domingo, 26 de abril de 2009

... e o Verdão de novo vence o Avaí...

Não foi um grande jogo, mas a Chapecoense, que também não fez uma excelente partida, venceu o Avaí por 3 a 1 e conquistou a vantagem do empate na grande decisão da semana que vem. Um jogo marcado por confusões de arbitragem, mas que não ofuscaram a soberania do time de Mauro Ovelha no Regional Índio Condá.

A arbitragem falhou no primeiro gol da Chapecoense, onde Rômulo estava em impedimento. Mas na jogada seguinte, William empatou (eu não vi o gol, o diretor de imagens da RIC estava dormindo e exibiu um replay com a bola no ataque avaiano), e no segundo tempo o time de Chapecó matou o jogo, principalmente com a ação da sua ótima dupla de laterais.

Zé Acácio da Rocha quis aparecer, expulsando Silas e Mauro Ovelha na volta do intervalo, mas isso não atrapalhará em nada para o jogo de volta, onde eles poderão retornar para a beira do gramado.

A receita pra final de domingo é, ao meu ver, só uma: cabeça. No equilíbrio que o confronto se encontra, quem tiver mais preparo psicológico vai levar essa. Não duvido que a Chapecoense se fechará, fazendo com que o Leão venha pra cima e tente levar o jogo para a prorrogação. Se Silas conseguir fazer o elenco extirpar o fantasma verde, poderá virar o jogo.

Mas hoje, o Avaí estava um pouco apático, e a Chapecoense estava vibrante.

A final é só no domingo, o Avaí joga em casa, mas tou sentindo que a Chapecoense poderá chegar ao tetracampeonato.

Os números não mentem: os últimos dois campeonatos estaduais foram vencidos pelo time que fez a decisão fora de casa. Será que a escrita se repetirá?

Um comentário: