sexta-feira, 30 de abril de 2010

Caso Ibirama irá ao TJD: Capella e Marchetti falam

A Rádio Guarujá ouviu na noite desta sexta dois importantes nomes relacionados à questão da licença, e da vaga deixada pelo Atlético de Ibirama na primeira divisão do Campeonato Catarinense.

O presidente de honra do clube, Genésio Ayres Marchetti, com voz de grande decepção, deu três fatores para a licença de um ano do clube: a falta de público nos jogos, a presença do Pay-per-view aberto para a praça, que deixou torcedores em casa ou nos bares da cidade, e a proibição da venda de cerveja no Estádio, Além do mais, Marchetti afirmou que teve um prejuízo considerável na Copa Santa Catarina do ano passado.

Marchetti espera que o time volte em um ano ao futebol, na Divisão Especial, mas deu uma alfinetada na cidade de Ibirama, por causa do apoio dado ao clube: "Claro que houve falta de apoio de algumas empresas. O Atlético não deverá para ninguém. Alguém estava cobrindo o buraco, e esse alguém nao está mais disposto. A cidade de Ibirama está fazendo o mea culpa. Como ela não ajudou na permanência do Atlético, vão ficar sem time. Aqueles que preferiram ver o jogo no Bar ou em casa, com certeza vão se arrepender, porque vão deixar de ter o Atlético", disse Ayres.

A emissora também ouviu o procurador jurídico da Federação, Rodrigo Capella, que deu o ponto de vista da Federação no caso do Atlético: segundo ele, o clube está automaticamente rebaixado para a Divisão Especial de 2011. Mas, caso o Atlético não dispute os Campeonatos Estaduais de juvenis e juniores, marcados para iniciar no dia 15, terá que jogar a Divisão de Acesso, a terceirona, no ano que vem.

Quanto a resposta sobre quem ocupará a vaga na Divisão Principal do ano que vem, Capella jogou a bomba na mão do TJD. Segundo ele, o regulamento do Campeonato Catarinense é omisso, ou seja, não trata da questão. Logo, quem decidirá se o Catarinão terá nove clubes, ou se a Chapecoense ou o terceiro colocado da Especial desse ano estarão dentro, serão os auditores do TJD. O que é garantia de uma novela jurídica.

15 comentários:

  1. simples vale o que ta escrito.
    regulamento da primeira 2010: caem dois; regulamento da segundona: sobem dois. como o atletico desistiu jogam nove, sem problema algum.

    agora, como o campeonato da segundona nao começou, sendo assim nao trara prejuizo ou beneficio a ninguem especificamente e sim a todos, poderiam incluir que o terceiro ganha a vaga.

    ResponderExcluir
  2. 30 de abril de 2010 21:41

    Ótima opinião e argumentação. No fim, ainda credito que a justiça vai prevalecer.

    ResponderExcluir
  3. Ou sobe o terceiro colocado da segunda divisão, ou o campeonato só terá 9 clubes. Isso a justiça vai decidir.

    Vamos parar de inventar leis e modificar regulamento para beneficiar A ou B.

    A Chapecoense não tem nenhuma chance. Em qqer hipótese, infringe o regulamento.

    ResponderExcluir
  4. Vamos esperar que o TJD faça cumprir o regulamento: quem foi rebaixado terá que jogar a DE nos ano seguinte.

    Cabe somente decidir se sobe o terceiro colocado da DE desse ano ou se o campeonato será disputado por 9 equipes.

    Qqer coisa fora disso, a opinião publica vai cair em cima do TJD e começar a desconfiar QUE TEM MALA PRETA nos bastidores.

    Vamos ter vergonha na cara e não desrespeitar os torcedores de SC.

    ResponderExcluir
  5. A Chapecoense incomoda... incomoda muitos gente...

    Quem não gosta da Chapecoense é boçal.

    Verdão do Oeste é o clube mais sólido e de maior personalidade em SC.

    Verdão teve um deslize no Catarinense em 2010... mas foi mero deslize!
    Sem maiores perjuízos, vamos continuar na elite barriga-verde.

    Por isso, os comedores de siri do mangue e os comedoeres de marisco, não suportam o Verdão do Oeste.

    Vocês vão ter que engolir o Verdão, o único clube do interior em ascensáo em SC, clube da série C do Campeonato Brasileiro, rumo á série B do Nacional.

    Exceto Avaí, o resto dos clubes do Litoral estão falidos...e - no entanto - por isso vocês têm ódio do Verdão que não tem dívidas, tem mais de 5 mil sócios, tem a torcida mais vibrante e fanática de SC, torcida sempre presente nos jogos independentemente a campanha da equipe, e tem estádio moderno, tem ranking Brasileiro série C.

    Seu comedores de siri e marisco, olha aí o Verdão do Oeste!!!

    Vocês têm que engolir... Verdão do Oeste, está a salvo do descenso!

    ResponderExcluir
  6. Vocês têm que engolir... Verdão do Oeste, está a salvo do descenso!
    _________________________

    Continua a velha arrogancia, de quem se acha no direito de passar por cima do regulamento e das leis. Os outros tem que cumprir, a Chapecoense não. Assim é que funciona a lei da várzea.

    Aqui ninguém tem medo de time nenhum, muito menos da Chapecoense. O que nós queremos é que o regulamento e as leis sejam cumpridos. Só isso. Dá para entender?

    ResponderExcluir
  7. Isso já era anunciado a muito tempo, o marchetti bancou quase tudo sozinho, mas o dinheiro uma hora acaba e a falta de incentivo de apoio das empresas aqui da nossa região já fecharam as portas do Alto Vale em Rio do Sul, vai ser muito dificil o HA voltar, não ajudaram agora e não vão ajudar no futuro. É uma pena, mas em SC é dificil manter um time pequeno.

    ResponderExcluir
  8. O Campeonato Catarinense deveria ser realizado somente com Avaí, Figueirense, JEC e Criciúma. O resto é tudo várzea. Não tem dinheiro, não tem estrutura, diretores todos amadores. Aqui da Brusque, Marcilio, Juventus, Metropolitano e Ibirama deveriam disputar o campeonato amador de Pomerode, este é o lugar desse monte de timérico e de seus dirigentes amadores que só sabem pedir dinheiro para patrocinadores e não criam nada novo para buscar outras rendas para os clubes.

    Desculpem mais é a pura verdade.

    ResponderExcluir
  9. Nenhum clube do Brasil sobrevive hoje sem patrocinadores. No caso do Brusque, a Havan, nosso maior patrocinador, ganhou muito mais do que investiu somente com visibilidade e marketing. Acredito que os outros patrocinadores também ganharam com a imagem da marca, além de contribuirem para o lazer da população.

    O pouco (mas importante para o BFC)dinheiro que a PMB investiu teve retorno mais do que dobrado. É responsabilidade da Prefeitura criar opções de lazer para a população. Sempre foi assim desde o tempo do pão e circo no Império Romano e na Grécia. Garanto que o prefeito Paulo Eccel ficou muito gratificado vendo o BFC chegar às semi-finais do segundo turno e a torcida do Bruscão fazer festa.

    E não foi jogando contra qqer um. Afinal, o Avaí é time de Série A, sexto colocado no último Brasileiro. E teve que ter uma ajuda de arbitragem amiga para ganhar do BFC dentro da sua casa. O Brusque jogou cotra um time que quase eliminou o Gremio da Copa do Brasil.

    E o Figueirense é time de Série B, também muito forte. O mesmo pode-se dizer de Joinville e Criciuma, que vc citou. Portanto, o Catarinense hoje é um dos campeonatos mais competitivos do Brasil. Tenho certeza absoluta que está entre os cinco mais competitivos e fortes do Brasil, depois de SP/RJ/RS/Minas.

    Diretoria amadora? Só pode ser piada. A diretoria do Brusque consegue milagre com pouco recurso e monta time Campeão da Copa SC, que disputou a Série D do brasileiro e não fez feio, disputou a semi-final do catarinense quase eliminando o Avaí, sexto melhor clube no último brasileiro.

    Daí pode-se concluir que muito pouco do que vc falou pode ser aproveitado. Talvez vc seja um torcedor frustrado de algum clube que não consegue formar time. Ou inveja que em Brusque tem sim pessoas competentes para dirigir o futebol com profissionalismo, mesmo com pouco recurso.

    Talvez isso que vc falou se aplique para o Ibirama, que é de uma cidade muito pequena e não tem mesmo suporte pra disputar um campeonato como o de SC. Fica dependendo de apenas 1 empresário, que não tem 1% do poder que uma Havan tem.

    O Marcilio passa também por situação difícil, pois em Itajaí a maioria das grandes empresas são de fora, e não querem patrocinar.

    Se vc não gosta do Brusque e prefere torcer pra times de fora, muito simples. É só exercer o seu direito de ficar em casa e não torcer para o Brusque. Ótimo também para o clube não precisar de torcedores iguais a você.

    Vai pela sombra.

    ResponderExcluir
  10. O Regulamento da primeira divisão reza que dois são os rebaixados: Chapecoense e JUventus.

    Mas surgiu um fato novo: Atlético de Ibirama desistiu antes de começar a Copinha, e após o arbitral da segunda divisão.

    Ibirama - pela distência da Copinha - já está, de plano, rebaixado. Näo participa da primeira divisäo do ano de 2011.

    Então, a situaçãso e a seguinte: estariam fora da elite o ano que vem: Chapecoense, Juventus e Ibirama.

    O regulamento é omisso, nessa situação, se a Chapecoense herda, ou não, a vaga do Ibirama, cuja campanha deve ser apagada, para figurar em último o Ibirama (rebaixado).

    Já, pelo Regulamento da segunda divisão reza que sobem apenas dois (o arbitral já aconteceu, não pode ser mudado)

    Então, só pode subir dois da segunda divisão, para a primeira divisão de 2011.

    Ora, nessa omissão dos regulamentos, deve prevalecer o bom senso.

    Seria um absurdo, um contra-senso, rebaixar a Chapecoense, clube tradicional, com estrutura, torcida, estádio e integrante da série C do Brasileiro, para optar pela subida de um terceiro clube da segundana, clube sem estrutura, sem torcida, sem estádio e sem condiçoes técnicas e materiais para disputar a primeira divisão. Tal situação deporia contra a inteligência humana.

    Por isso, com certeza absoluta, a Chapecoense está livre do descenso, e está na elite em 2011.

    ResponderExcluir
  11. Entrar pela porta dos fundos é chato, não?

    Se a lei e o regulamento dizem que descem 2 e sobem 2, fica evidente que o campeonato deve ser disputado por 9 equipes.

    Ou dar o direto a quem não foi rebaixado, no caso o Hercilio Luz.

    ResponderExcluir
  12. simples vale o que ta escrito.
    regulamento da primeira 2010: caem dois; regulamento da segundona: sobem dois. como o atletico desistiu jogam nove, sem problema algum. [2]
    ____________________

    Acredito que essa deva ser a decisão do TJD. Assim, não infringe o regulamento. Pode ser criado uma portaria aumentando para três o número de clubes que sobem no ano que vem.

    Com três clubes subindo do rebaixamento, acho que a Chapecoense não corre risco de ficar fora do Catarinense em 2012.

    ResponderExcluir
  13. Com 9 equipes, como deve acontecer em 2011, fica muito mais emocionante.

    Os quadrangulares podem ter jogos de ida e volta, aumentando a receita dos 4 classificados no turno e returno.

    Não acietamos mudança de regulamento nem virada de mesa.

    ResponderExcluir
  14. joinville com estrutura??? hahahahah

    ResponderExcluir
  15. Ao anônimo do dia 1 de maio de 2010 18:27.

    Qual o projeto futuro tem a diretoria do Brusque? Lançaram um tal de projeto Bruscão 2010 que ninguém sabe o que é. Que projeto é este? Vai me dizer que é ganhar a Copa SC 2010 e ganhar a vaga da Copa do Brasil! O que tem o Brusque a receber de receita de venda de jogadores ou outra qualquer? O Brusque só tem contas pra pagar e mais nada. Respeito esforço da diretoria, mas a realidade é que trabalham como amadores mesmo.

    ResponderExcluir