sexta-feira, 29 de maio de 2009

Governador fala ao Blog: Derrota de Floripa-2014 é "lamentável"

Entrevistei há pouco o Governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, que esteve em Brusque nesta sexta. Ele classificou de "lamentável" a não escolha de Florianópolis como sede da Copa do Mundo de 2014, e diz que "a escolha foi efetivamente política".

Abaixo, a entrevista:

video

O Secretário Gilmar Knaesel está em Nassau, nas Bahamas, pronto pra receber a má notícia no domingo.

Ninguém fala em Floripa na Copa 2014

Ontem, foi a Revista Época. Hoje, foi o jornalista Ancelmo Gois, de "O Globo". Todos se juntam ao coro do Cacau Menezes, que antecipou que Florianópolis não seria escolhida como sede da Copa do Mundo de 2014.

Segundo o Blog do Ancelmo, Floripa foi preterida em favor de Natal (RN), por "razões políticas e logísticas".

A decisão sai no domingo, mas estou acreditando que a capital do nosso Estado não sediará a Copa, enquanto Curitiba e Porto Alegre estarão dentro. Lembram daquela história que dizia que SC era o Zero da BR-101?

A partir de segunda, começará a caça às bruxas, de se encontrar o(s) culpado(s) pelo fracasso da candidatura manezinha.

O mesmo blog afirmou que as sedes já estão escolhidas: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Brasília, Cuiabá, Manaus, Fortaleza, Salvador, Recife e Natal.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Sou contra o "Santa Catarina Vôlei"

Abaixo, artigo da minha coluna no Jornal "Município dia-a-dia" desta sexta:

Vai criar polêmica essa história da fusão dos times de voleibol feminino de Brusque e Pomerode, criando o “Santa Catarina Vôlei”. E confesso que não gostei nada da solução que vêm sendo encontrada pelos dirigentes, com a bênção do Governo do Estado. Se entendi bem o que o companheiro Maurício Haas escreveu na matéria do “Município” de ontem, vai ser o seguinte: A AD Brusque, que é a dona da vaga na Superliga, se juntaria com uma equipe que foi a pior do último campeonato e não tem vaga no próximo ano, e aceitaria o fato dessa mesma equipe mandar jogos em Pomerode, além de ceder as jogadoras para disputar os JASC desse ano por aquela cidade. Além disso, na próxima Superliga, o time será chamado de “Santa Catarina”, e não mais de Brusque, que, repito, é a dona da vaga no Campeonato.
A questão que vai criar polêmica é a seguinte: o que uma união com o pior time da última Superliga, que fará com que Brusque obedeça uma série de exigências, entre elas representar outra cidade nos JASC, trará de positivo para o voleibol brusquense?
O Secretário Éder Cavalca me afirmou que o Governo do Estado teria disponibilizado uma verba de 600 mil reais, que seria dividida ao meio caso Brusque e Pomerode (que não tem vaga na próxima Superliga) seguissem com equipes diferentes. Logo, optou-se por essa fusão. Mas essa verba poderia ser maior, considerando que o governo do Estado investiu 1,750 milhão de reais para trazer um evento discutível como um Brasileiro de Showbol, que começa hoje.
Sabemos das dificuldades que existem para a montagem de um time de alto nível. Também estamos cientes que o orçamento não será suficiente para um time da mesma qualidade dos últimos dois anos. Mas, com essa parceria, o voleibol brusquense poderá perder um pouco da identidade, justamente no ano em que o esporte está consolidado na cidade, e conta com a simpatia do torcedor brusquense.
Penso que a AD Brusque e a administração municipal têm que brigar para que Brusque, com toda a tradição que tem no voleibol, seja a única representante do Estado em competições nacionais. A briga não vai ser fácil: o secretário Gilmar Knaesel é de Pomerode, e o Ginásio leva o nome do seu pai.

