domingo, 9 de agosto de 2009

Na raça, empate na Vila

A pressão estava do lado do Santos. O Avaí tem a qualidade do time e o esquema tático encontrado por Silas como arma para desafiar Luxemburgo. Foi um jogo bom de assistir, com um justo empate em 2 a 2.

O Avaí começou o jogo desorganizado, tomando o gol no início, em bola enfiada para Madson. O segundo gol seria feito da mesma forma, só que dessa vez para Kléber Pereira. Duas falhas iguais da defensiva, que Silas precisa observar

Segundo tempo, e Silas disse depois do jogo que "tinha certeza do empate". Conseguiu, com William, que não vinha jogando bem, e Emerson, que marcou de cabeça. Mais um ponto conquistado, mais um jogo para a sequencia invicta, e o voo de cruzeiro na Série A continua. A torcida do Santos fez sua parte: após o primeiro gol do Avaí, passou a criticar o Peixe, que claramente sentiu que o clima não lhe era favorável. O Leão aproveitou-se disso.

Após a partida, o técnico avaiano disse que só se preocupa "em chegar aos 45 pontos" para afastar o risco de rebaixamento. Depois disso, ele pretende ousar mais o time. Dois terços do caminho estão praticamente cumpridos: vencendo o Náutico na semana que vem, o Leão fecha o turno com 30 pontos, restando cinco vitórias para cumprir o objetivo.

Já tem torcedor planejando, no mínimo, a Copa Sul-americana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário