sábado, 10 de janeiro de 2009

O Presidente da FCF mente

Não bastasse o rebu que deu hoje nesse caso do televisionamento, agora o alvo virou este blog. O Presidente da Federação deu uma entrevista pra mim e pra outros órgãos de imprensa de Brusque, falou demais, tomou bronca da RBS, teve que se retratar e agora tá tentando limpar o que fez.

E está mentindo em nota oficial divulgada no site da FCF. Quem o entrevistou não foi a RIC, fui eu, que estou há meses debruçado nesse caso. Fui pro Estádio na quinta pra entrevistá-lo e tirar as dúvidas sobre isso. E consegui.

Quem quiser ler a nota toda, que mete o pau na RIC, clique no link acima. Eu só vou destacar as partes que me dizem respeito.

1 – Que não concedeu nenhuma entrevista ao jornal “Notícias do Dia” como foi indevidamente publicado na edição de hoje, página 19, daquele periódico, que, de forma maldosa e inverídica, afirmou o seguinte: “o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfim de (sic) Pádua Peixoto, que já tinha afirmado (sic) o contrato com a RBS e dado os direitos de transmissão à rede gaúcha, voltou atrás e já não acredita tanto assim na quebra de contrato”.

A entrevista foi pra mim (a íntegra dela, bruta, está logo abaixo, clique aqui). Na verdade, ele falou o certo. Acontece que, pra levar a opinião pública a acreditar na versão da RBS, ele fez aquele discurso.

6 – Além disso, o Presidente da FCF esclarece que não afirmou em nenhum momento que o contrato com a RBS iniciaria somente em 2010 se porventura a RIC-Record viesse a transmitir o Campeonato Catarinense deste ano, até mesmo porque não é isso que o referido contrato estabelece, e, além do mais, a RIC não tem legitimidade para transmitir a referida competição, e o contrato com a RÁDIO E TELEVISÃO RECORD S/A já foi rescindido por culpa exclusiva daquela emissora.

Mentira deslavada. Fiz questão de perguntar ao Delfim que SE A RECORD MANTESSE O CONTRATO, como que ia ficar. Ele respondeu direitinho como que ia ficar, que a RBS automaticamente iria ter o direito por mais um ano. Por que dizer o contrário? Tá gravado!


7 – Concluindo, o Presidente da FCF esclarece que a RIC é uma mera intrusa no Futebol Catarinense e que a FCF, os clubes e a Associação não firmaram nenhum contrato em 2008 com aquela rede de televisão para a transmissão do Campeonato Catarinense de 2008 e de 2009.

O Presidente disse na entrevista que "A Justiça que vai decidir". Logo, essa parte não procede. E realmente não foi firmado nenhum contrato em 2008. Ele é de dezembro de 2006 com a Record, que repassa os direitos pra quem quiser, assim como a Rede Globo repassa o Brasileirão pra RBS TV..


Sei que são poucos, mas muito especiais, todos os que lêem esse Blog. Essa página não é nada frente a uma briga que envolve dois conglomerados que, juntos, tem 13 das 15 emissoras de TV comerciais de Santa Catarina e 5 diários de grande circulação no Estado. Agora, mentir em cima de uma entrevista que deu pra mim, em nossa emissora de TV a Cabo, é demais. Me alonguei, mas foi um desabafo.

Brusque empata o primeiro jogo-treino

O Brusque empatou em um gol hoje a tarde, em São José dos Pinhais, contra o J. Malucelli, no primeiro teste antes do Estadual.

Flávio Guilherme fez o gol do Brusque, e o time do Paraná empatou aos 44 do segundo tempo.

Não posso falar de um jogo que não vi. Mas o Presidente Danilo Rezini disse que gostou bastante da movimentação.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Metrô em Jaraguá

Podia ser Camboriú, Itajaí ou Brusque. Mas o Metropolitano optou em mandar seus dois primeiros jogos no Estadual (contra Marcílio e Criciúma) no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul, que fica a cerca de 50 km do centro de Blumenau e 30 do Centro de Treinamento do Clube.

Jaraguá e Blumenau são cidades limítrofes, e a diretoria do clube blumenauense espera colocar um bom público por lá. E a torcida do Juventus, que só iria ao Estádio em meados de junho, terá uma chance de curtir alguns jogos de boa qualidade perto de casa.

As versões de RIC e RBS

Matéria veiculada hoje, no "Jornal do Meio-Dia", apresentado pelo Emerson Luiz, na RIC Blumenau, com as imagens da entrevista que fiz na TV Brusque. Nela, Delfim deixa claro que quem vai definir quem transmite o campeonato é a Justiça:

video

Quinze minutos depois, a RBS veiculou entrevista do mesmo Delfim, no Globo Esporte, para a repórter Luciana Leão, dizendo que o contrato é da emissora gaúcha, contrariando o que ele disse pra mim ontem de manhã.



