quinta-feira, 28 de maio de 2009

Brusque tem dois amistosos confirmados

A pouco mais de um mês da estreia na Série D do Brasileiro, contra o São José-RS no Augusto Bauer, o Brusque marcou seus dois primeiros testes.

O primeiro será na terça (02), um jogo-treino contra o Camboriú (ex-Camboriuense), em Brusque, o local ainda nao foi definido.

O segundo será um amistoso no próximo domingo, dia 7, contra o CFZ/Imbituba, que jogará a Divisão Especial, na inauguração do Estádio Emília Rodrigues (foto) , no Sul do Estado.

18 comentários:

  1. Parabéns Imbituba. Agora, parceria com o time do Zico é piada... Esqueceram do desastre com o Tubarão nesse ano?

    Não precisa sair de Imbituba ou Laguna para encontrar jogadores melhores do que eles têm. Costuma tomar de 10 pra cima em todos os jogos treino no Rio. O CFZ seria rebaixado no Catarinense se disputasse.

    Quanto ao Brusque, plantel quase completo. Falta um camisa 10. Concordo com o Xirú. O time é bom, mas tem um defeito grave: não tem meia-armador.

    O Bitencourt não sabe fazer essa função, e pode comprometer o trabalho. O time fica sem capacidade de criação e articulação no meio de campo.

    Espero que desistam de contratar mais um meia atacante. Isso já tem sobrando. Tem que pegar o cara certo pra essa função de articulação. Poderia ser o Ailton.

    /mf

    ResponderExcluir
  2. Otima iniciativa da diretoria. Acredito que mais um amistoso antes da estreia seria o ideal, de preferencia no AB e num fim de semana, para apresentar o time a torcida.

    ResponderExcluir
  3. O Ailton já acertou com Mixto-MS para disputar a serie C.

    ResponderExcluir
  4. 16/05/2009 02:13:22

    Lateral Celso, atacante Bebeto e o meia Ailton ex-União em 2008 foram os primeiros contratados do Mixto.


    Primeiras contratações do Mixto



    Aos poucos, o enxuto elenco de jogadores do Mixto está crescendo. Após a apresentação dos meias Marcelo Souza e Flavinho na quarta-feira, hoje é a vez de mais três atletas se apresentarem ao técnico Marcelo Vilar. Dos três novos reforços, o lateral-direito Celso é uma das indicações do treinador para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. O jogador está vindo do Treze de Campina Grande-PB após ser vice-campeão paraibano com Marcelo Vilar.


    Os outros dois são o atacante Bebeto, que vem do Fortaleza e o meia Aílton, um dos destaques do União de Rondonópolis na campanha do vice-campeonato estadual ano passado. O anuncio da contratação de Ailton deixou a torcida ainda mais otimista em relação ao time que está sendo montado para a Série C. O jogador foi quase unanimidade no Mato-grossense de 2008 quando liderou a boa campanha do Colorado no torneio, sendo derrotado para o próprio Mixto em pleno Luthero Lopes, há um ano. Meia-esquerda habilidoso, Aílton chega para ser a tradicional camisa 10 que há muito tempo a torcida alvinegra esperava.


    Na programação elaborada pela comissão técnica para o dia de hoje, o grupo de jogadores irá trabalhar só no período da tarde. O preparador físico Antônio Fontana fará uma avaliação física completa de todos os jogadores já contratados pela diretoria mixtense. O teste está marcado para a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) a partir das 15h. No sábado, o técnico Marcelo Vilar comanda trabalho em período integral no estádio Dutrinha. Pela manhã, atividade física. À tarde, parte técnica. No domingo, o elenco ganha folga e se reapresenta na próxima segunda-feira, dia 18, às 8h30.




    Ficha Técnica de Ailton

    NOME: Aílton de Oliveira Modesto
    DATA NASC: 27/02/1980
    NATURALIDADE: Votuporanga- SP
    APELIDO: Ailton
    POSIÇÃO: Meia Esquerda
    IDADE: 27
    ALTURA: 1.73 .
    PESO: 75 Kg
    EQUIPE QUE INICIOU: Santos – SP
    CHEGOU: 1992
    ESTREOU: 1999
    JOGOU NO SANTOS: 99/00
    CONQUISTOU PELO SANTOS: Torneio de Amserdã
    EMPRESTADO AO VERDY KAWASAKI:01
    ÚLTIMOS CLUBES: Londrina-PR e Crac-Catalão-GO
    CAMPEONATOS QUE DISPUTOU: Copa Paraná 2007 e Goianão 2008

    ResponderExcluir
  5. e o claudemir... bem melhor q o aitoon, q eh preguiçoso

    ResponderExcluir
  6. O Claudemir não é meia armador. Não sabe fazer trabalho de articulação.

