domingo, 14 de fevereiro de 2010

Água proibida para venda nos bares do Imbituba

Uma denúncia do Blog: antes, torcedores reclamaram do valor da água mineral no Estádio do Imbituba: dois reais por um copo de 200 ml.

Mas o motivo do post é outro: as fotos mostram que a água mineral vendida no Estádio é fornecida pela Casan, contando com a logomarca do Estado de Santa Catarina. Inclusive, nos copos, está impressa a frase "Venda proibida - Distribuição Interna". Ou seja: é mercadoria produzida pela Casan para distribuição gratuita em eventos públicos. Não pode ser comercializada.

Como que isso foi parar no Estádio do Imbituba para ser colocado a venda? Com a palavra a Casan e a diretoria do CFZ.
Clique nas fotos para ampliar.

12 comentários:

  1. Caramba!

    Eles conseguem a água a custo ZERO e vendem por dois mangos?

    ResponderExcluir
  2. Caracas Rodrigo! Inacreditavel. É preciso quea apurem isso. Estamos falando de dinheiro público sendo 'vendido' no estádio.

    ResponderExcluir
  3. Importante registro, Rodrigo, que precisa ser investigado. Publiquei um post a respeito no meu blog, citando e link o teu blog, obviamente, e questionando também como os copos foram parar nos bares do Imbituba. Com a palavra, a Casan ou alguém da prefeitura, SDR de Imbituba. Abs.

    ResponderExcluir
  4. Pode crer que tem dedo do Delfim na história e deve ter participação do Zico pois o Imbituba é franquia dele e nunca vi um Flamenguista que não fosse bandido!

    ResponderExcluir
  5. vergonhoso! Caso de Ministério Público. Apuração já!

    Abraço,
    Guto

    ResponderExcluir
  6. Quem é o dono do bar do estádio? Para começar, isso deve ser questionado a ele. Alguém o questionou?

    ResponderExcluir
  7. o dono do bar é o proprio imbituba, esta venda vem acontecendo desde o inicio do campeonato, o mesmo copinho da casan, o furto foi grande pelo geito, alguem tem que providenciar uma apuração.

    ResponderExcluir
  8. A água estava batizada, por isso o Brusquinho não se encontrou em campo.
    E o viola? Como será que foi o desfile dele?

    ResponderExcluir
  9. Alo Amigos ! A explicação e simples, o atleta Matheus Ortigoza e filho do gerente da CASAN de Garopaba , e como o Sr.Nazareno e bomzinho com o clube onde o filho de dezesseis anos esta sendo destaque da equipe , deve ter recebido algumas caixinhas de agua , alias o bar e de propriedade do clube e a sua exploração gera recursos para o clube. Agora vender copinho de agua da casan a R$ 2,00 e para moer, fui pedir mais agua ja que a fornecida ja havia acabado devido ao atraso da partida e o forte calor o assessor de imprensa do clube me orientou a comprar agua no bar do clube a R$ 2,00 , ve se eu fui peguei a que havia sido reservado a RBS e levei para minha cabine e tchau.......Da proxima vez vou levar agua de casa que eu economizo mais...................

    ResponderExcluir
  10. Lendo o seu post Rodrigo, lembrei de uma coisa. Será que essa água ainda não é sobra da enchente??? Lembra que durante a tragédia, além da água doada por outros Estados, havia tb doação de SC que estava lá no depósito da Defesa Civil estragando e não entregavam para o povo que precisava? É bom investigar.

    ResponderExcluir
  11. Tua denúncia foi para o Tijoladas.

    Um abraço Mosquito

    www.tijoladas.com.br

    ResponderExcluir
  12. Ao tomar conhecimento sobre a venda de água envasada pela CASAN, durante jogo de futebol entre Imbituba e Brusque, o Presidente da empresa determinou o registro de um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Imbituba, bem como a instalação de uma Comissão de Sindicância para apurar os fatos.
    Quatro caixas contendo copos de água foram doadas ao Clube de Imbituba para serem servidas aos policiais militares que faziam a segurança do estádio. A comercialização é proibida, constando inclusive no rótulo dos copos. Logo que os fatos sejam apurados, a CASAN os divulgará a imprensa.

    Assessoria de Comunicação da CASAN.
    Fone: 048- 3221-5096

    ResponderExcluir