sábado, 6 de junho de 2009

Conheça a Segundona: Imbituba

IMBITUBA FUTEBOL CLUBE
Fundação: 1o. de fevereiro de 2007
Cores: Azul, Amarelo e Branco
Estádio: Emilia Rodrigues - 2500 lugares
Presidente: Roberto Rodrigues
Técnico: Joceli dos Santos


Sou e sempre serei "pé atrás" com parcerias, ainda mais na segunda divisão. O Imbituba fez segundonas razoáveis nos últimos dois anos, sob o comando de Grizzo, que hoje está no Hercílio Luz. Em 2009, a coisa mudou um pouco, com a tão propalada parceria com o CFZ, clube do Zico. Mas eu me pergunto: o que o Zico quer com um clube da Segunda Divisão de Santa Catarina?

O Presidente Roberto Rodrigues e o supervisor Fábio Araújo foram dois tripulantes do barco do Atlético Tubarão, que afundou no Catarinense com apenas uma vitória em 18 partidas. Essa mesma parceria com o CFZ existiu com o Tubarão, mas não vingou.

Mas o elenco do Imbituba, se aguentar até o final, é bem interessante: o técnico é Joceli dos Santos, macaco velho do futebol catarinense, e montou um time recheado de medalhões: o bom goleiro Adilson (ex-Juventus), a dupla de zagueiros Michell Nunes (ex-Marcílio e Metrô) e Téio (ex-Ibirama), o lateral Jersinho (ex-Brusque, Criciúma e Ibirama) e o atacante Neno (ex-Brusque). Há também o meia Thiago Coimbra (foto), filho do Galinho de Quintino, que vai entrar em campo.

No papel, o Imbituba tem condições de brigar por uma das vagas do acesso. Agora, o clube conta com um estádio decente e que dá condições de trabalho. A única dúvida que tenho é a continuidade. Não é um time de folha salarial baixa, em uma cidade que não parece ter a condição financeira de segurar o rojão. Se passar por cima da crise econômica em um campeonato que vai até o final do ano, pode ir longe.

Para os catarinenses refletirem...

Nem sei o que colocar de título deste post. Direto do Beira-Rio, vem a notícia, do Blog do Mário Marcos de Souza:

Em meio às atividades normais do Inter na tarde desta sexta-feira, o presidente Vitorio Piffero fez uma homenagem especial à torcedora Jéssica Hoepers Müller, 23 anos (foto), catarinense de Florianópolis.Ela é a sócia número 90 mil do Inter e recebeu uma camiseta de presente do clube.

Catarinense, de Floripa, e Sócia do Inter de Porto Alegre.... Precisa dizer alguma coisa?
A torcida chamada "mista" permanece forte.

De olho no adversário: São José-Poa tem Itamar Schulle

Estamos acompanhando a preparação dos adversários do Brusque na Série D. O Zequinha contratou um velho conhecido nosso. Informações são do ClicRBS gaúcho:

O São José, de Porto Alegre, iniciou nesta semana o trabalho que antecede a disputa da Série D do Brasileirão. O Zequinha, clube tradicional da Zona Norte da capital gaúcha, contratou o técnico Itamar Schulle, e sete reforços já se apresentaram no Estádio Passo D'Areia.

Itamar Schulle está se consolidando no mercado gaúcho. Acumula duas passagens pelo São Luiz de Ijuí, e uma bela campanha com o Brasil de Pelotas na Série C do Brasileirão do ano passado.

O principal reforço, indicado por ele, é o volante Chicão, com quem trabalhou no Xavante, e que disputou o Gauchão deste ano pelo Novo Hamburgo. Outro jogador experiente que chega ao São José é o goleiro Rafael, ex-Pelotas e Ulbra.

Além de Chicão e Rafael, o São José apresentou nesta semana os meias Almeida e Ricardinho e o zagueiro Diogo, trio do Iraty (PR); o zagueiro Gustavo, ex-Uberaba (MG); e o zagueiro Juca, que também atua como lateral-esquerdo.

Do grupo que participou do último Estadual, permanecem no São José o lateral Diego Bottin, o zagueiro Enciso, os volantes Jonas e Daril, e o atacante Rafael Xavier, entre outros. O centroavante Lucas, grande aposta do Zequinha, recuperou-se de séria lesão no joelho, e reencontra Itamar Schulle, com quem fez grandes atuações pelo Brasil-Pe.

O São José está no Grupo A10 da Série D, e estreia no dia 05 de julho, fora de casa, contra o Brusque (SC). J.Malucelli (PR) e Pelotas completam a chave.