Brusque tem dois amistosos confirmados

A pouco mais de um mês da estreia na Série D do Brasileiro, contra o São José-RS no Augusto Bauer, o Brusque marcou seus dois primeiros testes.

O primeiro será na terça (02), um jogo-treino contra o Camboriú (ex-Camboriuense), em Brusque, o local ainda nao foi definido.

O segundo será um amistoso no próximo domingo, dia 7, contra o CFZ/Imbituba, que jogará a Divisão Especial, na inauguração do Estádio Emília Rodrigues (foto) , no Sul do Estado.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Os Clubes da Divisão de Acesso 2009

Saiu hoje o arbitral do Campeonato da Divisão de Acesso, ou a Terceira Divisão de Santa Catarina.

Onze times compareceram, e foram divididos em dois grupos. Entre eles, velhos conhecidos, alguns nem tanto, e outros que nem se esperavam.

São Eles:

GRUPO A:

Oeste - Chapecó:
O Oeste é um time amador que disputa inclusive o Estadual da Categoria. Tenta pela primeira vez sua incursão no profissionalismo. Em uma cidade tão envolvida com a Chapecoense, não sei até que ponto o Oeste contará com apoio.

Mafra - Mafra: A cidade de Mafra não participa do futebol desde 2004, quando o Operários Mafrenses entrou em campo. Monta times modestos mas que vão até o final. Só precisa dar um jeito no estádio: o Pedra Amarela é uma vergonha.

Caçador - Caçador: Depois de jogar a segundona do ano passado usando a vaga do NEC, o CAC resolveu alçar voo solo. Com um bom estádio e estrutura bem montadinha, poderá ir longe.

União - Timbó: comandado por Sérgio Rodrigues, ex-Supervisor do Brusque e contando com a desconfiança do empresariado local, o União está de volta. A última participação foi triste: desistiu no meio do campeonato em 2007.

Internacional - Lages: Uma vez Campeão Estadual, o colorado lageano só terá sua inscrição aceita se pagar o que deve para a Federação. A cidade de Lages não pode ficar sem um time, mas o problema de grana lá é grande.


GRUPO B

Maga - Indaial:
Maior mistério do campeonato. Quem é esse Maga? O que apurei é que esse time é ligado a um grupo de empresários indaialenses. Sabe aquele time fadado a não dar certo? É o Maga. Nem a imprensa de Indaial sabe da sua existência.

XV de Outubro - Indaial: Esse sim, é conhecido. O XV, que manda seus jogos no Estádio "Gigante do Vale" já participou do Estadual de Amadores e já vinha ensaiando sua incursão no profissionalismo. Poderá ter uma parceria com o Atlético de Ibirama, que tem parceria nas divisões de base.

Portuguesa - Navegantes: vem fazendo um grande agito na cidade Dengo-dengo. Está montando o time e vai jogar no Estádio da Estiva. Sonha em fazer um clássico "Po-Mar" com o Marcílio Dias no ano que vem, na Segundona.

Santa Catarina - São Francisco do Sul: Ano passado, chegou a mandar seus jogos no Ernestão, em Joinville. O presidente Écio Pasca garantiu que o time mandará seus jogos na Arena Joinville, apesar das negativas da diretoria da Felej no "A Notícia".

Capivariense - Capivari de Baixo: Vem da Capital da Energia, que teve uma má experiência há alguns anos com o Sport Brasil e o Ferroviário Capivariense, que só deixaram dívidas. Mas, considerando que Capivari tem uma grande arrecadação de impostos gerada pela Usina Jorge Lacerda e faz um bom investimento no time de Futsal, poderá render alguma coisa. Agora, se servir pra fachada de empresário, esquece.

Guarani - Palhoça: Só está na terceira porque desistiu de jogar a Segunda do ano passado, sendo automaticamente rebaixado. A promessa do Governo do Estado em fazer um novo Estádio Renato Silveira ficou no papel. É um time que tem experiência de Primeira Divisão. Numa dessa, poderá fazer uma parceria com Avaí ou Figueirense e ir longe. Mas antes, precisa acertas as pendências com a FCF pra ter a inscrição aceita.