    ResponderExcluir
  7. O Ailton tem característica de cadenciar jogo. Não precisa correr feito um louco pra isso, como faz o Claudemir. É craque de bola. Infelizmente para o Brusque, não deu pra segurar.

    ResponderExcluir
  8. Time sem meia armador não decola. Está certo o Misto e o otimismo da torcida com o Ailton sendo o camisa 10.

    O Suca tem um defeito grave de montar times sem meia armador. Isso deu resultado na Divisão Especial, quando o Dênio quebrava um galho.

    No Catarinense, o time do BFC só melhorou depois que o Ailton começou a render, armar jogadas e fazer gols.

    Não vamos novamente insistir nesse mesmo erro.

    /mf

    ResponderExcluir
  9. o eduardo tb é meia amador.

    ResponderExcluir
  10. ontem no jogo do vasco deu pra ver a falta que faz um camisa 10. sem o casalberto, o vasco não criou nenhuma jogada, soh com o ramon pela esquerda. a maior parte do tempo chutoes para a frente.

    ResponderExcluir
  11. quem foi o camisa 10 do sao paulo de 2008?

    ResponderExcluir
  12. nao sei quem foi, mas quem fez esse papel foi o hernanes. era o articulador de meio de campo, fazendo a ligacao com a defesa e o ataque

    ResponderExcluir
  13. Pra mim esse negócio de camisa 10, não é o fator principal. O fator principal de uma time vencedor, é a união, qualidade dos atletas que compõem um elenco de vinte e poucos jogadores, o esquema tático, a dedicação no dia dia, um bom comandante e por ai vai, pois o time que depende de 1 jogador ou 1 camisa 10, não vai ser campeão nunca!!! Quem era o camisa 10 da chapecoense esse ano??? Era o nenem né, mais pra mim ele não é de nada, jogador comum, quem fez a diferença foi o grupo, o técnico, a união, a dedicação, o esquema tático e assim por diante. Não to aqui dizendo que o camisa 10, não precisa ter, claro que precisa e faz bem ao time. Esse Claudemir é ótimo meio de campo, ele que mexia com o meio do JEC, ele que era o cara do Ibirama, quando esse time chegou a duas finais do Catarinense. Não vamos achar que tudo que da errado, é porque ta faltando o camisa 10, e também não vamos achar que sempre o jogador que NÃO está no elenco atual, que seria o bom e o salvador da pátria. Pois é muito facil, ver se o time não for bem ou perdeu, vir aqui e dizer, mais também, eu já tinha falado, falta o camisa 10, então em um Campeonato, tirando o CAMPEÃO, todos os outros times, sempre falta o camisa 10????? Claro que se tiver alguém pra da um toque refinado e da ritmo ao time é importante, e esse cara pode estar no elenco, mais as vezes não da certo, porque o time não vai bem, porque pode faltar tática, ou pode faltar conjunto! Então pra alguns, se o time for campeão, é porque tem o camisa 10, se não foi campeão é porque faltou o camisa 10??? Isso é desculpa pra quem não entende de futebol. O camisa 10 pode fazer diferenaça em alguns jogos, mais não faz o campeonato todo. Pra mim, time CAMPEÇÃO, é quem tem um futebol coletivo e consistente. Só pra deixar BEM claro, não sou contra o camisa 10, só acho que esse camisa de 10 que vcs falam, NÃO EXISTE, pois o time perdeu ou jogou mal, e lá vem o sabidão, faltou o 10.

    ResponderExcluir
  14. Anônimo 28 de Maio de 2009 17:29

    Ninguém falou que está tudo errado. Ninguém vai dizer nada antes de acontecer. Voce querer colocar suas palavras na boca dos outros antes de acontecer é coisa de pitoniza.

    Entender de futebol é tão difícil que até vc consegue. Muitas coisas que vc falou estão certas. O conjunto, a determinação, a motivação, a comissão técnica são mais importantes que um único jogador.