Conheça a Segundona: Videira

VIDEIRA ESPORTE CLUBE
Fundação: 10 de outubro de 2005
Cores: Grená, Amarelo e Branco
Estádio: Luiz Leoni - 5000 lugares
Presidente: Nereu de Paula
Técnico: Raffaele Graniti


O VEC entrou na Segundona como vice-campeão do acesso no ano passado. O time da terra da Perdigão perdeu a grande chance de subir em 2007, quando disputou um quadrangular com Próspera, Camboriuense e Joinville que valia uma vaga na primeirona, mas acabou em último lugar. Para este ano, o clube apostou na experiência de Raffaele Graniti, ex-técnico de Avaí, Criciúma e Tubarão, para conseguir o acesso.

O técnico italiano trouxe uma leva de jogadores desconhecidos do Rio de Janeiro. Recebeu nesta semana dois jogadores emprestados pelo Brusque: o atacante Leonardo e o lateral João Neto. O destaque do time é o esquentadinho meia Donizete, dono de um forte chute e um temperamento terrível: é expulso com frequência.

O Videira, que tem uma torcida organizada chamada "Mancha de Vinho", não está na minha lista de favoritos ao acesso. Graniti, que enterrou o Atlético Tubarão no Campeonato Estadual, vai ter que ralar muito se quiser colocar a cidade na primeira divisão. Minha opinião: mais um coadjuvante.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

O outrora favorito Figueira despenca

O que era animação no início da Série B, começa a virar uma situação ultra preocupante. Com a derrota por 1 a 0 para o Guarani, a segunda dentro de casa, e o pior, com gol de um ex-alvinegro (Bruno Aguiar), o time de Roberto Fernandes, que antes brigava pelo G4, vai fechar a rodada no bloco inferior da classificação.

O jogo teve o Figueira comandando as ações até os 15 minutos, quando o Guarani equilibrou o jogo e começou a implantar o seu jogo. Aliás, que renascimento do Bugre, rebaixado no Paulistão e líder 100% da Série B. O time da casa esbarrou em suas limitações, foi apático quando precisava reagir e tomou um gol de bola parada, em uma falha de defesa.

Perder um jogo nunca é bom, mas as vezes nestas situações a derrota vem bem a calhar. Desde o Estadual, era notória a limitação e a vulnerabilidade do Figueirense, que, vocês podem notar, não mudou muito o estilo de jogo em comparação ao Catarinense. O começo foi bom, mas agora que a Série B engrenou, dá pra ver que o Rafael Coelho não esse craque que falam, e que o Figueirense precisa de uma nova atitude dentro de fora de campo, com contratações que são necessárias.

Conheça a Segundona: Porto

FUTEBOL CLUBE DO PORTO
Fundação: 9 de junho de 1999
Cores: Azul e Branco
Estádio: Antiocho Pereira (União da Vitória-PR) - 12.000 lugares
Presidente: Israel Trancoso
Técnico: Osmar Fernando Magalhães


Lá da fronteira norte vem o Porto, campeão da Divisão de Acesso do ano passado. O time, que mandará seus jogos no Estádio do Iguaçu de União da Vitória, time da primeira divisão do paranaense, tem uma estrutura pequena, que não deverá fazer frente aos favoritos às vagas na primeira divisão. O Porto terá, neste ano, que trabalhar para permanecer na Divisão Especial, para tentar um acesso na próxima.

Dentro de campo, a torcida confia no goleiro Diego, que na Divisão de Acesso do ano passado ficou 630 minutos sem sofrer gol. Alguns jogadores da campanha vitoriosa de 2008 permaneceram no time, No ataque, um velho conhecido da segundona: o atacante Linha (foto), ex-Metropolitano, Joaçaba, Peri Ferroviário, e que estava no Paranavaí-PR.

O clube vive na sombra do Iguaçu, e com o elenco que tem, nem de longe é candidato ao acesso. Vai ser coadjuvante. Não tem um time tão ruim para cair, mas todo cuidado é pouco.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Conheça a Segundona: Juventus

Está no ar a Série "Conheça a Segundona". De hoje até a estreia do campeonato, vou trazer aqui no blog um rápido resumo de cada equipe da Divisão Especial, que começa no dia 13. E vamos ao trabalho:


GRÊMIO ESPORTIVO JUVENTUS
Fundação: 1o. de maio de 1966
Cores: Grená, Preto e Branco
Estádio: João Marcatto (7.000 lugares)
Presidente: Ildo Vargas
Técnico: Pingo



Após um difícil ano de 2008, quando acabou rebaixado para a Segundona, e precisou de uma improvável parceria com o Joinville para não morrer, o Juventus busca uma coisa neste ano: organização. O clube sofreu com a falta de apoio depois que a fonte de dinheiro da prefeitura secou, e agora busca se profissionalizar. Falcão, o dublê de craque de futsal e agente de jogadores, resolveu fazer a sua "parte social" com Jaraguá do Sul: se juntou ao Juventus, onde pretende profissionalizar o departamento de futebol. Para o começo da história, conseguiu um bom patrocínio com uma construtora local.