O Regulamento: Os times jogam dentro dos grupos, em turno e returno. Os campeões de cada turno vão para o quadrangular. Caso um time vença os dois turnos do seu grupo, entra com um ponto extra na fase final e classifica um time por índice.

Façam suas apostas: quantos desistem antes de acabar a terceirona?

Hoje é dia do "Circo dos Horrores 2009"

Acontece hoje na sede da FCF a reunião arbitral da Divisão de Acesso de SC, a Terceirona do nosso futebol. Hoje saberemos quantos novos clubes se aventurarão a tentar os caminhos do profissionalismo.

Há clubes sérios? Sim, com certeza. Mas o que vai ter de time aventureiro, vai ser uma festa. Basta lembrar que no ano passado quase todos desistiram no meio do campeonato, só sobrando o Porto e o Videira, que subiram.

Como a FCF não estabelece critério nenhum para que os times se inscrevam, você pode ter certeza que a terceira divisão reserva histórias interessantes e até tristes para serem contadas...

terça-feira, 26 de maio de 2009

Brusque repatria lateral Eduardo

O Bruscão acaba de anunciar o nome do seu lateral-esquerdo para a Série D. É um velho conhecido do torcedor, que fez parte da boa campanha de 2006. Trata-se de Eduardo, de 26 anos, titular do Brasiliense na Conquista do Campeonato do Distrito Federal.

Ele jogou no Brusque sob o comando de Gerson Andreotti, que usou o então meio-campista na lateral-esquerda, de onde não saiu mais. Foi um dos três indicados ao Top da Bola daquele ano, e desde então estava em Brasília.

Esse eu conheço e assino embaixo. Bem melhor que o Alemão, que era pra vir e acabou sumindo.

Convênio assinado dá 20 mil/mês ao Brusque

Foi assinado hoje de manhã na Prefeitura um convênio que garante um repasse de 20 mil reais mensais durante cinco meses ao Brusque, para a manutenção das Divisões de Base do clube.

O Projeto ainda precisa ser aprovado na Câmara. Assim, o dinheiro que o Clube gasta do seu orçamento para manter os trabalhos de juvenis e juniores será mandado pela prefeitura. O Brusque poderá, assim, concentrar investimentos no time profissional.

Fazia um bom tempo que a Prefeitura não apoiava o Bruscão.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Brusque continuará com time na Superliga de Vôlei Feminino

O martelo foi batido, e a cidade de Brusque continuará com a equipe de voleibol para a próxima Superliga. Ainda faltam alguns trâmites, mas podemos adiantar a continuação.

A parceria com Renan Dalzotto foi abandonada. Ele não conseguiu um patrocinador-âncora para chefiar o projeto. Ninguém aceitou patrocinar o time pra não ser chamado pelo nome nas transmissões de TV.

O negócio ficou assim: Zé Roberto Neres, que foi supervisor do time no ano passado e que no último campeonato esteve em Pomerode, voltará a Brusque. Ele montará o time com uma característica mais modesta, com um orçamento mais limitado.

Há a informação de que o Governo do Estado entraria com 600 mil reais (não me pergunte como) a título de investimento. Se o time de Pomerode resolvesse participar, essa verba seria dividida. Outras empresas estão na mira para completar o investimento, que giraria em torno de 1 milhão de reais por temporada.

Na verdade, não há fusão de times. Há a simples desistência de Pomerode, que não tem vaga na próxima Superliga, e a transferência do Zé Roberto pra Brusque. Mas os políticos, com suas ideias mirabolantes, querem que o time se chame "Santa Catarina Vôlei", o que vai tirar toda e qualquer identificação com a cidade de Brusque e com a AD Brusque, que é a dona da vaga.

Mais notícias nesta terça-feira.

