sábado, 16 de maio de 2009

Memórias da TV Esportiva em SC: JASC na TV Planalto

Os Jogos Abertos de Santa Catarina são algo especial. Não perco nenhuma edição, e espero não perder nenhuma no futuro. É um evento único, com todo esporte catarinense reunido em uma maratona de 10 dias de muita atividade. Pra quem trabalha, é uma maratona. É ter injetado no seu sangue uma overdose de esporte.

E, quando moleque, me apaixonei pelos JASC assistindo a TV Planalto de Lages, atualmente o SBT Santa Catarina.

Eram meados dos anos 80, quando as transmissões ao vivo eram tremendamente mais complicadas do que vivemos hoje. Era quase impossível uma transmissão ao vivo de uma cidade que não tinha emissora aberta, por exemplo. E, em cima dessas dificuldades, a Planalto se sobressaiu, com a sua mega-cobertura dos Jogos Abertos, algo que nunca mais veremos em uma Rede Aberta.

A programação da TV era voltada para os jogos, mas a emissora lageana destinava toda a tarde para transmissões. Eram dois ou três partidas ao vivo, seja do vôlei, basquete, handebol ou futsal. O slogan foi o mesmo durante anos: "SCC, de Braços e Jogos Abertos!".

Tudo começava ao meio-dia, com o "Abrindo o Jogo", um resumão feito em um estúdio improvisado passando os resultados do dia, e antecipando a primeira transmissão da tarde. A equipe de transmissão da época lembro-me com facilidade: Quirino Ribeiro (atualmente na Rádio Menina de Camboriú) na narração, com comentários do Alvaro Ribeiro (na Fesporte) e reportagens do Roberto Salum (ele mesmo, hoje na TVBV). Essa turma se desdobrava, e trazia os melhores lances do JASC, no tempo que os Jogos eram realmente o maior acontecimento esportivo do Estado. E continua sendo, em vários locais. Pena que o interesse tenha caído tanto na capital, e consequentemente para os grandes grupos de comunicação. Para muitos desportistas, disputar os Jogos Abertos é como uma Copa do Mundo, a competição mais importante do ano.

Bons tempos aqueles...

Máquina do Esporte: Avaí triplica receita anual

Deu no site Máquina do Esporte, hoje:

Em 2008, a receita do Avaí girou em torno de R$ 8 milhões. Neste ano, o time de Santa Catarina pretende superar os R$ 21 milhões. O motivo para a evolução tão contundente: a equipe foi promovida para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro pela primeira vez em 30 anos.

"É uma substancial diferença. Além de termos melhorado a nossa participação com TV, temos uma série de fatores importantes, como patrocínios e relações com o quadro de sócios-torcedores", contou o presidente do clube, João Nilson Zunino.

O incremento em seu programa de sócios é o fator mais festejado pelo Avaí entre os pilares para a ascensão financeira da equipe catarinense entre uma temporada e outra. O time catarinense tinha 2,5 mil cadastrados em 2006, já ultrapassou 10 mil e pretende atingir 15 mil ainda neste ano.

"É interessante que mesmo em partidas importantes, não conseguíamos presença acima de 75%. Muitos torcedores preferiam pacotes de pay-per-view, até pela dificuldade de acesso à Ressacada. Se tivéssemos algumas alterações no trânsito e facilitássemos a chegada ao estádio, esses números seriam ainda maiores", projetou o mandatário.

Uma das apostas do Avaí para aumentar o número de sócios é um programa para o crescimento do clube fora da Grande Florianópolis. A ideia é oferecer a possibilidade de ver jogos na Ressacada para pessoas que visitam a capital ocasionalmente.

O Avaí também usa como estratégia um aumento no número de produtos licenciados. Segundo Zunino, a expectativa é atingir até 3 mil objetos em 2011; "A maior prova do nosso potencial é que vendemos 50 mil camisas oficiais no ano passado".

O valor desembolsado pelos sócios-torcedores do Avaí depende do tipo de plano em que eles se cadastram. O tíquete médio é de R$ 55, o que gera uma previsão de receita superior a R$ 7 milhões para este ano com esse programa. O time catarinense ainda arrecadará R$ 3 milhões com patrocínios, valor três vezes maior que o de 2008.


Sinceramente? Eu acho que a iniciativa de arrumar sócios de fora da Capital demorou demais. O Avaí poderia ter feito isso há anos, e perdeu uma boa receita. Mas antes tarde, do que nunca.

