sexta-feira, 25 de junho de 2010

Muito pouco para quem quer ser campeão

Dá até pra fazer uma comparação com o jogo da Coreia do Norte, que fez uma forte retranca e tomou apenas dois gols do Brasil.

Mas dessa vez, o adversário era outro. Mas parece que a classificação já garantida criou algum tipo de bloqueio no time brasileiro, que criou duas chances no primeiro tempo e fez um jogo apagadíssimo no segundo. Por ter terminado a primeira fase como o líder, dá pra dar um pequeno desconto, e fica nisso. Jogo duro de assistir.

Não há muito o que esticar sobre a fraca partida contra Portugal. Apenas a certeza de que o uso de um número muito grande de reservas em campo pode ser temeroso. O time titular é bom, mas a partir de momento que o banco de reservas é chamado, Deus nos acuda...

Vem aí o Chile, é clássico do continente, dois times que se conhecem muito bem, promessa de jogo franco, que é jogo de mata-mata. O Brasil é favorito, mas o time do Bielsa é bem armado. Mas o que mais me preocupa é o jogo das quartas-de-final. Mas há de se passar pelas oitavas antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário