quarta-feira, 21 de abril de 2010

Canelinha perde etapa do Mundial de Motocross

Triste notícia dada pelo Blog Competição, do Chico Vargas e do Giovani Martinello, para o esporte aqui da região: Canelinha perdeu o direito de sediar a etapa brasileira do Campeonato Mundial de Motocross, marcada para agosto próximo. A cidade do Vale do Rio Tijucas chegou a ser confirmada pela Federação Internacional, mas a empresa promotora do evento acabou levando a prova para Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

A organização argumenta que a estrutura oferecida em Canelinha não era boa. Segundo a Bracco International, faltava um aeroporto próximo e hoteis a disposição nas proximidades. Mas quem esteve lá também reclamou das condições para o público assistir às corridas.

Uma simples busca na internet mostra que a briga ficou política, e se houvesse mais vontade dos nossos dirigentes desportivos, a prova, que traz muitos dividendos ao Estado, não sairia daqui. O Governo do Mato Grosso do Sul entrou pesado, prometendo toda a estrutura possível para a boa realização do evento (e patrocínio também, of course). Com um bom lobby, levou a prova pra lá.

Conhecemos toda a tradição esportiva de Santa Catarina , mas também sabemos que a atual gestão da Fesporte vem colecionando pisadas de bola, como os atrasos nos repasses do Fundesporte, em que as entidades captam os recursos, mas não o recebem, ou como gastar uma baba para trazer ex-jogadores de futebol para bater um showbol por aí. Some-se a isso o cancelamento da Maratona de Santa Catarina, do Moleque Bom de Bola, e agora, a não-realização do Mundial de Motocross em Canelinha.

(Clique para ver a nota da FIM sobre a mudança de local da prova).

2 comentários:

  1. Milagre ? Uma nota que não seja sobre futebol !!!!!

    O blogueiro lembrou que existem outros esportes !!

    ResponderExcluir
  2. Mereceram perder, a entrada do evento tu afundava até as canelas na lama. Na frente das arquibancadas até os joelhos. Para entrar de carro só se fosse 4 x 4. Querem o que? Se O prefeito e outras autoridades politicas deram pouca importãncia... agora não chorem!

    ResponderExcluir