Mais uma empresa fora do vôlei

E mais um time ficou sem patrocinador para a próxima Superliga...

Informa o Melhor do Vôlei que a Cia. do Terno não vai renovar o contrato com o time feminino do Mackenzie, de Minas..

O número de empresas que abandonaram aumenta: Brasil Telecom, Finasa, Medley, Tigre, Unisul, Cia. do Terno... Quem será a próxima?

Enquanto isso, o Presidente da CBV, Ary Graça, se diz "Peixe Pequeno", e falou que pouco, ou nada pode fazer na situação da TV. O presidente disse à Gazeta Esportiva que o contrato com a Globo vai até o final do ano que vem.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Pingo no Juventus

O Julimar Pivatto, do Correio do Povo, informa que o Juventus trocou de técnico antes mesmo da estreia na Segundona, contra o Porto. Biro-Biro, que tocava a montagem do tricolor jaraguaense até agora, vai continuar no clube como auxiliar-técnico.

Está assumindo o cargo Pingo , ex-volante de Grêmio e Flamengo (na foto, atuando pelo rubro-negro nos anos 90), e que atualmente era auxiliar de Gélson Silva no JEC. Foi escolhido pela nova parceria com a Falcão Sports pelo seu bom trânsito no futebol.

A segundona as vezes guarda surpresas. Mas hoje, o Juventus é o mais bem estruturado dentre os 10 clubes. Como nesse ano sobem dois clubes, é favorito ao retorno à Divisão Principal.

Showbol em SC: Tabela completa

Recebi da organização do Showbol a tabela completa do Campeonato Brasileiro que acontecerá em Santa Catarina a partir do dia 29 de maio. Alguns jogos ainda não possuem local definido. A tabela é a seguinte:

Sex 29/05 - Chapecó - 18:40 - Fluminense x Corinthians e 19:40 - Botafogo x Grêmio
Ter 02/06 - Seara - 18:40 - Fluminense x Palmeiras e 19:40 - Botafogo x Cruzeiro
Qui 04/06 - Xaxim - 18:40 - Cruzeiro x Corinthians e 19:40 - Botafogo x Fluminense
Sex 05/06 - Joaçaba - 18:40 - Botafogo x Corinthians e 19:40 - Palmeiras x Grêmio
Ter 09/06 - Videira - 18:40 - Cruzeiro x Fluminense e 19:40 - Corinthians x Grêmio
Qui 11/06 - Ituporanga - 21:30 - Corinthians x Palmeiras e 22:30 - Cruzeiro x Grêmio
Sex 12/06 - Blumenau - 18:40 - Palmeiras x Botafogo e 19:40 - Grêmio x Fluminense
Ter 16/06 - Brusque - 18:40 - Palmeiras x Cruzeiro e 19:40 - Vasco x Internacional
Sex 19/06 - Jaraguá do Sul - 18:40 - Atlético-MG x São Paulo e 19:40 - Vasco x Santos
Ter 23/06 - A Confirmar - 18:40 - Atlético x Internacional e 19:40 - Vasco x Flamengo
Qui 25/06 - A Confirmar - 18:40 - Internacional x Flamengo e 19:40 - São Paulo x Vasco
Sex 26/06 - A Confirmar - 18:40 - Vasco x Atlético e 19:40 - São Paulo x Santos
Ter 30/06 - A Confirmar - 18:40 - Santos x Internacional e 19:40 - Atlético x Flamengo
Qui 02/07 - A Confirmar - 21:30 - São Paulo x Internacional e 22:30 - Santos x Flamengo
Sex 03/07 - A Confirmar - 18:40 - Flamengo x São Paulo e 19:40 - Atlético x Santos
Ter 07/07 - A Confirmar - 18:40 e 19:40 - Semifinais
Qui 09/07 - A Confirmar - 21:30 e 22:30 - Finais

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Showbol em Santa Catarina

Vai acontecer nos próximos dias aqui no Estado um torneio de Showbol. O pessoal já deve ter visto na televisão: um tipo de futebol de salão em grama sintética, onde a bola bate num muro, e se sair do cercado é pênalti.

Esse torneio tem uma coisa interessante: ex-jogadores defendendo as cores de grandes times do futebol brasileiro. O Jornal de Santa Catarina adiantou a programação dos jogos, em várias cidades do Estado. O torneio terá partidas em Chapecó, Concórdia, Videira, Joaçaba, Caçador, Lages, Joinville e em Florianópolis.

Foi informada a agenda de jogos em algumas cidades:

Ituporanga - 11/6: Corinthians x Palmeiras e Cruzeiro x Grêmio

Blumenau - 12/6: Palmeiras x Botafogo e Grêmio x Fluminense

Brusque - 16/6:
Palmeiras x Cruzeiro e Vasco x Internacional

Jaraguá do Sul - 19/6: Atlético-MG x São Paulo e Vasco x Santos

Assim que aparecer a tabela completa, posto aqui.

Futsal e Série B na TV

As emissoras abertas já confirmaram os jogos da Série B e do Estadual de Futsal que terão transmissão nesse final de semana:

Amanhã (sexta), as 20:30, a Record News vai transmitir Siderópolis x São Bento, ao vivo do Ginásio da Unesc em Criciúma, pelo Estadual de Futsal. O time da terra que revelou o craque Valdo para o mundo emplaca sua segunda transmissão seguida na TV.

Sábado às 16 horas, a RBS transmite ABC x Figueirense, direto de Natal, pela Série B. Só não ficou claro se será pra todo o Estado ou só pra região da RBS Florianópolis, como era feito ano passado nos jogos do Avaí.

Flamengo x Avaí, no sábado, só no Pay-per-view.

O Ranking das melhores Divisões de Base do Brasil

O Site Olheiros.net, especializado na cobertura da criação de novos talentos nas Divisões de Base dos clubes Brasil afora, divulgou ontem o Ranking do Futebol de Base Brasileiro, onde são classificados os clubes que têm o melhor trabalho de revelação de atletas no país.

De Santa Catarina, aparecem o Figueirense, Avaí, Criciúma e o Brusque. Confira:

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Oficial: Vôlei de Joinville vai para São Paulo

A imprensa de Joinville ainda colocava uma esperança de que a Tubos e Conexões Tigre iria conseguir manter o projeto do vôlei na cidadde. A matéria no "AN" de hoje deixava isso claro, de que havia uma chance de um novo parceiro aparecer.

O Parceiro apareceu, mas vai levar o time pra São Paulo. Matéria do Globoesporte informa que Giovane Gávio já avisou que o time vai para o Estado de São Paulo na próxima Superliga, com a mesma estrutura e o mesmo elenco.

O mais importante: segundo a matéria, o time de Gávio vai para São Paulo com o apoio da Fiesp (Federação das Indústrias de SP) e do Sesi.

Eram quatro times. Até agora, apenas um time do Estado está confirmado na próxima Superliga, a Cimed. Imagine se a nossa Fiesc resolvesse fazer o mesmo e abraçar o esporte de Santa Catarina.

Marcílio traz três do Joinville

Três jogadores que fizeram parte da campanha do JEC no Estadual se apresentaram no Marcílio: o excelente atacante Charles, o meia Rogério Souza, que se destacou improvisado na lateral, e o volante Anderson Pedra, como contrapeso.

Pela triste condição financeira que o time atravessa, estou surpreso com o elenco que o Crispim montou pra Série C. Tem bons jogadores. Ainda não acho que terá o melhor elenco da sua chave, mas o que antes era rebaixamento certo poderá se transformar em surpresa.

Só quero ver como vão pagar isso tudo... Ainda bem que a Série C é curta.

Um árbitro brusquense na CBF

Saiu hoje a relação dos árbitros que passaram nos testes da CBF do último final de semana, e que por consequência, farão parte do quadro 2009/2010.

Algumas novidades, como a indicação de Josué Gilberto Lamin, Carlos Eduardo Areas e Evandro Tiago Bender para o quadro nacional, o que os credencia a serem escalados nas próximas competições nacionais, além de ganharem chances, na teoria, para o Campeonato Estadual.

Mas a principal notícia vem pra cidade de Brusque, que não emplacava um árbitro faz tempo, onde Luiz Carlos Pereira, filho do ex-árbitro Antonio Luiz Pereira, conseguiu passar nos testes e também ganhou o brasão da CBF no uniforme. É um rapaz que conheço a algum tempo, tem mostrado um bom trabalho, é uma pessoa correta e tem tudo pra fazer sucesso. Boa sorte garoto.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Unisul e Tigre também se mandam do Vôlei

Ontem, Santa Catarina perdeu o segundo time de Vôlei para a próxima temporada. Depois da retirada da Brasil Telecom/Brusque da Superliga Feminina, hoje foi o dia de uma retirada em dose dupla: primeiro, a Unisul soltou nota avisando que iria pular fora. Em seguida, a Tubos e Conexões Tigre anunciou que não iria assumir o investimento todo e decidiu tomar o mesmo caminho.

Dessa vez, não me parece efeito de crise. Eu já achava que a Unisul estava um tanto quanto "inchada" em relação aos investimentos em alto rendimento (o AN informa que 55% da folha era paga pela faculdade). A Tigre, que pagava 35% (os outros 10% vêm do caixa da Prefeitura de Joinville), não iria assumir o investimento todo de manter o time que era treinado por Giovane Gávio.

A Unisul argumentou que não admitia ter o time chamado de "Joinville" na Globo, entre outros motivos. Esse assunto merece comentário de um Tema de Domingo, mas a culpa disso é da própria Unisul, dos outros times e da CBV, que não viram isso na hora de fechar os contratos de transmissão.

A reclamação da Unisul gerou até uma nota oficial da Globo, defendendo o seu ponto-de-vista comercial, que é bastante discutível. Nos Estados Unidos, onde o Marketing Esportivo está anos-luz a frente do Brasil, as emissoras não fazem closes ginecológicos nas entrevistas coletivas para esconder os banners nem omitem os nomes de Estádios que levam nomes de empresas, e mesmo assim pagam milhões de dólares pelos direitos de transmissão.

Com a saída de mais um time, restam dois no Estado: a Cimed, que permanece intocada como a potência do voleibol nacional, e o time feminino de Pomerode, que é um mero figurante na Superliga. O futuro do time de Brusque será resolvido até terça-feira, mas até agora não há nada novo no front.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Brusque se reapresenta para a Série D. Nequinha é a novidade

Aconteceu agora a tarde no Estádio Augusto Bauer a reapresentação do Brusque, visando a Série D do Brasileiro, que começa dia 5 de julho, quando o time do técnico Suca estreia contra o São José de Porto Alegre, em casa.

11 jogadores que possuem vínculo com o clube voltaram aos trabalhos. Mas o principal assunto do dia foi o anúncio de reforços para o Brasileirão. Hoje, foram confirmados dois: o lateral-direito Nequinha (foto) , de 28 anos, vindo do Metropolitano, e o lateral-esquerdo Alemão, que no ano passado jogou a Divisão Especial pelo Juventus de Jaraguá do Sul, na parceria com o Joinville.

O Presidente Danilo Rezini me adiantou o nome de possíveis reforços que estão em negociação e poderão ser anunciados nos próximos dias: o volante Hélton, ex-Marcílio Dias, o atacante Felipe Oliveira, ex-Figueirense, Marcílio e Metropolitano, o zagueiro Alex e o meia Fabrício, do Atlético-Ib e o também atacante Bruno Lopes, ex-Juventus/Joinville.

Clodoaldo Etô no Figueirense

Hoje, o atacante Clodoaldo se apresenta ao Figueirense. Bom centroavante, com boas passagens pelo futebol catarinense e sumido depois de contratado pelo Corinthians, ele vem para ser uma importante referência de ataque do alvinegro na Série B.

O nome "Clodoaldo Etô" foi criado pelo Jornal Diarinho, de Itajaí, em homenagem ao atacante, que era goleador jogando pelo Marcílio Dias. Conheci o Clodoaldo jogando em 2005, ainda no Caxias, de Joinville. De lá, foi para o Marcílio, onde foi artilheiro da Divisão Especial de 2006. Em 2007, Gelson Silva o levou para o Criciúma, onde após fazer três gols nos primeiros jogos da Série B, foi para o Corinthians, com a missão de substituir o atacante Finazzi. Não se firmou lá, e pulou em vários clubes, como Remo, Náutico, Santo André e o Steelers, da Coréia.

Clodoaldo, que tem 30 anos e 1,87m, poderá reencontrar o seu bom futebol aqui. Como é conhecido em Santa Catarina, não terá aquela pressão inicial que um atleta desconhecido sofre. Ele tem faro de gol, e isso é inegável.

domingo, 10 de maio de 2009

Tema de Domingo: O Catarinense dá audiência?