Aguardem os próximos capítulos...

Gasolina na Fogueira

A RIC ontem a noite exibiu matéria utilizando partes da reportagem da TV Brusque citada abaixo neste Blog. Chegou a colocar, inclusive, uma imagem de um aparelho ligado na RBS com a Suyanne Quevedo dizendo que o Estadual está "confirmadíssimo" na RBS TV.

O site de vídeos da RIC de Santa Catarina tá completamente desatualizado. Se eles reprisarem a matéria no Jornal do Meio Dia hoje, eu gravo e coloco aqui no Blog.

Uma semana pro campeonato, e o cabaré já pegou fogo faz tempo.

Já que o Brusque joga sábado em Floripa e vou trabalhar, acho que domingo vou pra Joinville. Mas não pra ver JEC x Criciúma. Mas pra ver o circo pegando fogo nos dois caminhões de transmissão e cabines de imprensa.

E o processo na justiça ainda tá em fase de distribuição no Fórum da Capital. O Juiz ainda não leu pra dar a sua sentença.

Vai jogar onde?

O Metropolitano vai ter que enfrentar Marcílio Dias e Criciúma longe do Sesi, que foi destruído nas enchentes de novembro. O Brusque diz que ainda não foi procurado para ceder o Augusto Bauer (isso se ceder, tem diretor que acha melhor preservar o gramado). O Estádio de TImbó é pequeno e vai demandar um investimento na colocação de arquibancadas metálicas, e mesmo assim precisa ter os laudos de segurança em dia.

Jaraguá do Sul é vizinha a Blumenau, mas na última vez que fui no João Marcatto, o gramado estava deplorável. Itajaí não pode ser, já que o Marcílio é o adversário.

Aposto que os jogos serão na Vila de Camboriú, no Robertão. Não é estádio de primeira divisão, nao tem cabines, não sei nem se tem portão pra torcida adversária. Mas como está perto da praia, poderá levar um público interessante.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Delfim diz que Catarinão é da RBS

Entrevistei hoje pela manhã o Presidente da Federação para a TV Brusque.

Delfim de Pádua Peixoto filho disse que "o campeonato começa dia 17, e se não vier nada da justiça, quem vai transmitir o Campeonato é a RBS", mesmo com o contrato com a RIC não sendo cancelado e com direito adquirido.

Assista abaixo o vídeo da entrevista:

video

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Segunda tem Festa da RBS

Na próxima segunda-feira (12), o Grupo RBS promoverá na Confraria das Artes, em Florianópolis, a Festa de Lançamento do Campeonato Catarinense 2009.

Será que a equipe de reportagem da RIC vai lá?

Mundial de Handebol em SC

Taí uma daquelas notícias surpresa... Pouca gente deve saber que SC sediará o Campeonato Mundial de Handebol, né?

Matéria do ClicRBS, hoje:

Pela primeira vez na história, os jogos do Campeonato Mundial de Handebol Feminino, realizado de quatro em quatro anos, será realizado fora da Europa. Após disputar com a Macedônia e Holanda, o Brasil foi escolhido para sediar o evento que ocorrerá de 03 a 16 de dezembro de 2011 no estado catarinense.

Nesta quarta-feira, dia 7, Miguel Rocca, diretor da Federação Internacional de Handebol virá ao Estado para inspecionar as possíveis sedes do evento: São José, Brusque, Jaraguá do Sul, Joinville, Itajaí e Blumenau. Segundo Leila Machado, assistente técnica de esportes da Gerência de Políticas Esportivas da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, a visita será determinante para a decisão das sedes.

— A vistoria feita pelo diretor da Federação Internacional de Handebol será, não apenas nas arenas onde serão disputados os jogos, mas também na rede hoteleira, já que serão 16 delegações, de diferentes locais do mundo.

As vistorias ocorrem até esta sexta-feira, dia 9.

Silas e o Sonho do Jandson

O vídeo abaixo é longo, mas é interessante. É uma fala do técnico Silas, do Avaí, na igreja que frequenta, em Campinas (SP). Visivelmente emocionado, ele conta de um sonho que o atacante Jandson contou pra ele sobre o Acesso na Série A, e a visita que fez na casa do Guga.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

RBS devolve Nota da Record

Coincidência né... A Record solta uma nota falando dos seus direitos de transmissão do Campeonato Estadual, e a RBS soltou hoje uma matéria com o presidente da Associação de Clubes. Que obra do acaso, não?

Tá no ClicRBS:

Carlos Crispim enaltece parceria com RBS na transmissão do Catarinense

O presidente da Associação dos Clubes Profissionais de Santa Catarina, Carlos Crispim, está com ótimas expectativas quanto à transmissão do Campeonato Catarinense pela RBS TV em 2009, além de toda a cobertura nas rádios, nos veículos impressos e online do grupo de comunicação. A amplitude da emissora e o maior destaque aos clubes participantes da competição foram pontos positivos destacados pelo dirigente.

