sábado, 25 de abril de 2009

Segundona: Camboriuense vira Camboriú

Deu no Stadion, blog do Silvio Kohler, que a Camboriuense tem novo nome desde ontem, sexta-feira.

A Sociedade Desportiva Camboriuense passa a se chamar Camboriú Futebol Clube, e tem um novo presidente, Luiz Henrique Coppi, no lugar de Altamir Montibeller, o pai do goleiro encrenqueiro, que é Superintendente de Esportes da Prefeitura da Capital do Mármore. O mascote será a laranjinha aí do lado.

Pra mim, vem em boa hora a troca do nome. Cria identificação com a cidade, e descomplica o nome. Convenhamos, "Camboriuense" não é uma palavra muito simpática.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Zé Acácio apita em Chapecó

Tem coisas que não entendo sobre esses sorteios de escala de arbitragem da Federação. Durante todo o campeonato, cada jogo tinha dois nomes para que um fosse escolhido. Dessa vez não, foram QUATRO nomes pro globo (Tardelli, Nazareno, Célio Amorim e Acácio), e caiu a bolinha do sortudo Zé Acácio da Rocha, o sósia itajaiense do Didi dos Trapalhões, auxiliado por Carlos Berkenbrock e Angelo Bechi.

Que sorte tem o Zé: foi ele que comandou a final do Estadual do ano passado, entre Criciúma x Figueirense. Mas quero voltar ao sorteio: as votações do Top da Bola têm sido unânimes em determinar que Wagner Tardelli e José Nazareno Marcelino são os melhores árbitros do campeonato. Se um fosse escolhido pra cada jogo final, estaria de ótimo tamanho.

Mas a FCF resolveu mudar uma regra que estava utilizando, e resolveu sortear um entre quatro nomes. Acácio não é o melhor árbitro do Estado, e não se encontra na melhor condição técnica. Mas se foi escolhido, boa sorte pra ele.

Agora só falta dar Célio Amorim na escala da finalíssima. Aí é pra chamar a mãe que o pai tá doido.

A-ma-re-lou!

Não encontrei outra palavra pra explicar a eliminação do Criciúma. Se ontem o Figueirense do "cracaço" Rafael Coelho caiu fora da Copa do Brasil com um empate sem gols em Campinas, hoje foi a vez do Tigre dar adeus, de um jeito dolorido, mas merecido. Gente, é muita incompetência reunida em um só time.

O Tigre vencia por 1 a 0, sofreu o empate e conseguiu os 2 a 1, que no mínimo poderia levar a decisão pros pênaltis.

Pra melhorar, um jogador do Náutico é expulso. Mas não tem jeito, mais uma vez o time se entrega no final, com um pênalti (existente)aos 37 marcado por Gilmar, e a virada, conseguida aos 42 por Juliano. Ô defesinha triste!

O Criciúma entregou o ouro, e Santa Catarina está fora da Copa do Brasil. Agora, é se preparar pro brasileiro. E se preparar bastante. E dá pra fazer a limpeza, começando pelo treinador e por boa parte do time, visando a terceira divisão.

A sorte do Tigre é que o Marcílio Dias está na mesma chave da Série C. O risco de rebaixamento pra D é baixo.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Caso encerrado: RIC-Record vence processo na Justiça

O Campeonato Estadual encerra no próximo dia 03 de maio, mas a decisão judicial definitiva que garantiu à Record os direitos de transmissão do Catarinense saiu apenas hoje.

A juíza Vânia Petermann Ramos de Melo, da 2a. Vara Cível da Capital, acolheu o pedido do processo número 023.09.004493-5, impetrado pela Record contra a Associação de Clubes, tendo a RBS TV como interessado. Ela reconhece que a rede paulista é dona dos direitos de transmissão do Campeonato Estadual até o final do atual contrato, e não vê quebra de acordo ao haver o repasse dos mesmos direitos à RIC, sua afiliada.

