quinta-feira, 25 de março de 2010

O velho juiz e o foguete da discórdia

Vou assistir o VT completo do clássico Avaí x Figueirense a tarde. Mas já li e reli tudo o que reclamaram e falaram do jogo. Ninguém, eu disse ninguém, comentou sobre a partida tecnicamente, ou quem foi melhor, quem deu nó tático em quem, enfim...

Qual foi o assunto? Arbitragem. Dele, Luiz Orlando, que aos 50 anos não pode mais apitar um jogo. A Fifa determina isso. Se a Fifa diz que não pode depois dos 45, é porque ela sabe que depois dessa idade a pessoa perde capacidade de visão, vigor físico e outras coisas decorrentes do tempo.

Pênalti pra cá, expulsão pra lá, não importa. Uma coisa é certa: A Federação sabia que estava correndo risco ao colocar Luiz Orlando no jogo. E pior: sabe que ele não reúne condições técnicas e físicas para apitar uma partida. Eu prometo: um dia eu vou gravar em vídeo uma explicação de como ele rasga o livro de regras do futebol. Não marca as faltas corretamente, usa de gestos que não estão no livro, e ainda por cima tira sarro de jogador.

Vamos ao foguete, o outro ponto. Até onde sei, não foi encontrado o autor do foguete disparado. A menos que o Avaí arrume algum laranja que se sacrifique dizendo que atirou o foguete em campo, o Leão deve ser punido pelo TJD. Se for inocentado, o Tribunal deverá ser fechado, e seus auditores deverão ser trocados, e seus nomes serão colocados aqui no Blog para ser registrados. E quem soltou o foguete deve saber que deu a deixa para que Luiz Orlando desse mais um minuto de jogo, e deu no que deu.

Foi um clássico que entra pra história, com muita repercussão. Pena que o papo vai girar em torno do árbitro. Vou falar mais uma vez: aposenta Luiz Orlando!

4 comentários:

  1. bom, caso realmente não tenham identificado o responsável pelo foguete ou ele mesmo não se apresentar, concordo que tenha que haver punição. Porém, antes disso, temos que saber se o senhor juiz da partida relatará o caso na súmula.

    Do mais, dois assunto:

    - da mesma forma que o clube deve (ou pode) ser punido, o árbitro também tem que ser responsabilizado pelos erros grotescos na partida.

    - vários erros não justificam outro, mas será que ninguém lembra, por exemplo, que no clássico do Scarpelli um objeto foi jogado no gramado e nada aconteceu?! Sem falar em muitos outros casos.

    Abraços,
    Guto

    ResponderExcluir
  2. Se a Fifa diz que não pode depois dos 45, é porque ela sabe que depois dessa idade a pessoa perde capacidade de visão, vigor físico e outras coisas decorrentes do tempo. [2]

    ResponderExcluir
  3. o los ferrou com o avai na sumula. vamo ver se o avai vai perder o mando de campo. aposto que não.

    ResponderExcluir
  4. Rodrigo, o Avaí deve perder mando de campo. Mas não tem problema, a torcida vai onde o time jogar. O jogo de ontem foi daqueles que só deu Gás. A FCF ta de sacanagem, no classico do turno teve 3 penaltis pra 1 marcado. Na final contra o JEC foi aquilo, em Imbituba, a falta que originou o gol não existi e o gol foi em completo impedimento. Portanto a torcida não tem sangue de barata. Onte foi a gota d'agua, com erros grotescos de LOZ. Qto aos jogos, tomara que sejam em Itajaí. Pois a torcida no vale do rio Tijucas é grande. Afinal pra quem leva 2 horas pra ir e 2 horas pra sair da Ressacada, Itajaí é logo ali.

    ResponderExcluir