sexta-feira, 26 de março de 2010

Doze clubes? Pode ser, mas não agora

Prometi que iria comentar sobre o fato do Campeonato Catarinense ter 12 clubes a partir do momento que fosse definida a questão do rebaixamento. Mas como há tanto diz-que-diz sobre o assunto e o artigo do proprietário da Havan publicado hoje, vou comentar sobre o assunto.

Primeiro, há vários problemas que precisam ser solucionados para que o Campeonato Catarinense tenha doze times. O primeiro é econômico: haveriam hoje doze times financeiramente saudáveis no Estado, em condição de justificar um campeonato atrativo com mais clubes? Outra coisa: os dez clubes atuais aprovariam mais dois que dividiriam o bolo da televisão, o que consequentemente diminuiria o repasse de verba? Complicado.

Quero dizer que sou completamente contrário a qualquer tipo de virada de mesa. Se os clubes quiserem colocar 12 times, que se coloque no regulamento do ano que vem, para que possa passar a vigorar a partir de 2012. O modelo atual, com dez times, é bom. Com o número de datas que a CBF disponibiliza, permite que se consiga fazer turno e returno com pontos corridos, e ainda um quadrangular final. Com 12 equipes, isso não seria possível.

O meu modelo ideal de Campeonato Estadual seria semelhante ao que está, so que com o descenso e acesso de apenas um time por ano, assim como funciona entre a terceira e segunda divisões. A Segunda Divisão deveria ser disputada no mesmo período da primeira, assim como em outros estados, para que uma Copa SC possa ser disputada no segundo semestre e com participação optativa, quem sabe juntando todas as equipes, como a Copa Gaúcha e a Paulista.

Pode acontecer o aumento de clubes no Catarinense? Bom, primeiro é necessário dizer que a FCF é e sempre foi a favor de doze clubes. Quando houve a redução, em 2008, o presidente advertiu que seria perigoso, mas se os clubes aceitaram, que assim fossem (O Marcílio Dias votou a favor e caiu no ano seguinte). O aumento poderá acontecer, mas não vejo nenhum fato que me convença que vá melhorar o campeonato. Se é pra aumentar e ver times capengando como o Juventus e um Navegantes da vida, melhor que fique como está.

9 comentários:

  1. O futebol catarinense não tem dinheiro e nem nível técnico que justifique um campeonato com 12 equipes. Com 10 clubes, sempre tem um saco de pancada e dois ou três pedindo pra serem rebaixados.

    ResponderExcluir
  2. concordo plenamente com vc, rodrigo

    ResponderExcluir
  3. Campeonato de várzea...

    Deveria ser um quadrangular com Jec, Criciuma, Figueirense e Avai.

    O resto é figurante...

    ResponderExcluir
  4. não vejo nenhum fato que me convença que vá melhorar o campeonato. Se é pra aumentar e ver times capengando como o Juventus e um Navegantes da vida, melhor que fique como está. {2}

    E outra, com segundona e Divisão Principal simultaneamente, vão tirar jogador de onde? Não vai sobrar jogador no mercado pra contratar.. o Brusque esperou um cara se destacar no XV de Outubro pra contratar o jogador... E os outros que traz é porque ganharam pé na bunda e viraram resto...

    ResponderExcluir
  5. Tb concordo com vc Rodrigo 10 clubes e rebaixamento de 1.

    ResponderExcluir
  6. Isso parece coisa do Figueirense, campeão das janelas, inclusive para fugir da segundona do catarinense de 1987, onde só o Blumenau teria direito a vaga.

    Acho que se for para mudar as regras, que seja no ano que vem.

    ResponderExcluir
  7. O Luciano é um cara inteligente. Como o Brusque só contratou sobra de outros times (com excessão do Pântico) nesse segundo turno e esta fazendo uma campanha pior que no primeiro (Só o Rodrigo que acha que o time melhorou) ganhou um jogo só no returno e sem a maioria dos contratados para o returno que foram todos explusos no jogo contra o Figueira, o Luciano já está se antecipando em promover uma virada de mesa, pois acredita que este time não vai conseguir ficar na primeira divisão.

    Fica tranquilo Luciano, o Bruscão já está na primeira em 2011. A Chapecoense não vai ganhar de ninguém mais.

    Agora minha opinão mesmo sobre isso: Santa catarina não tem 10 times em condições de chegar ao final do campeonato sem ficar devendo. Em dois ou três desses times que estão disputando este, alguém vai ficar pagando as contas.

    Acho que oito é o ideal.

    ResponderExcluir
  8. Rodrigo, vc é uma decepção. Nunca podemos negar a origem. Todo ser nascido e crescido no Oeste Catarinense, e que estudou, mora e trabalha fora de sua região de origem, não pode negar as suas raízes. Deve sentir orgulho de ser oestino. Por isso, em qualquer situação e em qualquer profissão, e onde quer que se esteja, se estiver em jogo interesse do Oeste , é preciso ter personalidade e defender o torrão de origem, em todas as áreas. É o respeito, a gratidão, que o filho deve ter pela sua terra de origem. É natural do ser humano estudar fora, exercer a profissáo fora da região de origem, crescer na vida, mas nunca pode-se negar ou defender interesses contra a região de origem. Se houver o rebaixamento do Verdão do Oeste, espero que vc - como oestino que é - não negue sua raça...

    ResponderExcluir
  9. Que absurdo campeonato com 12 clubes !!!

    O nível já é baixíssimo com 10 ! Imaginem 12 !!!

    Quem deu essa idéia fumou cachimbo da paz...

    ResponderExcluir