sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

A torcida pediu, Cascão renunciou. Tarde demais?

Há tempos venho ouvindo um coro na imprensa e na torcida do Criciúma, implorando pela renúncia do presidente Édson Búrigo, o Cascão. Não lembro de um movimento parecido no Estado que tenha resultado na queda do presidente. Hoje, visivelmente emocionado, Cascão entregou uma carta à imprensa, onde declarou seu amor ao clube, disse que estaria à disposição, e tudo mais. Ele tinha mandato até o final de 2011, mas o ambiente estava insuportável. Antes tarde do que nunca, Cascão dá ao clube a chance de criar um fato novo, que possa reestimular a comunidade a apoiar o Tigre, e buscar uma recuperação. Em aproximadamente um mês, teremos novas eleições.

Mas acontece que um campeonato está rolando, e em um mês já estaremos no segundo turno. Um clube sem técnico, sem presidente e sem dinheiro no meio do Estadual é um verdadeiro barco a deriva. O time é lanterna, com duas derrotas em dois jogos, e não se comporta nada bem em campo. A história parece muito com o Joinville de 2007, que sofreu com os mesmos problemas fora de campo e acabou rebaixado, mas beneficiado com a possibilidade de disputar o acesso na mesma temporada. Nada contra o Preto, diretor de futebol, mas suas declarações provam a sua inexperiência na lida com jogadores. Ele fala como torcedor e não como um dirigente. O Abel Ribeiro, que acabou demitido, era a voz da experiência nas contratações. A última tentativa de Cascão, nesta semana, foi a apresentação de um Clube de investimentos, mas a situação atual remete a uma pergunta óbvia: quem é o investidor que aplicará dinheiro em uma instiuição instável, agora sem presidente?

Traduzindo: muita coisa há de ser feita no Criciúma, e há pouco tempo para isso. Uma diretoria-tampão não irá tentar comprometer o caixa com caras contratações, e enquanto não sair o nome do novo presidente, a situação tende a permanecer inerte. E aí poderá ser tarde demais. Com o futebol que apresentou nos dois primeiros jogos, o Tigre é, sim, candidato ao rebaixamento.

Um comentário:

  1. O Criciúma está na mesmíssima situação do Marcílio Dias na época do Crispim. Só agora caiu a ficha do Criciúma e criaram vergonha na cara!!

    Daqui a pouco Marcílio Dias x Criciúma vai virar clássico. E um recado pra torcida do tigre: não esqueçam que quarta divisão agora existe.

    ResponderExcluir