quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Diretoria nova no Marcílio, só em novembro

Atrasou um pouco o cronograma para a posse do novo presidente do Marcílio Dias, Abelardo Lunardelli. Uma questão estatutária impede que a troca de diretoria aconteça antes.

Já está tudo acertado para que Carlos Crispim renuncie ao cargo, para que Lunardelli assuma. Acontece que o Estatuto do Clube diz que para que uma pessoa possa assumir a presidência, é necessário que ela seja sócia há mais de um ano. Abelardo assinou ficha no Marcílio em novembro do ano passado. Logo, ele só poderá efetivamente comandar o clube no final do ano.

Mas não muda muita coisa no planejamento do Clube. Só a agonia do torcedor, que não vê a hora do Crispim sair.

2 comentários:

  1. Muito interessante a tal renúncia do Crispim, o Conselho já votou o seu impeachment. Nunca tinha visto um caçado renunciar o cargo. Tem coisas que só acontecem no Marcílio.

    ResponderExcluir
  2. O "caçado" ali na verdade era pra ser "cassado". Na cidade tem boatos de que quem descobriu essa história de que o Lunardelli não tem 1 ano de sócio e por isso não poderia assumir, foi gente que está hoje na direção do Marinheiro e não quer sair. Se o Marcílio prejudica tanto o cara, como os cartolas e ex-cartolas dizem, porque eles não querem largar e muitos que já passaram por lá querem voltar?

    ResponderExcluir