domingo, 3 de maio de 2009

RIC ataca pesado na abertura da Final

Já estou pronto pra assistir a final do catarinense, mas a bomba já começou a estourar antes mesmo do início do campeonato.

A RIC exibiu um vídeo de 10 minutos, na abertura da transmissão da decisão, atacando pesado contra o presidente da FCF e Carlos Crispim, ex-mandatário da Associação de Clubes. Além do retrospecto de todo o caso, um ingrediente novo que vai ser a pauta das discussões sobre os direitos de televisão, que apurei ontem: preparem-se, pois o cenário mudou: a Associação de Clubes vai entrar em litígio com a Federação na questão do televisionamento. Isso mesmo, você não leu errado.

No vídeo exibido, só uma coisa nova, que é importante: a nova edição da revista "Futebol em destaque", editada pela Associação de Clubes e distribuída de forma gratuita. Em suas páginas, o novo presidente, João Nilson Zunino, elogiou as transmissões da Record. A revista, que só falou da RBS na edição de Crispim, publicou até entrevista do vice-presidente da RIC, Marcelo Petrelli, falando das transmissões. Relembrando, Zunino fez com que todos os clubes devolvessem à RBS o dinheiro adiantado do Catarinense deste ano, para zerar o jogo em outubro.

Aí que vem a guerra: Delfim Peixoto já declarou que o acordo com a RBS começa na Segunda-feira, após o fim do contrato com a Record. Os clubes já declararam que não será assim, pois será feita um novo leilão em outubro. Isso vai dar confusão. E há um outro importantíssimo ingrediente: João Nilson Zunino é amigo pessoal de Marcelo Petrelli. Não estou dizendo que vai haver favorecimento para A ou B, mas tenho a impressão que haverá uma disputa limpa. Aí vou querer ver a cara do Presidente da FCF se a coisa não andar como ele quer.

Terça, tem festa do Top da Bola, todo mundo vai estar lá e eu vou pra gravar entrevistas com todos.

Pra finalizar, se alguém gravou essa matéria inicial e puder colocar no Youtube, a casa agradece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário