domingo, 28 de março de 2010

Momentos decisivos e emocionantes

Campeonatos que não funcionam sob o esquema dos pontos corridos são assim: a lógica do time regular não funciona, e só levanta o caneco quem chega no ápice da sua condição técnica e física lá nos dois jogos finais. Não adianta detonar no meio para chegar arrebentado no final.

É isso o que a rodada de domingo mostrou. O Joinville, que contratou a granel no returno e trocou o treinador, patinou em partidas contra Brusque e Ibirama, mas voltou a dar sinais de bom futebol para vencer o Avaí, que mostra exatamente o contrário: veio arrebentando no início da fase, mas vêm rateando e acendendo um sinal amarelo, de que poderá ter dificuldades nas partidas finais contra Atlético e Metropolitano, e fatalmente perder o mando nas finais do returno, o que até um tempo atrás era dado como certo. E quando foi a última vez que o Avaí teve uma atuação convincente? O JEC já apagou aquela imagem que seria presa fácil na decisão. E na hora certa. Tem alguns jogos para afinar o discurso.

O Atlético de Ibirama venceu o Metropolitano aos 49 do segundo tempo, e voltou a briga pelo quadrangular do returno, depois de empatar contra o Brusque. Mas o grande vencedor da rodada foi o Figueirense, que fez o dever de casa contra o Juventus e viu Avaí e Imbituba perderem e deixarem o caminho da liderança aberto. Mesmo não tendo uma defesa confiável, Márcio Goiano deu uma consistência muito boa ao ataque, que segura as pontas do time, que tem uma final de Copa no domingo, em Chapecó. Vencendo, deixa a decisão do mando do returno pro jogo em casa contra o Criciúma, e dá um passo enorme para chegar a final.

E a Chapecoense pressionou o Brusque. Fez um começo de jogo eletrizante, meteu dois a zero no Imbituba, que quando acordou no jogo, tinha que correr atrás do prejuízo. O Zimba descontou e teve até gol anulado, mas o time de Chapecó conseguiu uma importantíssima vitória, jogando pressão no jogo Brusque e Criciúma. Se o Brusque vencer, a diferença volta aos três pontos e duas vitórias, e obriga o time de Guilherme Macuglia a marcar quatro pontos nos seis que restam. Se o Criciúma levar a melhor, os dois times vão empatados para as duas rodadas finais, sendo o empate em pontos favorável ao Bruscão.

O jogo desta segunda é imperdível.

4 comentários:

  1. pode me chamar de louco, mas eu gostei dessa rodada.

    o bfc continua tendo q ganhar as duas partidas em casa (se não ganhar, deve cair pra segundona,pois nao merece ficar na primeira, mesmo q a chape tb perca seus jogos, deveriam cair os tres dai)e ainda, classico eh classico, entao com uma vitoria sobre o metro, por mais impossivel q pareça, pode colocar o bfc no quadrangular. hj 14 pontos são possiveis.
    podem me chmar de louco... dei chance aos coneteiros

    ResponderExcluir
  2. Amanhã é vencer ou vencer no AB para praticamente enterrar as chances de segundona e voltar a brigar por quadrangular

    ResponderExcluir
  3. Anônimo das 20:23:
    Não vou te chamar de louco e sim de retardado. Com essa merda de time que de 10 jogos ganhou 1, empatou 2 e perdeu 7 você pensa em G-4. Um voc~e é doente da cabeça ou é retardado mesmo.

    ResponderExcluir
  4. É seu Rodrigo e o gol do Imbituba foi muito bem anulado, já o do Criciuma contra o verdão foi uma vergonha, poderiamos estar 2 pontos na frente do Brusque....

    ResponderExcluir