quarta-feira, 8 de abril de 2009

Fica ou não fica?

Após a vitória do BrT/Brusque sobre o Rexona na última sexta por 3 sets a 2 em uma Arena Multiuso lotada, o assunto é um só: saber se o time de voleibol feminino de Brusque ficará ou não na cidade na próxima temporada. O tema virou assunto até na Câmara de Vereadores na sessão da última terça.
O assunto é polêmico: primeiro, o volume necessário para investimento. Não vejo hoje na cidade uma empresa capaz de investir o que a Brasil Telecom investiu na equipe, algo em torno de R$ 1,5 milhão por temporada. A solução seria buscar um parceiro fora daqui, como está acontecendo: Rubens Fachini, presidente da AD Brusque, trouxe o dono do laboratório Cimed, João Adib, para o jogo de sábado. Ele quer que a empresa, que já mantém um dos melhores times masculinos do país, também finque sua bandeira em Brusque. Com esses dados, não é difícil dizer que as chances de permanência do time existem, mas são pequenas, ainda mais com os efeitos da crise mundial. Nós temos que ser realistas
Depois, vem a concorrência. Já ouvi de alguns torcedores uma grande divisão, que precisa ser olhada com carinho. Há aqueles que pregam que, se o Vôlei Feminino tiver um grande apoio do poder público, o Brusque FC, que tem maior torcida, também deve ter. È perfeitamente compreensível a louvável idéia da Câmara em promover uma audiência com o Prefeito para tentar achar uma solução para a permanência da equipe de vôlei, mas é preciso saber que o esporte de alto rendimento na cidade não é só voleibol nem futebol. Há de se elencar prioridades e não fazer loucuras.
De qualquer forma, o pessoal da AD Brusque, com Renan Dalzotto a frente, segue lutando para achar um patrocinador. No cenário atual, a Cimed é a única esperança restante.

Trecho da minha coluna do jornal "Município dia-a-dia" desta quinta.

2 comentários:

  1. Não sei se a CIMED tem tanta "bala na agulha" assim, aqui em Florianópolis estão atrás deles para patrocinar também o time na Liga Futsal (ex Colégio Catarinense).

    ResponderExcluir
  2. Vamos ficar na torcida para que a Cimed ou outra empresa forte assuma e mantenha a equipe. É muito bom para Santa Catarina ter um time de ponta no vôlei. E é bom principalmente para a cidade de Brusque, muito bem representada pelas meninas.

    ResponderExcluir