terça-feira, 29 de setembro de 2009

Até no Futsal a "Segundona" está parada!

Pra quem acha que as trapalhadas de Clubes e Federações são exclusivas do Futebol de campo, está enganado. O Futsal também está nessa, com o campeonato da Primeira Divisão (que corresponde à segunda) também paralisado por problemas jurídicos. Assim como no campo, teve time viajando pra longe para nada: Capivari de Baixo, do meu amigo Juninho, veio para Chapecó e teve que voltar sem jogar. Por baixo, 1.200 quilômetros feitos à toa.


O autor do recurso é o time do Marka/Bastos/Lages. A confusão começou no dia 7 , no jogo entre Marka e Moitas/Ituporanga marcado para acontecer em Lages. A equipe do Moitas foi agredida já na chegada no ginásio, com rojões atirados dentro do vestiário, o jogador Paraíba agredido com um soco no rosto, e até mesmo o prefeito de Ituporanga não escapou. Além disso, o ônibus da equipe também foi apedrejado. Diante da situação, o Moitas se recusou a disputar a partida. O delegado do jogo esperou os 20 minutos do regulamento, e sem a presença do time visitante, deu vitória do Marka por WO (foto). Na semana seguinte, o time de Ituporanga entrou com recurso na FCFS, que acabou punindo o time lageano, e conseguiu remarcar a partida para a semana seguinte em Santa Cecília, que terminou empatado em 4 a 4, deixando o time lageano fora da competição.

Na tarde da sexta-feira (25) a equipe da Marka/Bastos de Lages ingressou com pedido de liminar no STJD que foi aceito, e a competição está paralisada até uma definição.

A Federação de Futsal também é bem estranha, parece ter contraído o vírus do seu irmão do futebol. Recentemente, chegou a criar um campeonato com uma fase que não desclassifica ninguém. A Divisão Especial deste ano, por exemplo, tem uma segunda fase com duas chaves de cinco times, onde apenas um time por chave é eliminado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário