sexta-feira, 18 de setembro de 2009

TJD elimina Porto e Concórdia, mas a briga ainda não acabou.

O TJD decidiu hoje a tarde eliminar o Porto e o Concórdia da Divisão Especial. Por decisão unânime, o CAC perdeu seis pontos, e recebeu multa de mil reais, pela escalação do meia Júnior, suspenso por três cartões amarelos.

A decisão mais polêmica, e que vai render. Por três votos a dois, o Porto perdeu 12 pontos e também foi eliminado. Vamos explicar: três votos foram a favor da perda de 12 pontos, o que elimina o time, e dois, incluindo aí o presidente da Comissão, votaram pela perda de apenas seis pontos, o que ainda assim garantiria a classificação do time de Porto União. Com a decisão, o Camboriú está classificado e enfrenta o Juventus, domingo, no Robertão. O Imbituba vai a Tubarão enfrentar o Hercílio Luz.

Lembrando que a decisão cabe recurso, e como a decisão do Porto foi apertadíssima, permite que o advogado do time do Norte, o experiente Domingos Moro, vá buscar em outras instâncias a classificação de seu time.

Eu não entendi essa: se ambos, CAC e Porto, escalaram jogadores sob a mesma situação, porque o Porto teve uma punição maior?

Volte em instantes para mais informações.

3 comentários:

  1. O jogador do Porto disputou duas partidas e o do Concódia uma só, por isso as punições diferentes.

    ResponderExcluir
  2. Concordo, mas há um entendimento do STJD em só punir em uma partida.

    É só ver que a votação foi 3 a 2 e o Presidente da Comissão votou pela perda de apenas seis pontos.

    ResponderExcluir
  3. Só coloquei a interpretação do TJD-SC. Também não concordo. Acho que o time só tinha que perder o que conquistou. No caso, 6 pontos par ao Porto e 1 para o Concórdia. Sendo passados, 1 ponto para o CFZ Imbituba, 3 para o Próspera e 3 para o Videira.

    ResponderExcluir