quarta-feira, 6 de maio de 2009

O Blog no Top da Bola: Delfim e Zunino falam sobre a TV

Começando as entrevistas feitas no Top da Bola, começo com a questão do televisionamento do Estadual de 2010. O Presidente da FCF, como era esperado, não arredou pé do seu ponto de vista, mas deu a entender que sabe da intenção dos clubes:

video

Já o presidente da Associação de Clubes e do Avaí, João Nilson Zunino, dá uma resposta não muito firme, cheia de "vamos ver", "temos que discutir", essas coisas:

video

O Presidente Zunino tem a postura de querer trazer mais dinheiro para os clubes, e por isso deu tal resposta. Pelo jeito, ele vai ver se é possível organizar um leilão das TVs para o próximo ano.

Duas rapidinhas do caso: A FCF mandou ontem um fax para todos os clubes da primeira divisão com cópia de um email enviado por um torcedor avaiano à Federação, criticando a parcialidade da transmissão da RIC, alegando que ela era pró-Chapecoense. Bom, considerando que eles escalaram um comentarista de cada lado (Sérgio Badá / Flávio Roberto), não achei a coisa tão grave assim.

Agora, lembram do Márcio Martins, que no jogo de ida da final narrou um Gol do William do Avaí dizendo ser do Lima do Figueirense? Foi substituído por um Maurício Torres gripado na finalíssima. Algo a ver com o deslize no Índio Condá?

2 comentários:

  1. A Ric teria total apoio da torcida AVAIANA se não tivesse colocado o Márcio Barbie Martins como narrador em praticamente todos os jogos do campeonato.
    O cara é torcedor do time do estreito e não faz a mínima questão de esconder, fica secando o AVAÍ o tempo todo.
    A torcida Azurra não suporta a rbs, mas o Márcio Barbie Martins é dose pra mamute.
    Saudações Azurras,
    Sandro

    ResponderExcluir
  2. E a "olhadinha" do Delfim para o teu microfone, será que fosse de outra emissora ele falaria a mesma coisa? Se tem contrato com a RBS vigente pq todos devolveram o dinheiro que a RBS adiantou?
    Sobre o fax, esse torcedor avaiano tem poder, uma reclamação de imaparcialidade consegue fazer a federção ter todo esse trabalho. Não custa perguntar o que a Chapecoense achou disso?

    ResponderExcluir