— Vou repetir o que havíamos falado nos últimos dias da importância do retorno da RBS ao campeonato estadual, até pela amplitude que a RBS consegue dar pelas suas emissoras de televisão, rádio, jornais, internet e pela audiência que ela usufrui em âmbito estadual. A visibilidade do campeonato será bem maior e os resultados para os clubes, consequentemente, serão maiores — disse Crispim.

Crispim também comentou a ampliação de visibilidade com as transmissões da televisão paga para todo o Brasil. A parceria com o sistema foi feita em 2008 e deu bons resultados ao futebol catarinense, conforme Crispim explicou ao repórter Leandro Lessa, da rádio CBN/Diário.


Tipo de matéria feita pelo Departamento Comercial da emissora, que não deveria estar publicado na Editoria de Esportes.

Essa nota deve sair amanhã no DC, AN e no Santa.

Mas ao mesmo tempo, me veio uma outra dúvida: a Record já pagou a cota deste ano? Se já pagou, os clubes devolverão o dinheiro?

Negócio fechado no Estacionamento

Como eu havia teclado aqui há uns dias, o namoro entre o Brusque e a Rede Havan de Lojas foi bem demorado, até finalmente virar casamento. O Presidente Danilo Rezini, que tinha muita dificuldade em encontrar o proprietário da Havan, Luciano Hang, resolveu fazer plantão no Estacionamento da Matriz, na Rodovia Antônio Heil, em plena véspera de Natal, até que ele viesse para o seu carro.

Lá, Danilo fez um último apelo para Luciano, para que a Havan voltasse a ser a patrocinadora do clube após 10 anos. No dia 30, o presidente recebeu de Luciano uma resposta positiva, o que foi um presente de Natal atrasado. Valeu a pena a espera.

E um novo patrocinador poderá pintar nos próximos dias, que poderá figurar a sua marca no calção.

Avaí de roupa nova

Ao lado, os novos uniformes do Avaí pra 2009, o ano da Série A (clique na foto para ampliar).

A exemplo do que fez com o Vasco, a Champs alterou o layout original da camisa, colocando um estranho azul mais claro na parte de trás da camisa número 1.

Preço é salgado: R$ 129,90.

Schwenck, Edmundo....

Hoje o Figueira anunciou a volta do atacante Schwenck, que apareceu no Botafogo, deu certo no alvinegro e em nenhum outro lugar...

Agora o time tambem está atrás de outro craque do passado, Edmundo, que poderá retornar.

Com tantos "bons filhos que a casa retornam", só falta agora voltar o Sérgio Manoel e o Abimael pra festa ficar completa.

Edmundo vá lá, tem qualidade mesmo com a idade avançada. Mas Schwenck? E o Jorge Luiz, titular da péssima zaga do Vasco?

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

RIC x RBS: Record emite nota oficial

Mais um capítulo da briga do televisionamento do Estadual. Faltam 12 dias pro Campeonato começar e a pendenga não foi resolvida.

A Rede Record, dona dos Direitos de transmissão do Catarinão 2009, divulgou nota oficial respondendo ao que foi exposto pela Associação de Clubes. Vamos à nota:

A REDE RECORD, em absoluto respeito à verdade e ao público, sente-se no dever de contestar e esclarecer informações com relação à nota publicada “a pedido” na edição do jornal Diário Catarinense (DC) - Grupo RBS - do dia 18 de dezembro de 2008, pela Associação dos Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina, pela Federação Catarinense de Futebol e pelos 10 Clubes integrantes do Campeonato Catarinense de Futebol Profissional da Divisão Principal.

1 – A REDE RECORD registra que lamenta profundamente o desagradável impasse que vem sendo fomentado pelas entidades e pelos clubes que assinam a referida “nota a pedido”, relacionada a assunto que tem causado crescente desconforto e insegurança à sociedade, ao esporte, aos torcedores e aos patrocinadores do Campeonato Catarinense de Futebol 2009, com início marcado para janeiro próximo. Tudo isso poderia ter sido evitado se as referidas partes simplesmente respeitassem o que contrataram com a REDE RECORD, em 2006, e cumprissem com lisura os seus compromissos. A REDE RECORD, porém, não pode deixar de se pronunciar publicamente sob o assunto, pois é seu dever empresarial e social, assim como de todos os cidadãos e instituições que lutam pela transformação ética do Brasil e por um Estado no qual os direitos individuais e coletivos sejam ampla e irrestritamente respeitados.

