sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Copinha sem muita lógica

A Copa Santa Catarina tem apresentado resultados que não conseguem definir quem é o favorito ao título. Muito se falava sobre o bicho-papão que seria o Joinville, mas ele perdeu para o time B do Avaí, que perdeu de 3 para o Metropolitano, que tomou 4 do Brusque, que levou 4 do mesmo Avaí. Não dá pra entender.

A Copinha, até agora, não apresentou nenhum jogo empatado. E as folgas de cada rodada trazem um panorama que engana um pouco. Metropolitano, Joinville e Criciúma ainda folgarão no primeiro turno, o que significa dizer que farão um jogo a menos. Surpreendentemente, o Avaí e o Figueirense, que atuam com times mistos, vêm colaborando para elevar o nível da competição, vencendo favoritos ao título, como aconteceu nos jogos contra JEC e Criciúma na quarta-feira. O campeão de cada turno estará classificado para a final.

No dia 8, começa o returno e um outro campeonato. O Brusque e seus três adversários na briga pela vaga na Série D estarão já em outro patamar de preparo, e isso vai melhorar ainda mais a Copinha. Pra quem achava (inclusive eu) que seria uma competição morna e com jogos sem graça, se enganou. A competição está boa demais!

9 comentários:

  1. Ótimo post Rodrigo. Você disse tudo, e a tendência é melhorar no segundo turno.

    O Brusque pode disputar o título do segundo turno se consolidar um esquema tático como aquele do jogo passado. Rezo toda a noite pro Suca não voltar com 3-5-2 de novo. O meu receio é que agora ele pode querer provar que 3-5-2 pode dar certo pra dizer que todos que falavam mal estavam errados. Deus nos livre desse mal.

    A direção precisa buscar mais um volante. Sugestão: entrar em contato com a Chapecoense e trazer o Fabricio por um mes e meio. A Chapecoense tá parada, e o Fabricio está em ritmo de jogo.

    O Brusque tem um ótimo relacionamento com o presidente da Chapecoense, e com o Mauro Ovelha. Seria o caso de explicar, registrar o jogador no Bid e botar pra jogar. De quebra, se tiver mais um jogador bom disponível na Chapecoense poderia vir com o Fabrício.

    Vai ser importante porque logo o Xipote ou Joziel vão ter que cumprir suspensão e vamos ter que improvisar o Pereira. As vezes o título pode ser perdido por um detalhe como esse.

    ResponderExcluir
  2. Bom Dia. Vale a pena ler a coluna do Ivo Theis, no "Santa" de hoje. Segundo ele, Futebol e Blumenau são como água e óleo e não rimam. [2]

    Sempre achei isso também. Estão aí quase 100 anos de história que confirmam tudo que ele falou.

    ResponderExcluir
  3. Noutro dia um repórter perguntou ao Suca o que ele achava de alguns jogadores que em dois jogos haviam tomado 2 cartões amarelos e o caso do Marcelo ainda foi pior pq tomou os cartões e depois foi expulso.

    A explicação do Suca não foi das melhores. Disse que sabia que não poderia contar com todos os jogadores em todos os jogos e que estava preparado.

    Todos sabemos que o problema não é esse. Quando um jogador vai expulso, deixa o time com um a menos. O caso do Marcelo é muito grave.

    No estadual, vários jogos em que o BFC poderia ganhar, e ganhando teria se classificado, o Marcelo foi o responsável direto por perda de pontos.

    Exemplos foram os jogos contra o Atlético em Ibirama, que o Brusque estava melhor, estava ganhando e o Marcelo deixou o time com um a menos. Resultado: eles empataram no final e perdemos 2 pontos.

    O mesmo ocorreu contra a Chapecoense em Brusque, contra o Marcilio, e em vários outros jogos. Daria pra escrever um livro.

    No brasileiro da série D, o Brusque perdia por 1x0 para o genérico em Curitiba, estava pressionando e muito melhor no jogo quando o Marcelo resolveu fazer outras daquelas faltas desnecessárias no meio de campo e o time ficou com um a menos. Resultado, em vez de empatar ou até ganhar, tomamos o segundo gol deles. Resultado: perdemos a classificação para a segunda fase por causa disso.

    O Rodrigo Ramos jogou bem na quarta-feira. Obviamente tem que ser mantido, pq com o Marcelo em campo vamos novamente ficar com um jogador a menos. Infelizmente é isso. Será qual é o problema desse rapaz?

    ResponderExcluir
  4. Ivo quem? Cansou de escrever asneira sobre política e "tomar pau" na sessã de cartas do jornal e agora quer falar de futebol, coisa que ele entende menos ainda.
    Vai "tomar pau" de novo na sessão de cartas. Esse cara é rídiculo

    ResponderExcluir
  5. Enquanto os outros vivem de passado, o Metrô pensa no futuro, não que vá chegar em algum lugar, mas pelo menos tenta...quem vive de passado é Museu...a história se constrói a cada dia..um dia chegamos lá.....

    Saudações Verdes!

    ResponderExcluir
  6. Se passado não valesse nada, Flamengo, Corinthians, Vasco não seriam nada.

    Passado e títulos fazem parte do presente.

    ResponderExcluir
  7. Ivo quem?

    parodiando o eurico?

    não sei o que é pior, torcer pelo metro ou ser um vascaino enrustido.

    ResponderExcluir
  8. Anonimo das 09;27
    Cada um tem sua opinião, mas não concordo em trazer jogadores que não ficar para o estadual, chega de da ritmo de jogo para jogadores de outras equipes como foi o caso de vários no brasileiro da série D.
    Tem que colocar quem vai ficar aqui, se não tiver volante, sei lá improvisa, coloca o João Neto, o Dênio mas chega perder tempo com atletas de outras equipes. Se o Suca ajeitar o time com os que estão ai,dá encarar.

    ResponderExcluir
  9. É, eu também pensei nisso. Acho que vc está certo.

    Mas se for pra disputar o título, valeria a pena trazer pelo menos um volante. Com a saida do André Luiz ficamos sem opção nessa posição. E trazer um cara sem ritmo agora não adianta. Por isso tinha pensado no Fabricio.

    ResponderExcluir