segunda-feira, 12 de abril de 2010

O Brusque após o Catarinense: Hélio Vieira e Pantico fora

Terminado o campeonato estadual, e todos os altos e baixos que o Brusque passou, é hora de arrumar a casa e se voltar para a Copa Santa Catarina. Ao contrário de clubes como Ibirama, Imbituba e Juventus, que dão cara que vão entrar na competição para cumprir tabela, o Bruscão vai para a luta direta pelo título. Quer a Copa do Brasil ou, na pior das hipóteses, a vaga na Série D de 2011.

Houveram erros na montagem do elenco, que acabaram corrigidos. A contratação de Viola, por exemplo, foi um ato de impulso da diretoria, que apostou apenas no marketing sem pensar no desempenho dentro de campo. Ele marcou seis gols, é verdade, mas arrumou problemas com o elenco, mentiu para a diretoria e tentou armar uma guerrinha com a imprensa de Brusque, que não caiu no conto e simplesmente o ignorou. Quando ele foi expulso no Scarpelli, o elenco se fechou sem ele e a reação aconteceu. As contratações de Pantico, Carlos Alberto e Diogo Oliveira deram uma cara ofensiva ao time, que passou o Criciúma e terminou o Estadual na sétima colocação, mesma posição do ano passado. As lições estão aí para serem aprendidas. Se uma experiência não dar certo, é só abortá-la. Trocar técnica por marketing numa contratação, nunca mais.

Saiu Suca, veio Hélio Vieira. O técnico não é o salvador e tampouco o responsável pela virada. Quase que estraga tudo, ao insistir num esquema medroso de três zagueiros e um meia. Ao mexer no time, atendendo à pressão de meio mundo, a coisa andou.

O Estadual terminou, e o Brusque teve duas baixas hoje. O técnico Hélio Vieira não permanece no clube. Segundo ele, os motivos são pessoais, já que sua filha nascerá nos próximos meses e ele precisa dar atenção à esposa. Já o atacante Pantico está retornando para o Icasa do Ceará, time que o emprestou há cerca de um mês. Vai jogar a Série B do Brasileiro. O Brusque ainda tentará fazer uma proposta para que ele fique, mas a probabilidade disso acontecer é pequena.

Mas o mercado está aberto: existem bons treinadores disponíveis, e boas peças de reposição. Ninguém é insubstituível, mas todos os jogadores, menos o baixinho e o veterano, tem contrato em vigor e permanecem para a tentativa do tricampeonato da Copinha. E é um sonho bem possível. Mantendo a base e o bom futebol, dá para o torcedor acreditar.

8 comentários:

  1. Ilude-se quem ainda acredita que puxar a Copa SC para logo após o Catarinense foi uma boa medida. Os times do interior não conseguirão segurar seus principais jogadores e a vaga na Copa do Brasil em disputa não tornará a competição mais atrativa. E olha que o pior passaremos no início do estadual 2011!!

    Abraços,
    Guto

    ResponderExcluir
  2. Olha, eu não sou muito favorável à contratação de um técnico figurão, como sugeriu o Xirú no comentário.

    Roberval Davino é só um exemplo dentre muitos que não deram certo. O Xirú falou no Pintado. Acho que não é por aí.

    Importante o técnico conhecer o futebol de SC. A Copa SC é tiro curto, não dá tempo pra conhecer sem errar.

    Eu prefiro alguém que conheça o futebol daqui. Começo descartando certos nomes, como o Pastor Gelson Silva, que tentou desmanchar o time do BFC aliciando nossos melhores jogadores na época. Cara sem caráter.

    Sérgio Ramires TALVEZ seja uma boa opção. Tonho Gil é outra boa opção. Jocely também é muito pé no chão, um cara sério, e fez milagre com aquele timeco do Imbituba.

    Paulo Porto, Luiz Carlos Barbieri, ex-metroxa também conhecem o futebol daqui e são boas opções.

    Para compor o plantel, Souza, Xipote, que estão sendo dispensados pelo Ibirama são boas opções para zagueiro e volante.

    Acredito que alguns jogadores como o Luiz Henrique, Paulinho, Marimom, Valmir devem ser dispensados. Acho que o Viola também deveria vazar. Só arrumou confusão. Esses devem abrir vaga pra novas contratações.

    ResponderExcluir
  3. Voces não vão passar pior. Voces estão protegidos pelas arbitragens amigas, corruptos que roubaram descaradamente os times do "interior", como vc se refere.

    O melhor seria voces disputarem um campeonato catarinense só com o Figueirense. Assim não seria preciso a gente se meter nessa palhaçada, e ser roubado em todos os jogos contra os chamados grandes. Que pra mim de grande não tem nada.

    Espera que o dia de voces vai chegar. Espero que seja dentro do Augusto Bauer, ou da Arena Havan, num futuro muito breve.

    Até lá. Conselho de avaiano nós não precisamos.

    ResponderExcluir
  4. Deixe-me ver:
    Série D em 2011
    Série C em 2012
    Série B em 2013
    Série A em 2014 (otimismo total)

    Bem, nos próximos anos o Anônimo das 20H44 vai ter que continuar ouvindo alguns conselhos.

    O primeiro conselho: ame o seu próximo como a si mesmo.
    O melhor de nos está em nosso INTERIOR.
    Orgulhe-se de ser do interior, caramba!
    Se a Capital fosse em Brusque, Floripa seria interior (litoral, na verdade) e as pessoas seriam as mesmas.
    Na Capital, somos colonos também. Ou achas que todos os brasileiros tem origej indigena?
    As pessoas do nosso maravilhoso "interior" defendem uma só bandeira: Santa Catarina...errrhh, esqueci do nosso oeste gaúcho (brincadeirinha).

    ResponderExcluir
  5. Ao Anônimo das 20h44, humildemente peço desculpa se não soube me fazer entender. Quero mais é que o futebol de Santa Catarina cresça forte, vibrante e com identidade em todas as regiões.

    O que quis passar foi simplesmente o seguinte: ao contrário da grande maioria, que aplaude e glorifica as mudanças de calendário aprovadas em novembro de 2009, eu sou contra. O motivo: acredito que no médio prazo os clubes que não tem calendário no segundo semestre irão penar para sobreviver. Comentei a respeito aqui mesmo no blog do Rodrigo em duas ocasiões: http://www.blogdorodrigo.org/2009/11/calendario-do-futebol-de-sc-em-2010-e.html e http://www.blogdorodrigo.org/2009/11/estadual-2010-com-novo-regulamento.html

    Sobre o Anônimo da 00h23, reforço o que ele disse: acima de time que cada um torce, todos nós vestimos (ou deveríamos vestir) a camisa de Santa Catarina. Chega de bairrismos e rivalidades toscas como interior x capital! Vamos defender o futebol catarinense como um todo!

    À todos os Anônimos, coisa chata não se identificar. Menos mal que a maioria mantêm a educação e o diálogo em bons níveis, mas registro que preferia que todos se identificassem.

    Abraços,
    Guto

    ResponderExcluir
  6. Brusque tem q trazer Giovani, Xipote e Rafel Xavier com esse time técnico é de menos.

    ResponderExcluir
  7. souza e xipote pra compor elenco?
    eles são melhores que qualquer um na defesa do brusque

    ResponderExcluir
  8. Hélio Viera não deixará saudades. Pântico sim.

    ResponderExcluir