2 – A REDE RECORD reitera, a exemplo do que já esclareceu em nota publicada no dia 12 de dezembro de 2008, nos jornais Notícias do Dia, que é uma empresa de comunicação comprometida com a responsabilidade corporativa e social e com as normas éticas do mercado. Vem se conduzindo, desde o princípio, dentro do respeito às partes e à ordem jurídica, ao bom senso e ao rigoroso cumprimento do que reza o contrato.

3 – É inverídica a afirmação contida na nota da Associação, da Federação e dos Clubes de Futebol, de que a REDE RECORD teria violado cláusulas contratais transferindo os direitos de transmissão do Campeonato, em 2008, para outra emissora de televisão. O contrato foi assinado com a REDE RECORD em 2006 para transmitir os Campeonatos Catarinenses de Futebol de 2007, 2008 e 2009, sem qualquer limitação territorial, incluindo, por óbvio, todo o Estado de Santa Catarina. Jamais foram cedidos os direitos adquiridos. Houve sim a ampliação da cobertura do sinal da REDE RECORD no Estado de Santa Catarina, que foi ampliado em mais seis emissoras que transmitem o sinal da REDE RECORD.

4 – Também não procede e carece de legitimidade as supostas alegações contidas na nota assinada, que acusa a REDE RECORD de ter descumprido, em questões operacionais e técnicas, o contrato firmado com a Associação dos Clubes, a Federação e os Clubes. Esses argumentos já haviam sido levantados na ação impetrada na Justiça pela Associação, Federação e Clubes de Futebol, não acatada pelo MM. Juiz., preliminarmente.

5 – Portanto, todos os argumentos constantes da mencionada nota, já foram levados ao conhecimento do Judiciário, em outubro de 2008, através de Ação impetrada pela Associação, Federação e Clubes de Futebol contra a REDE RECORD, buscando a rescisão do contrato. Após criteriosa análise, o MM. Juiz indeferiu liminarmente o almejado efeito suspensivo do contrato assinado, em 2006, com os direitos de transmissão pela REDE RECORD, para 2007, 2008 e 2009. Desse modo, o contrato firmado com a REDE RECORD, que se encontra registrado no Cartório de Registro de Títulos e Documentos desta Capital, continua em pleno vigor. Qualquer outro contrato assinado, além do existente entre a REDE RECORD, a Associação, a Federação e os Clubes, salvo melhor juízo, foi feito ao arrepio da lei.

6 – A REDE RECORD e suas afiliadas entendem que o que está em jogo, neste triste episódio do futebol catarinense, não se resume apenas a um impasse financeiro e contratual, mas trata-se de uma questão essencialmente ética, jurídica e legal; uma questão de princípios, de valores, de responsabilidade e de respeito às regras e aos acordos firmados entre as partes.

7 - Concluindo, a REDE RECORD informa que cumprirá integralmente o contrato em vigor para a transmissão do Campeonato Catarinense de Futebol 2009 em sua programação no Estado de Santa Catarina, para o que já realizou pesados investimentos na contratação de pessoal, equipamentos de produção, captação e transmissão, alocação de espaço em satélites, contando ainda com vários contratos firmados com patrocinadores, além dos investimentos para expansão de seu sinal no Estado de Santa Catarina.

DIRETORIA DA REDE RECORD


Quero ver o que vai acontecer semana que vem....

domingo, 4 de janeiro de 2009

Timemania 2008

O Avaí tem mais um motivo para comemorar o ano de 2008, em que conquistou o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. O clube da Ressacada liderou as apostas da Timemania em Santa Catarina, com 0,84%, 0,01% à frente do rival Figueirense. FutebolSC.com

Com 472.742 apostas, o Avaí foi o 28º clube no ranking da Timemania, com 6.772 apostas a mais que o Figueirense, 29º. O Joinville é o terceiro melhor catarinense em número de apostas, na 32ª colocação, com 448.220. O quarto é o Criciúma, na 51ª posição, com 356.512 apostas.

Criada no ano passado, a Timemania ajuda os clubes brasileiros a quitar suas dívidas com o INSS, o FGTS, a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Caso o valor arrecadado pelo clube não atinja o valor da parcela da dívida, este precisa pagar uma parcela de apenas R$ 50 mil até quitar a dívida.

Ranking da Timemania

1º) Flamengo .......... 4.717.779 apostas (8,38%)
2º) Corinthians .......... 3.658.933 (6,50%)
3º) Palmeiras .......... 2.835.538 (5,03%)
4º) São Paulo .......... 2.637.480 (4,68%)
5º ) Grêmio .......... 2.348.851 (4,17%)
28º) Avaí .......... 472.742 (0,84%)
29º) Figueirense .......... 465.970 (0,83%)
32º) Joinville .......... 448.220 (0,80%)
51º) Criciúma .......... 356.512 (0,63%)

Fonte: www.futebolsc.com


Alguém já jogou na Timemania?