sábado, 24 de julho de 2010

Conheça a Segundona: Concórdia

CONCÓRDIA ATLÉTICO CLUBE
Fundação: 2 de março de 2005
Cores: Vermelho, Verde e Branco
Estádio: Domingos Machado de Lima - 8.000 lugares
Presidente: Mauro Fracasso
Técnico: Agenor Piccinin
Ranking "BdR" 2009: 14o. lugar
Catarinense 2009: 5o. lugar na Divisão Especial

O futebol de Concórdia tenta sobreviver em um ambiente completamente hostil. É uma cidade que vive o mesmo problema de Jaraguá do Sul, onde o futsal tem a clara preferência da torcida e da imprensa. Cheguei a transmitir um jogo lá, em 2008, onde só estavam presentes as emissoras brusquenses. As da cidade preferiram transmitir uma festa de igreja à partida do time da sua cidade. É muito estranho. E cabe lembrar que no ano passado o CAC estava classificado para o quadrangular final de segunda divisão, mas acabou eliminado no tribunal, depois de escalar um jogador suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Mas nesse ano, as coisas prometem ser diferentes.

A começar pela parceria feita com o Ypiranga de Erechim, cidade gaúcha que fica próxima a Concórdia. O time verde e amarelo do Colosso da Lagoa enviou 13 jogadores, toda a comissão técnica, incluindo treinador, Agenor Piccinin (foto), campeão catarinense de 2007 com a Chapecoense. Funciona assim: o Ypiranga fica responsável pela formação da equipe. O Concórdia vai repassar ao time gaúcho uma quantia não informada, e a comissão técnica vai ficar encarregada de contratar os jogadores e montar o time para o campeonato. Caberá ao CAC apenas pagar dois funcionários, além de dar a alimentação, viagens e hospedagem dos atletas durante o campeonato. Para o time gaúcho, uma chance de testar jogadores para o Gauchão do ano que vem. Já para o CAC, uma chance de ter um time qualificado com a parceria, já que o orçamento disponível não é grande. E com isso, vieram as contratações. Nomes conhecidos do torcedor do Oeste, caso do goleiro Jaciel, o lateral Machado (de péssimas lembranças do torcedor avaiano e brusquense) e o zagueiro Sig voltam ao clube, que buscou se reforçar com Mazinho, meio-campo que esteve na Chapecoense durante o Estadual, e Fabinho, que, jogando com o nome de Fábio Wesley, fez parte do elenco campeão de Piccinin no verdão do Oeste.

Com certeza, o Galo do Oeste ganhou muita qualidade com a parceria com o Ypiranga, e poderá postular uma vaga na primeira divisão (desde que não invente de escalar gente suspensa de novo). O que mais me traz preocupação é o seguinte fato: se o Concórdia subir, o que será do clube em 2011? Já que o Ypiranga terá o seu calendário no Campeonato Gaúcho, o Concórdia terá que fazer o seu voo solo para se manter na primeira divisão. Mas aí, o projeto deverá ser muito forte por parte do empresariado local, para sustentar o clube e convencer a torcida de que o futebol de salão não é mais importante que o campo.

2 comentários:

  1. Rodrigo, com a perda de pontos o Concórdia não foi o quinto colocado ano passado. O quinto foi o Camboriú.

    ResponderExcluir
  2. E o Leandro Leite? Se não me engano, ele vai jogar a DV pelo Concórdia.

    O Marcilio que se cuide pq não vai ser fácil.

    ResponderExcluir