sábado, 19 de junho de 2010

Alemanha empaca, e Inglaterra não parece ser um time

Destacando os jogos da sexta, estão dois opostos famosos: a Alemanha terminou a primeira rodada super falada como favorita, ao lado da Argentina. O time ainda é forte, mas perdeu para a Sérvia com um jogador a menos e ainda desperdiçando um pênalti. Poderia ter empatado, mas agora terá que vencer a forte marcação de Gana, que é um time competitivo, para classificar. Se o time africano vencer a Austrália, e deve vencer, vai ser jogo valendo classificação. E aí, vamos ver o poder de reação do time, que é novo, promessa de um bom futuro, mas terá que enfrentar pressão grande de evitar um vexame na última rodada.

Os Estados Unidos foram garfados por um árbitro de Mali, que anulou um gol que selaria uma vitória histórica para o soccer do país. Mas mesmo assim, têm condições reais para classificar.

Agora, a Inglaterra é um caso sério. Pior jogo da Copa, na minha opinião. Zero a zero com a fraca Argélia que, se acreditasse que poderia vencer o english team, a dor de cabeça de Fábio Capello ia ser maior do que ele já sente. Todos lembram de como era a seleção inglesa: só chutão e bola aérea. O treinador italiano tentou mudar essa imagem, mas esbarrou em algo que é imprescindível em Copas, seguindo aquele velho ditado, que jogadores ganham partidas, mas times ganham campeonatos. Mesmo recheado de estrelas, a Inglaterra não joga como time de futebol. Não se vê vibração, companheirismo nem motivação em campo, muito pelo contrário. Assim, fica difícil arrumar superação num momento difícil, em que o time corre risco de ser eliminado na primeira fase. E mesmo se passar, corre sério risco de não ir longe.

Sábado tem o meu time favorito, a Holanda. Vamos ver como se comporta contra o Japão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário