terça-feira, 8 de setembro de 2009

Fransérgio, ex-Figueira, é o novo técnico do Camboriú

Lembra do Fransérgio, zagueiro que jogou no Figueirense lá pelos idos de 2003? Depois de uma passagem de 4 anos pelo futebol turco, ele voltou ao Brasil, para atuar no Camboriú na Segundona catarinense.

Mas com o pedido de dispensa de Lio Evaristo, após a derrota para o NEC no final de semana, Fransérgio, de 29 anos, foi promovido a ocupar o cargo de técnico do time. E continuará jogando.

Faltam duas rodadas para o fim da fase de classificação da Divisão Especial, e o Camboriú tem 24 pontos na classificação geral, um a menos que o Concórdia, último time que hoje estaria no quadrangular final.

6 comentários:

  1. Quem quiser escutar o jogo entre Brusque e Criciúma é só entrar no site da Rádio Eldora de Criciúma.

    Isso sim é incentivo as categorias de base.

    ResponderExcluir
  2. Após o jogo os dois comentaristas Claudio Coutinho e o outro não ouvi o nome fizeram elogiu a William e Logan. Sugeriram ao Criciúma ver mais de perto esses jogadores.

    Presidente Danilo abre o olho, tá na hora do Brusque ganhar dinheiro.

    ResponderExcluir
  3. Os garotos estavam cansados. Enfrentaram uma viagem de mais de 1000 km de ida e volta até Chapecó, e agora outra viagem até Criciuma.

    Tem mais um jogo difícil contra o Figueirense fora pra fechar o turno. No primeiro turno pegamos 3 jogos fora e 2 dentro. No segundo turno vai ser o inverso: pegamos 3 jogos em casa: Chapecoense, Criciuma e Figueirense e 2 fora (Avaí e Joinville).

    Foi uma pena aquela derrota de 1x0 para o Joinville em casa. O Joinville está mal, e o Brusquinho pode ganhar o segundo jogo lá em Joinville, além dos 3 que pega dentro de casa.

    Com relação aos jogadores da nossa base, temos sim que ganhar dinheiro. Mas não de Criciuma, Joinville e outros por aí que não tem dinheiro. Quando negociar tem que ser para clube grande, recebendo parte em dinheiro e parte ficar vinculado como % para o clube em futuras transações.

    Ridiculo isso do Criciuma dizer para ficar de olho nos nossos atletas. Queremos ver o Criciuma (que está quase falido e na série C do Brasileiro) fora dos contatos para "aliciar" os nossos jogadores de base.

    Da mesma forma Joinville, Figueirense e até Avaí. Nenhum tem cacife pra pagar o que os nossos garotos valem.

    Muito cuidado com esses olheiros, que na maioria das vezes procuram aliciar os atletas pq não tem condições financeiras.

    ResponderExcluir
  4. Não quiz dizer que o Criciúma está de olho neles, mas sim que os dois comentáristass (é isso mesmo dois comentáristas num jogo de juniores) sugeriram que o Criciúma poderia investir neles.

    Fiquei impressionado com a importância que a rádio deu a transmissão do jogo dos juniores e ao contrário do Xirú e do Rodrigo nenhum dos comentaristas falou mal ou disse que não servem para o Criciúma. Para os que estavam mal na partida as palavras foram de incentivo. É outro nível de fazer esporte.

    ResponderExcluir
  5. ok, concordo com vc.

    Enquanto lá eles valoriam a base, por aqui ninguém dá a mínima. Quando muito, divulgam o resultado dos jogos.

    Nunca vi ninguém entrevistando o Osnildo, os garotos, falando sobre os preparativos para os jogos, e comentários sobre as partidas.

    Os repórteres da Radio Araguaia ficam o programa inteiro de esportes lendo notícias de times de fora, que todo mundo já sabe, em vez de falar sobre nossa base que está entre as 40 melhores do Brasil.

    Não dá pra entender.

    ResponderExcluir
  6. Ola. Estou passando para convidar para conferir a postagem: “O número 1 da Seleção Brasileira” Estamos realizando, também, três enquetes e gostaríamos de contar com o voto de vocês.
    Sua visita será um grande prazer para nós.
    Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
    Atenciosamente,
    Sebastião Santos.

    ResponderExcluir