Vale a pena ler a peça da sentença da juíza. Muito bem fundamentada, e que acaba dando um puxão de orelha nos dirigentes, para que eles respeitem os contratos que eles mesmo assinaram. A magistrada rechaça, de forma veemente, as tentativas frustradas da Associação de Clubes de cancelar o contrato a todo custo.

Clique aqui e veja a íntegra da decisão judicial.

Agora é esperar o novo leilão de outubro.

Reunião mantém esperanças do Võlei de Brusque

Acabou há instantes, na Prefeitura de Brusque, uma reunião entre o Prefeito Paulo Eccel, o presidente da AD Brusque, Rubens Fachini, e Renan Dalzotto, supervisor do time da Cimed. Em pauta, a continuidade do projeto do time de vôlei feminino para a próxima Superliga.

Renan se mostrou bastante animado com a reunião, agradecendo a acolhida do prefeito e a vontade em resolver o problema. Sobre o suposto interesse da Cimed em também patrocinar um time feminino, Renan disse que o laboratório não será o patrocinador master como é na equipe masculina de Florianópolis, mas poderá ser um parceiro da equipe, em menor monta.

A proposta é, até o dia 15 de maio, para que o prefeito reúna um grupo de empresas da cidade que possa patrocinar a equipe para um encontro com Renan, que por sua vez, continua a busca por uma empresa maior para ser o principal patrocinador. É uma equação complexa, que foi discutida à exaustão e parece estar caminhando para um final feliz. Todo mundo saiu muito satisfeito da reunião.

Não há nada certo, mas vejo que a possibilidade da permanência da equipe na cidade é muito boa.

O Joinville ainda acredita... e o Brusque dá de ombros

Pra quem não sabe, a música do celular do presidente do Brusque é aquela do Plantão da Globo. Eu sei disso faz tempo, mas toda vez que ouço dá aquele arrepio pensando que tem notícia ruim vindo por aí.

E a musiquinha do plantão global tocou bastante nos últimos dias. O boato que foi disparado de local incerto e não sabido tem provocado várias reações. O JEC claramente está acreditando na tese de que o Brusque não vai jogar a Série D. É só ler as últimas entrevistas de Nereu Martinelli.

Além da imprensa do Estado, ligaram para Danilo Rezini ontem o presidente do JEC, Márcio Vogelsanger, e o vice-presidente da CBF pra Região Sul e primeiro-genro da FCF, Fábio Nogueira, perguntando sobre a desistência ou não do Bruscão do Brasileiro. A resposta foi a mesma: "conquistamos a vaga e não vamos abrir dela, e ponto final". Danilo até agora tenta descobrir quem teria criado a maldosa fofoca.

Com tantos telefonemas, dá pra ver que o Brusque sofre algum tipo de pressão, mas tem mantido firme posição. Vários torcedores de Joinville ainda acreditam na tal desistência, que definitvamente não acontecerá. O time do Brusque reapresenta-se em duas semanas, comissão técnica com contrato renovado e trabalhando. Agora é trabalhar, e tentar o acesso.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Presidente do Conselho do Brusquense/Renaux encontrado morto

Foi encontrado morto no fim da tarde de hoje, às margens da BR 101 em Balneário Camboriú o empresário Jair Vargas, 38 anos, ex-presidente do Carlos Renaux, ex-diretor do Brusque FC e atual presidente do Conselho do SC Brusquense/Carlos Renaux.

Jair foi achado no seu carro, com um tiro na cabeça, amarrado ao cinto de segurança no banco do passageiro do seu carro, no quilômetro 137 da rodovia.

Conheci ele em fevereiro de 2003, quando ele descobriu um desmanche no Bairro Guarani, de um ladrão que tinha roubado a sua Saveiro. Ele chamou imprensa, polícia e fez todo aquele escarcéu.

Em 2004 ele assumiu a Presidência do Carlos Renaux, que participou da Série B1 daquele ano. A foto deste post é de outubro daquele ano, quando entrevistei ele aqui na TV. Atualmente, era presidente do Conselho do Sport Club Brusquense, novo nome do Carlos Renaux. Era esperado para a costumeira reunião das quartas-feiras. Também era sócio do ex-presidente do Brusque, Inácio Schwartz, em uma construtora.

