terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Catarinense 2010: Joinville

JOINVILLE ESPORTE CLUBE
Fundação: 29 de janeiro de 1976
Cores: Vermelho, Branco e Preto
Estádio: Arena Joinville - 19.200 lugares
Presidente: Márcio Vogelsanger
Técnico: Sérgio Ramirez
Ranking "BdR" 2009: 3o. Lugar
Catarinense 2009: 3o. Lugar


O Ano Novo do torcedor do JEC foi muito bom, obrigado. Depois de sofrer por anos, chegar ao ponto de ver o seu time até ser rebaixado, o tricolor entra em 2010 sem um peso enorme nas costas: afinal, o título da Copa SC de 2009 deu ao time a vaga na Série D e a garantia de calendário neste ano. Agora, vai da competência da equipe em fazer essa vaga se transformar em acesso à Série C. O Joinville tem hoje uma diretoria que conhece do riscado, sabe contratar, e montou um time forte para levar o Estadual, e fazer a faixa da União Tricolor, que está de ponta-cabeça, e só vai desvirar em caso de título, volte à sua posição normal.

O planejamento do JEC do ano passado foi interessante. Mesmo após o fracasso no Estadual, onde foi ao quadrangular final e perdeu a vaga na Série D para a Chapecoense, a diretoria tricolor fez questão de manter Sérgio Ramirez (foto), de 58 anos, empregado pelo clube. Daí, ele começou a treinar as divisões de base no Estadual, e mapear a montagem do elenco profissional. Começou cedo a se preparar para a Copinha, onde era o maior interessado. Veio o título, e a Recopa a tiracolo. Apesar de eu não gostar muito de seu estilo, tenho que dar a mão a palmatória: ele está conseguindo fazer o JEC voltar a um caminho de vitórias de onde nunca devia ter saído.

Ramirez manteve uma boa base dos jogadores da Copinha para o Estadual. A esperança de gols recai mais um ano sobre o atacante Lima (foto), de destaque no ano passado, mas que acabou sumindo ao ir para o Bahia. Retornou para a Manchester e parece ter reencontrado o bom futebol. No meio-campo, está Claudemir, o motorzinho, junto com o excelente William. Novos reforços, como o lateral Chiquinho, o zagueiro Renato Santos, ex-Corinthians, mais os meias William Dadá, ex-Porto e Lira, ex-Marcílio Dias, compõem o grupo dos novos reforços do time.

Pelo sucesso na Copinha e pelo investimento feito, o Joinville é, sim, um postulante ao título. Mas vai ter que provar que merece. A impressão deixada na Copa Santa Catarina foi muito boa, mas claramente, a qualidade técnica lá era bem diferente. Ramirez e seus comandados precisam referendar a boa fase e brigar pelas primeiras posições e, principalmente, não pedir água na reta final. Sem levar um título estadual desde 2001, quando ainda jogava no Ernestão, o torcedor joinvilense sonha com a volta da hegemonia do clube no Catarinão. Pode ser esse ano.

6 comentários:

  1. Ta errado a capacidade da Arena! o Certo seria 22.400.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Amigo, a lotação da Arena baixou pra 19.200, e vou te dizer porque:

    O Joinville fez isso, porque se colocasse a capacidade pra 22.000, teria que colocar o dobro de estrutura de ambulância e tal no Estádio, que o estatuto obriga pra estádios acima de 20.000.

    Se notares, o Scarpelli e o Heriberto Hulse também baixaram pra 19 mil e pouco.

    ResponderExcluir
  3. E o Bitencourt? Não se ouve mais falar... Eu já previa isso, mas tinha alguma dúvida.

    ResponderExcluir
  4. Da-lhe Joinville !!!!

    Avante em busca de mais um título e para desbancar o Avaí na liderança em títulos de SC (alguns são títulos fajutos, como os dois primeiros, que foram OUTORGADOS ao Avaí a alguns anos atrás, em época que haviam muito mais times fora de Florianópolis, mas o "Campeonato Catarinense" era apenas com times da Capital)... lamentável...

    ResponderExcluir
  5. A grande diferença é que os times de Florianópolis tem torcida. O povo de Joinville parece que não gosta muito de futebol. Pela decisão da Copa SC deu pra ver que o JEC não tem torcida.

    Eu não acredito mais em supremacia de ninguém. Hoje já tem outros times fortes, como Chapecó, e Brusque vai voltar a ser forte também. Já tivemos durante 10 anos em Brusque a supremacia do futebol em SC, além de vários outros fatos históricos com muito mais valor que títulos estaduais.

    Boa sorte pro Joinville, que vai ter que brigar muito pra voltar a ser forte. Mas jamais haverá supremacia de algum time no futebol em SC. Isso já passou.

    Os títulos do Avaí são válidos. Os outros times é que não queriam ir até Florianópolis em tempos antigos por causa da dificuldade e tempo de locomoção. Mas o Campeonato sempre esteve aberto a todos.

    ResponderExcluir
  6. Mesmas desculpas de sempre...

    A mesma arrogância dos ilhéus de sempre...

    ResponderExcluir