    Um jogador sozinho não ganha um campeonato, mas um conjunto pode ganhar, mesmo com alguma deficiência. Concordo com isso. Mas como vc mesmo reconhece, seria melhor se tivesse pelo menos 1 meia armador.

    Uma coisa eu gostaria de saber. Qual a função do Bitencourt no time do Brusque? Não é meia atacante, não é meia de articulação... O que seria? Um meia recuado? Qual a sua função?

    Uma das coisas importantes num elenco é um bom balanceamento. O BFC tem o Felipe Oliveira, Paulinho, Valdo, Fattori, Bitencourt(??), Leonardo, William, todos meia-atacantes. Ou seja, 6 ou 7 meias atacantes. Quase meio time. E noutro dia ainda queriam contratar mais um, o El Loco.

    Onde fica o equilibrio? Quantos meias de articulação ou meias armadores tem o BFC? Talvez o Claudemir, com alguma boa vontade, e o Léo Maringá, que é mais um segundo volante.

    Mas não vamos deixar de torcer, apoiar e acreditar, apesar disso.

    /mf

    ResponderExcluir
  15. isso ai, "camisa 10" nao existe. o ainton eh mto lento, nao marcava, e etc. o sao paulo foi campeao com o hernandez q eh volante, fazendo o papel de ligação ataque defesa, mancando atras e fazendo gol la nafrente, e acelarando o jogo quando precisava. quem eh o 10 do mancheter..ora o cristiano ronaldo, ora o paul schoel ou entao giggs.

    entao o bfc com... bitencurt, claudemir, leo maringa, eduardo, willian gaucho e ate o valdo... ta cheio de cara q tem como jogar com a 10, e ligar o ataque, ajudar na marcação, fazer gol etc. eh soh saber usar oq tem.

    e quem foi o 10 na copa de 70? alguem sabe?

    ResponderExcluir
  16. o cara não conhece o Gerson...

    ResponderExcluir
  17. Essa discussão de camisa 10 virou pro lado errado. Camisa 10 qqer um pode ser, até o goleiro.

    O que está sendo discutido é a FUNÇÃO, e não o número da camisa. Não existe jogador no BFC hoje para exercer a função de meia-armador.

    Meia armador é o cara que faz a articulação de meio de campo, cadencia o jogo e serve os atacantes, dando passes em profundidade, lançamentos, etc.

    Um time até pode se dar bem sem jogador para essa função, se houver outros para fazer isso. Exemplo é o Hernanes do SP, que é segundo volante e faz essa função. Na seleção de 70 era o Gerson.

    Um time sem meia armador vai ser sempre capenga. Querer improvisar o Valdo, Bitencourt para fazer isso é um desastre, como já ocorreu.

    Nunca vi o Bitencourt fazendo um lançamento, ou dando um passe em profundidade. O Valdo faz o oposto de meia armador. Em vez de distribuir jogadas, ele retém a bola.

    /mf

    ResponderExcluir
  18. A seleção de 70, citada em um comentario acima, é um caso interessante. Tinha pelo menos 3 ou 4 jogadores que podiam exercer e exerciam a função de meia armador. Acho que por isso aquele time era tão bom. Praticamente imbatível. Um monte de meias armadores e um atacante que resolvia: Jairzinho.

    O Gerson, um dos maiores meia-armadores do futebol em todos os tempos, o Rivelino, meia-armador no Corinthians e depois no Fluminense, o Tostão, que voltava para o meio de campo e fazia também essa função.

    Todos em seus times eram camisa 10. Na seleção não porque essa ja tinha dono: Pelé.

    Quando se fala em camisa 10, normalmente se refere a meia-armador. Quem não tem meia armador, precisa improvisar ou usar outros jogadores pra fazer essa função.

    O Brusque até tem opção: usar o Léo como segundo volante fazendo essa função de articulação. A pergunta é: o Léo é jogador pra ser titular? Ou, será que o Claudemir faz essa função?

    Não confundir isso com crítica destrutiva. Até agora a direção sempre fez o trabalho de forma correta, e está tentando montar um time muito bom. Parabéns sempre, tanto pelo trabalho nas categorias de base quanto no profissional.

    O papel da crítica construtiva é questionar, e contribuir para melhorar.

    /

    ResponderExcluir