Jair era uma figuraça. Não usava de meias palavras. Pena que teve um final assim trágico. Vai com Deus cara...

terça-feira, 21 de abril de 2009

Nem Avaí, nem Figueira: Rogélio é do Juventude

O zagueiro Rogélio, 27 anos, eleito pelo Top da Bola o melhor jogador de defesa da primeira fase do Estadual (e grande candidato ao prêmio final) jogando pelo Brusque, acabou com as especulações acerca do seu futuro.

Ele, que quando ainda estava no Augusto Bauer havia sido procurado pelo Avaí e pelo Figueirense, acertou contrato com o Juventude, que vai disputar a Série B do Brasileiro. Ele assinou contrato até o final do ano.

Quem também vai para Caxias do Sul atuar no time do técnico Gilmar Iser é o meio-campo Edimar, destaque do Metropolitano na reta final do Catarinense.

Osasco também fecha time de vôlei: efeitos da crise?

Hoje, o Finasa/Osasco anunciou o fechamento do time feminino adulto de vôlei, existente há 20 anos e campeã brasileira por três oportunidades.

Depois da Brasil Telecom/Oi, que não renovou o contrato de patrocínio com o time de Brusque, agora foi a vez do time paulista, impondo a segunda grande perda para a Superliga feminina.

É um novo ingrediente para a criação de um novo cenário. De repente o time de Brusque fecha mesmo o contrato com a Cimed para a criação de um time feminino patrocinado pelo laboratório e passe a ser o desafiante do Rexona... Vamos aguardar.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Mais rolo das TVs a vista!

Nota do Blog do Roberto Alves, hoje. Os comentários estão em negrito.

O Presidente da Federação, Delfim Peixoto Filho, fez questão de agradecer o apoio da RBS ao Campeonato Estadual e anunciou a volta efetiva de uma parceria até o final do seu mandato, previsto para 2015.

Delfim também relatou como foi a trajetória do futebol catarinense até sua maior conquista, que foi a inauguração da sede própria em Balneário Camboriú.

— Nossa parceria com o Grupo RBS começa dia 4 de maio, um dia após o encerramento do Campeonato. (Delfim está louco pra arrumar confusão com suas declarações polêmicas, até porque não há nada certo. A Associação de Clubes devolveu o dinheiro dado pela RBS a titulo de adiantamento neste ano e um leilão será feito em outubro. Quem pagar mais, leva. Será que o Presidente não sabe disso?)

O diretor do Grupo Marcos Barboza foi convidado a entregar a Taça RBS 30 anos ao campeão do Estado, dia 3 de maio na Ressacada.
(Será que o Diretor da RBS vai entregar o troféu ao vivo na RIC Record? Vai ser, no mínimo, uma cena curiosa, ver o troféu em homenagem a uma emissora ser entregue com transmissão ao vivo de outra)

Aliás, torcedores do Sul do Estado encaminharam reclamação à este blog: O jogo entre Avaí x Chapecoense, que foi anunciado pela RIC como transmissão para todo o Estado menos para a Capital, não passou na região Sul, incluindo Criciúma, Tubarão e Araranguá. É possivel saber o porquê?

Presidente do Brusque busca explicações na FCF

Quando falei com o Presidente do Brusque hoje pela manhã, ele não sabia da dita entrevista dada por Delfim Peixoto à Rádio CBN no dia de ontem, falando de uma possível desistência do Bruscão da Série D.

Ele foi buscar explicações e ligou para o Presidente da FCF.

Danilo Rezini me ligou logo depois, afirmando que conversou com Delfim, que falou para ele que não disse que o Brusque iria desistir da Série D, e sim que o repórter da CBN Diário o interrogou baseado em informações que tinha de que o Bruscão não iria jogar o brasileiro. Ou seja, disse que o negócio não é com ele.