Domingo passado, vi aqui no Centro de Brusque uma festa misturada, de Flamenguistas e Corinthianos. Quando a Chapecoense ganhou a vaga na decisão do campeonato, a festa em Chapecó foi conjunta com a torcida do Inter, que naquela tarde sagrou-se campeão gaúcho.

É a realidade, não há como esconder: vivemos em um Estado que a grande maioria torce pelo time da sua cidade (onde houver), mas também por uma equipe do eixo Rio-São Paulo-Porto Alegre. Florianópolis perdeu muito dessa característica, mas ela ainda está presente.

Aí vamos trazer pro cenário local: o torcedor catarinense teve, no domingo passado, um cardápio cheio na televisão: finais do Catarinense (RIC), Carioca (RBS) e Paulista (TVBV) ao mesmo tempo. Não teve torcedor que ficasse sem ver a final do seu clube de coração.

O Ibope só dispõe de dados de audiência na Grande Florianópolis, onde a RIC teve primeiro lugar em audiência por ser um jogo do Avaí. E se a decisão fosse entre Chapecoense e Joinville, por exemplo. Seria a primeira do Ibope? Vou pegar o exemplo aqui do Vale do Itajaí, onde os times cariocas possuem claramente a maior preferência popular. Mesmo sem medição de audiência, não tenho dúvidas que a final entre Flamengo e Botafogo tenha suplantado Avaí x Chapecoense nos números. E assim acho que o mesmo quadro se repetiu em várias cidades do interior, exceto Chapecó, que estava na decisão.

Há uma clara briga entre duas emissoras visando os direitos de transmissão do catarinense, mas eu pergunto: é vantagem em audiência? Hoje, a RBS usa de uma estratégia que garante o primeiro lugar com folgas no futebol no interior: as emissoras de Joaçaba e Chapecó transmitiram o Campeonato Gaúcho, enquanto as demais foram com o Carioca. Caso a RBS transmita o catarinense no ano que vem e tire o Carioca do ar, haverá uma procura pelos Bares com Pay-per-view e pelas antenas parabólicas, que são populares e muito difundidas. Há, sim, um retorno institucional, do tipo "somos a dona dos direitos", mas não sei até quando isso reverte em números absolutos, exceto na Capital, e só quando a dupla Avaí-Figueira aparece na telinha. Talvez, quando houver medição do Ibope no interior, esses dados apareçam com mais força. A RIC corre com outra ótica: como não possui os direitos de outro Estadual, tenta obter um diferencial, e deve ter ficado satisfeita com os ganhos em audiência do Catarinense.

Por mais que o interesse no Campeonato Catarinense tenha aumentado nos últimos anos, e isso é muito bom, os torcedores, principalmente aqueles do interior do Estado, uma população em torno de 5 milhões de pessoas, nutrem preferência por grandes clubes do futebol brasileiro. São os ditos "mistos", condenados por muitos torcedores, mas que são uma realidade.

E isso não é exclusividade de SC: no vizinho Paraná, pesquisa feita pela Gazeta do Povo mostra que as maiores torcidas do Estado são dos times paulistas. Os três grandes da capital só lideram na Região Metropolitana de Curitiba. No caso de lá, a Band tem o Paulistão com total exclusividade.

Bem-vindo à Série A, Avaí

O empate entre Avaí e Atlético Mineiro na ressacada teve cara de batismo. Um batismo dolorido, mas que caiu como uma luva na "iniciação" do time entre os melhores do futebol brasileiro.

A torcida estava em festa depois do gol de Evando, e no segundo tempo ficou ainda mais agitada, quando Muriqui fez os 2 a 0. O que parecia um passeio na fria noite de sábado transformou-se num aviso, de que um jogo de Série A é bem diferente da realidade de um Campeonato Catarinense.

O Leão murchou no segundo tempo, e as alterações de Celso Roth fizeram efeito, e o Galo empatou o jogo (com gol de Carlos Alberto, ex- Caxias/Joinville e Figueirense) e poderia ter virado no finalzinho, não fosse o travessão salvador. Um empate que não pode ser encarado com uma derrota. Serviu pra mostrar que a realidade da Série A é outra, e não há jogo ganho com antecedência. Não há tempo pra relaxamento, e qualquer erro pode ser fatal.

Mas a torcida não merecia a derrota na estreia. No fim, o empate foi bom pra ambas a partes. Sábado que vem, o Avaí faz seu primeiro jogo de casa, e logo contra o Flamengo, no mítico Maracanã.