Juniores do Brusque estreiam com vitória em Itajaí. Juvenis não jogaram

Hoje foi dia de estreia pra Brusque e Marcílio Dias no Estadual de Juvenis e Juniores. Os jogos passaram pra hoje por solicitação do marinheiro, por causa do jogo da Série C contra o Caxias.

Mas, infelizmente, faltou organização do time mandante. O jogo dos juvenis não aconteceu, pois o Marcílio não providenciou ambulância nem policiamento para a partida, como manda o regulamento. A diretoria do Brusque promete bater o pé no Tribunal para que a vitória seja confirmada.

O jogo seguinte, dos juniores, aconteceu. O Brusque venceu de virada por 2 a 1, com gols de William Gaúcho e Thiago. Próximos jogos serão no sábado, no Estádio do Paysandu, contra o Joinville.

Brasões separados no nascimento

Em que time seria inspirado o brasão do "Inacreditável Futebol Clube", quadro do Globo Esporte que mostra os lances incríveis e engraçados do futebol brasileiro? Compare abaixo:


É... até que tá bem parecido...

Atacante Ricardo é novo reforço do Brusque

Apresenta-se hoje no Augusto Bauer mais um reforço do Brusque para Série D: o atacante Ricardo, de 28 anos e 1,86m.
Natural de São José, jogou no Figueirense, Atlético-IB, Marcílio Dias, Ferroviário-CE e no CRB, além de outros clubes.

Outros dois que renovaram contrato foram o meia Leo Maringá e o lateral-direito Pereira.

A diretoria tenta mais alguns nomes, para fechar um elenco forte e com peças de reposição para o duro brasileirão da Série D.

O Celular Avaiano

Agora pela manhã, aconteceu a inauguração da Cadeia Pública de Brusque, na Rodovia Gentil Archer.

Todo mundo em silêncio, ouvia a leva de discursos das autoridades, quando de repente, o Hino do Avaí começa a ser ouvido em alto e bom som.

Depois de um tempo, descoberto o culpado: era o celular do Coronel Eliésio Rodrigues, comandante geral da Polícia Militar, que havia tocado. Teve alvinegro fazendo cara feia...

domingo, 24 de maio de 2009

Rodada Catarina: total de-sa-ten-ção!

Só não sei como foi o jogo do Marcílio Dias, mas tanto as partidas de Figueirense, Avaí e Criciúma foram marcadas pela total falta de atenção ao jogo. Um final de semana em que nenhum catarinense ganhou no Brasileirão. Poderia ter vencido, mas faltou ficar li-ga-do!

Veja o Figueirense, que no alto dos seus seis pontos viu o bm time da Portuguesa patrolá-lo dentro do Scarpelli. Serviu pra chamar a atenção: o time é bom? É. Mas a primeira derrota em casa serviu para dar um chacoalhão que o campeonato começou. A analisar como será o rendimento na próxima partida, contra o Ceará, no Castelão.

Passando pro domingo, o Criciúma vencia por 1 a 0 até a última jogada, quando o Tigre poderia segurar o jogo pra aguardar o apito final. Não fez isso, perdeu a bola, e no ataque seguinte o Marília arrumou o gol de empate. Injusto pelo volume maior de jogo do time da casa, mas merecido pelo descuido.

Vamos pro jogo do Avaí. Primeiro de tudo, acho que a história de "aprendizado" e "Série A é assim" acabou. Estão tratando um clube quase centenário como se fosse um garoto estreando na primeira série do Colégio. Faltou muita atenção ao Leão contra um Coritiba que estava com a cabeça na Copa do Brasil. O time conquistou três de nove pontos possíveis, e eu posso parecer extremo, mas começo a ficar com a pulga atrás da orelha com a equipe. Só estou curioso pra saber se o Marquinhos, quando estrear (deve ser contra o São Paulo) vai conseguir melhorar o time. Não senti um poder de reação, não vi um futebol envolvente no Leão. A preocupação existe. E os dois próximos adversários (Inter e São Paulo) são candidatos ao título.