Para a Divisão Especial 2009, o Moleque Travesso aposta em uma estratégia diferente de outros times, que apostaram em plantéis montados com figurões: dentro de uma visão pés no chão, a diretoria do Juventus montou um time jovem, com vários atletas desconhecidos de um grande público. A exceção é o atacante Lourival (foto), destaque do Marcílio Dias no Catarinense deste ano. O técnico é Pingo, que treinou o tricolor como interino no ano passado, dentro da parceria com o JEC. Será sua primeira experiência como técnico efetivo. Antes, trabalhava como Gerente de Futebol.

O Juventus terá um caixa interessante e deverá ir longe na Segundona. Resta saber como o jovem elenco irá se comportar em um campeonato de longas viagens, gramados ruins e jogos de muita pegada. É favorito a uma das vagas.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Camboriú vence Brusque em jogo-treino

O Brusque perdeu o primeiro jogo-treino de preparação para o Campeonato Brasileiro da Série D. Jogando no Estádio da S.R. Humaitá, em Nova Trento, o time do Suca perdeu para o Camboriú (antigo Camboriuense), por 1 a 0.

O jogo foi quente, e teve duas expulsões.

Próxima partida é domingo, contra o Imbituba, as 15 horas. Lá, acontecerá a inauguração do Estádio Emília Rodrigues.

Badé pede dispensa do Náutico

Não durou nem um mês a estadia do lateral-esquerdo Badé no Náutico. Ele, que foi um dos destaques da Chapecoense no Campeonato Estadual, apresentou-se no último dia 15 de maio em Recife, mas não teria ficado satisfeito com a reserva e pediu a rescisão do contrato, sem ter entrado em campo sequer uma vez pelo Timbu.

Alô times de SC: tem jogador bom solto na praça. A Chapecoense já ameaça se candidatar...

terça-feira, 2 de junho de 2009

Showbol: Fesporte levando até a renda do Bar?

Transcrevo abaixo nota publicada pelo Professor Tadeu Costa, no Jornal "Sulbrasil" de hoje. Lá em Chapecó, já aconteceu a rodada do Showbol:

No tal de Showbol, cou combinado que o lucro da copa (bebida) seria repassado ao voleibol feminino. Parece que entrou água no chope. A Fesporte abocanhou tudo, alegando que o evento é seu.

Estaremos apurando essa história. O mesmo Tadeu disse que o público do Showbol em Chapecó foi um fracasso, devido ao alto preço do ingresso. E olha que era o Grêmio que tava jogando.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Revendo o projeto da Arena

Hoje, assisti na TVBV uma entrevista ao vivo do Norton Boppré, dizendo que o Figueirense vai jogar fora o projeto da Arena Florianópolis e pensar em algo mais modesto, pra umas 30 mil pessoas.

Ele lamentou a derrota, e disse que a Arena sairia com a ajuda de uma espécie de PAC criado pelo Governo Federal para a construção de Estádios para a Copa.

Isso que o Figueirense dizia que ia erguer a Arena com recursos da iniciativa privada...

E o Governo do Estado resolveu ir pro ataque pra cima da CBF. Hoje, o secretário Gilmar Knaesel e o Governador Luiz Henrique só não chamaram Ricardo Teixeira de santo. E vocês acham que o presidente da CBF tá preocupado?

Pivô de Briga do JEC está no Brusque

Você se lembra do zagueio Gustavo, aquele que é filho de um conselheiro do JEC e que foi o pivô da briga que culminou com a demissão do técnico Leandro Campos do clube?

Meio sem alarde nem divulgação, ele está no Brusque. Vi ele treinando hoje.

Índio Condá vira, oficialmente, Arena Condá

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, sancionou na última semana uma lei que denomina o atual Estádio Regional Índio Condá, de “Arena Condá”, e a nova denominação já entrou em vigor.

A obra completa custará R$ 25 milhões, e terá arquibancadas para 25 mil pessoas. João Rodrigues quer inaugurar a segunda parte das obras já no inicio do Campeonato Catarinense de 2010.

Professor Tadeu Costa, em sua coluna no Jornal Sul Brasil, já disse que quer que o Estádio se chame "Arena Chapecó".

domingo, 31 de maio de 2009

Perdemos a Copa. Quem errou?

