação e estratégia. Colocou o William e Marcos Tora como alas, pra jogarem nas costas dos alas adiantados deles. Anulou completamente o Atlético.

    O BFC só não ganhou o jogo por causa daquela expulsão idiota do Marcelo. Cinco minutos depois de ter sido advertido pelo juiz, fez uma falta desnecessária pra cartão. E dez minutos depois, outra, que gerou a expulsão.

    Será que o cara não se toca que está atrapalhando o BFC? Desse jeito, é melhor vazar. A minha sugestão de zaga para o próximo jogo é Xipote e Rogélio, se o Xipote já puder voltar. E nos outros jogos, Barbosa e Rogélio.

    O Marcelo em campo é sempre risco enorme de expulsão, e fragilização da defesa pelos cartões amarelos.

    /mfrv

    ResponderExcluir
  8. Agora tem que pensar na Série D pq lá não vai ter como inventar posições pros jogadores.

    ResponderExcluir
  9. Apenas uma correção naquilo que falei sobre as faltas do Marcelo. Não vi o jogo, mas parece que se não fizesse aquela falta que levou o segundo cartão, o cara ia ficar na boca do gol.

    Nesse caso vale. Por isso é importante levar cartões só quando é necessário. O negócio é não reclamar e não cometer faltas pra cartão em lances não decisivos.

    Suca, um gancho de alguns jogos pra ele aprender.

    ResponderExcluir