terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Catarinense 2010: Imbituba

CFZ IMBITUBA FUTEBOL CLUBE
Fundação: 1o. de fevereiro de 2007
Cores: Azul, Vermelho, Preto e Branco
Estádio: Emilia Rodrigues - 2500 lugares
Presidente: Roberto Rodrigues
Técnico: Joceli dos Santos
Ranking "BdR" 2009: 10o. Lugar
Catarinense 2009: Não participou. Campeão da Div. Especial

Campeão incontestável da Segunda Divisão, o Imbituba desafia as limitações da cidade e de sua estrutura no Estadual que está por vir. O presidente Roberto Rodrigues chegou a dizer na imprensa da Zimba que iria desistir do campeonato, mas foi apenas uma ameaça para tentar conseguir um maior número de parceiros para o seu empreendimento, que conta com a parceria do CFZ, clube de Zico. Se bem que, segundo o próprio Roberto, Zico não põe um tostão no time. Então, que tipo de parceria é essa?

A situação financeira já não é boa para o Imbituba, e o time ainda tem que lidar com problemas de estrutura. O Estádio Emília Rodrigues (foto), bem próximo à Praia da Vila, precisou da implantação de um sistema de iluminação, e o seu custo é alto, e isso acabará se espelhando na formação do time. É bom lembrar que Robertinho e seu staff participaram do naufrágio do péssimo time do Atlético Tubarão, no Estadual do ano passado. Após o rebaixamento, pegaram o nome do antigo Imbituba Futebol Clube, e montaram o CFZ Imbituba.

O CFZ mantém Joceli dos Santos (foto), de 55 anos, ex-goleiro do Avaí, técnico que conseguiu o acesso, no comando (ele tem até Site Oficial). Conhece como poucos o futebol de Santa Catarina, e sabe atalhos para montar bons times com custo-benefício. Tem fala mansa, é do tipo paizão, e encaixa perfeitamente dentro da estrutura do time da Zimba, que tem que se virar com o que pode gastar. O elenco do time é a base da segundona passada, com jogadores como os zagueiros Téio (Ex-Ibirama) e Michel Nunes (ex-Marcílio Dias e Metrô), o lateral Jerson (ex-Brusque e Criciúma) e o meio-campo Alex Albert (ex-Juventus e Metropolitano). Os principais reforços do time também vieram da segundona. São o zagueiro China, vindo do Porto de Porto União, o atacante Edson Bugrão, do Hercílio Luz, e o bom meio-campo Édson Galvão, uma das revelações do Figueirense campeão da Copa São Paulo de 2008, e que disputou a segundona de 2009 pelo Juventus.

A tradição do futebol catarinense diz que os times campeões da Segunda Divisão sempre se apresentam bem no ano seguinte, em sua estreia na elite. O Imbituba apostou numa grande manutenção da base. Perdeu o seu artilheiro, o jovem Alan, que foi para a Chapecoense, e se reforçou com jogadores da própria Divisão Especial que venceu. Precisamos verificar primeiro como estará o nível do Campeonato Catarinense para ter um parâmetro de onde o Imbituba poderá chegar. Assisti alguns jogos da segundona e achei o nível muito baixo, e isso foi, pra mim, uma importante referência. O time vai começar o torneio como candidato sério ao rebaixamento, até pelo fato de não ter trazido reforços de peso. O CFZ fez uma aposta arriscada em um time de baixo orçamento que conquistou uma segunda divisão. Lá na frente, vamos saber se a tal aposta deu certo.

Um comentário:

  1. Rodrigo, perfeita até agora a tua análise dos clubes. Foco perfeito e deduções bem embasadas. Parabéns cara.

    ResponderExcluir