quinta-feira, 30 de abril de 2009

Luiz Orlando?

Coisas que não dá pra se entender no Futebol... Olha, se já foi estranha, controversa e injusta a indicação de José Acácio da Rocha para a primeira final do Campeonato, o que dizer da escalação de Luiz Orlando de Souza para a grande decisão?

Primeiro, ele é árbitro da Capital, filiado à Liga Florianopolitana de Futebol, apitando jogo de time de Florianópolis contra time do interior. José Nazareno Marcelino nunca apitaria um jogo do Criciúma, por exemplo. Isso seria questão de exclusão automática. A FCF poderia passar sem essa para evitar discussões.

Segundo, a não inclusão de Nazareno e Wagner Tardelli para o sorteio, que era de quatro nomes no primeiro jogo da final, e apenas dois no segundo. Nazareno é o melhor árbitro do campeonato e nem pro sorteio entrou. Tardelli pelo segundo ano ficou de fora das finais. Pra um juiz que veio pra Santa Catarina como estrela com distintivo FIFA no peito, isso é no mínimo subestimar o talento do árbitro.

Terceiro, e não menos importante, gostaria que lessem essa notinha abaixo, publicada no Jornal "A Notícia" de terça-feira, na coluna do Maceió. O Presidente Delfim disse ao jornalista, de forma enfática, que ele escolheria o árbitro para a final, sem sorteio:

ARBITRAGEM - Quem será o árbitro da final? O nome foi escrito há mil anos, dentro do que reza a liturgia de Delfim. Lá, não existe sorteio! Eu escalo, porque, quando acontece algo errado, o pau vem em cima de mim.

4 comentários:

  1. Escolha rídiculo. Sem o menor critério.

    ResponderExcluir
  2. bem feito. quem mandou escolher o delfim. tomara q ele faça um monte de lambança.

    os clubes querem reclamar do q... sempre dizem amem pro velho.

    e ai... taça rbs com transmição da ric.... coisa do velho.

    ResponderExcluir
  3. REALMENTE, COM ESSE TIPO DE NOTICIA TEMOS QUE FICAR CADA VEZ MAIS INOJADO COM ESSAS PESSOAS QUE DIRIGEM NOSSO (S/C) FUTEBOL .
    ISSO E REVOLTANTE, ESSE HOMEN(DELFIM)E MUITO NOJENTO.
    CASSIANO

    ResponderExcluir
  4. Deu na Folha de SP hoje, Painel FC: "Vida que segue. Após litígio com a Record local, a federação catarinense retomará a parceria com a Globo. Segundo Delfim Peixoto, presidente da entidade, o valor é de cerca de R$ 2 milhões por ano, três vezes mais do que a concorrente pagava. "Não há nada pessoal contra a Record. Foi uma vontade dos clubes." http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk0105200901.htm

    ResponderExcluir