O que era especulado se confirmou. Florianópolis não sediará a Copa de 2014, e provavelmente não estaremos vivos para presenciar uma outra chance dessas. Agora vai começar o debate: onde Floripa errou, para ser trocada por Natal e Cuiabá? Tenho três teorias, uma técnica e duas políticas.

Primeiro a técnica, que segundo a Fifa, foi o fator preponderante para a escolha das sedes: o projeto de Florianópolis pode não ter convencido os inspetores, principalmente nas questões de transportes e mobilidade urbana. Até hoje não aceito a Arena do Figueirense ser construída no lugar do Orlando Scarpelli, em área densamente povoada. É só ver o exemplo do Recife, que vai levantar o Estádio em São Lourenço da Mata, fora da cidade, e vai fazer a estrutura de transporte até lá. É como se fôssemos levantar um estádio amplo e moderno em uma grande área em Palhoça.

Vamos às razões políticas, que segundo o Governador Luiz Henrique, foi o que caracterizou a decisão. Se analisarmos com carinho o que LHS falou (o vídeo está alguns posts abaixo), há de se verificar de que tipo de política estamos falando na decisão. Se for partidarismo, ele mesmo estaria assinando atestado de culpa: nem todas as cidades escolhidas são de partidos ligados ao Governo Federal. Faltou articulação com quem decide. Há a história da conversa do Governador com o Presidente da Federação Argentina, mas não acho que tenha sido decisivo.

Há, também, o outro lado da política, a futebolística. Quem também sairia derrotado desta decisão neste caso é o Presidente da FCF, Delfim Peixoto, que viu o seu Estado perder para outros locais sem tradição alguma no futebol, como é o caso do Mato Grosso. Delfim chegou a declarar várias vezes que estava "muito otimista" e "confiante", e ignorou as informações que davam conta de que Florianópolis estaria fora.

O que levou a Fifa a não escolher Floripa, será um segredo que provavelmente não saberemos. O Estado poderá receber algumas seleções européias em fase de preparação, devido ao clima ameno, já que a Copa acontecerá em pleno inverno. Mas é um aviso que ainda precisamos caminhas bastante para receber eventos de grande envergadura.

Para concluir, parabéns ao Cacau Menezes, que antecipou a lista há dois meses, teve que aguentar pressão de tudo que é lado e acertou na mosca.

Inferno astral joinvilense

O que aconteceu com o JEC no Catarinense e com o time da Tigre/Unisul no vôlei, todo mundo já sabe.

Hoje, mais dois capítulos da história esportiva de Joinville em 2009 foram escritos, com tristes finais.

Primeiro, o Futsal, e um jogaço! O time da Krona, cheio de jogadores experientes, não teve competência de segurar um placar de 2 a 0 a seu favor contra a Malwee, da decisão do Sulamericano de Futsal. Cedeu o empate nos três minutos finais, com dois gols de Cabreúva. Tomou um gol no começo da prorrogação, e depois mais um do Falcão. Conseguiu descontar, mas a vaca já havia ido pro brejo com o placar de 4 a 3. Não vai ser dessa vez que o futsal de Joinville vai disputar o Mundial.

Logo depois, e no mesmo Sportv2, o Ciser/Araldite se despediu do Nacional de Basquete, ao perder o terceiro jogo para o poderoso Flamengo e acabar de fora da grande final. Nesse caso, o time chegou ao seu objetivo, de ficar entre os quatro melhores times do Brasil. O técnico Alberto Bial ficou satisfeito.

E Joinville continua investindo muito dinheiro no Esporte dito de alto rendimento. Mas até agora não sabe o que é ganhar um título nacional.

Futsal de SC na TV pela manhã

Ontem pela manhã, a Record News transmitiu sua segunda partida do Campeonato Estadual de Futsal, que foi o empate entre Blumenau e São Bento por 3x3 em um Ginásio Galegão praticamente vazio.

Li alguns sites blumenauenses ontem reclamando do horário do jogo (9:30 da manhã), que acontece em pleno comércio aberto. Em compensação, os patrocinadores do time ganham uma exposição em rede estadual aberta.

O correto seria uma distribuição destes jogos matutinos entre várias praças. Desta forma, haveria uma rotatividade maior de ginásios com transmissão ao vivo e um menor prejuízo de público com as partidas pela manhã.

A tabela divulgada pela Federação Catarinense de Futsal já informa as duas próximas transmissões: Dias 20 e 27, dois jogos do time de Siderópolis em casa (Ginásio da Unesc, em Criciúma), contra São Miguel d´Oeste e Blumenau.

No próximo sábado não tem transmissão. A Record News já anunciou que vai exibir o VT da decisão do Catarinense, entre Avaí e Chapecoense. Bom pra quem quer gravar.