Lá em Joinville teve gente dizendo que a vaga era do JEC. Não passou de balão de ensaio. Depois da tentativa de compra de vaga do Marcílio no ano passado, dessa vez a vítima foi o Brusque, que sequer pensou em desistência.

domingo, 19 de abril de 2009

Delfim diz que o Brusque irá desistir da Série D. O clube nega

Os comentaristas Rodrigo Faraco, Renato Semensati e Miguel Livramento, da TV Com, no programa "Show de Bola" nesta noite de domingo, afirmaram que o Brusque estaria desistindo de participar da Série D do Campeonato Brasileiro em benefício do Joinville, eliminado hoje.

Segundo Faraco, o Presidente da FCF disse isso em entrevista à imprensa da Capital hoje. Delfim Peixoto teria dito que só falta a emissão de um documento por parte do Brusque para concretizar a desistência.

Nereu Martinelli, diretor de futebol do JEC, já disse também que o seu time está pronto, como vice-campeão da Copa Santa Catarina.

Se Delfim falou do jeito que os companheiros da TVCOM falaram, é uma fofoca maldosa criada pelo presidente. Encontrei com a Diretoria do Brusque na quarta-feira a noite, e tanto o Presidente Danilo Rezini quanto o seu filho e diretor de futebol, André Rezini, me confidenciaram que o técnico Suca está no Rio Grande do Sul já mapeando atletas e fazendo contatos, visando o início dos trabalhos, marcado para o dia 4 de maio. Além disso, o próprio presidente afirmou que a campanha "Brusque no Brasileirão" será lançada em breve, para incrementar o número de associados. Isso parece coisa de time que quer desistir?

Conversei com André Rezini agora, e ele negou categoricamente qualquer boato de Desistência do Brusque da Série D.

Seria um balão de ensaio para tentar enfiar o Joinville na Série D na marra, pela janela?

No Dia do Índio, Verdão na final e JEC morre na praia

Hoje, 19 de abril, é o Dia do Índio. E não há dia mais perfeito para coroar a classificação da Chapecoense para a final do Estadual. De quebra, o time de Mauro Ovelha quebra uma invencibilidade de 36 jogos do Avaí dentro de casa, ganha o direito de se juntar ao Brusque na representação catarina na Série D e retorna à Copa do Brasil dois anos depois.

Vai ficar para o folclore do futebol a resposta para a dúvida sobre o desempenho do Avaí no jogo de hoje: Amoleceu? Escolheu adversário? Não interessa. Se o Avaí teve a condição de escolher o adversário, é porque o Leão teve competência de se classificar com duas rodadas de antecedência. Não acredito que isso tenha acontecido. O jogo foi disputado, a Chapecoense fez o seu gol e se fechou no final. A estratégia funcionou.

De nada adiantou a vitória de virada do JEC em Criciúma, por 2 a 1. Mais uma vez, o time de altíssimo investimento cai nos seus próprios erros e ficará sem calendário nacional. A análise começará amanhã: a diretoria errou em tirar Leandro Campos? Gelson Silva foi decisão acertada? O que aconteceu com o time? A verdade é que o Joinville está amanhã, oficialmente, de férias.

Chapecoense e Avaí abrem as finais do campeonato, no próximo domingo, no Regional Índio Condá. O regulamento não prevê saldo de gols. Se ao final dos dois jogos houver empate no número de pontos, haverá prorrogação de 30 minutos, onde o Avaí terá a vantagem do empate no tempo extra.

Mauro Ovelha terá que superar o síndrome de vice: Ele perdeu duas finais de Estadual, em 2004 e 2005, quando comandava o Atlético de Ibirama. Ovelha poderá reverter essa escrita, ou não. De qualquer forma, o Avaí é favorito. Mas a Chapecoense, se vencer a partida de ida, poderá ir embalada para a Ressacada.

O Avaí ganha um episódio negativo pra administrar: torcedores avaianos arrumaram confusão na porta do vestiário após o jogo. O atacante Evando chegou a dizer que o grupo está cabisbaixo e que quer sair do clube após a decisão. Poderá ser um fator a ser considerado nos próximos 15 dias.