quinta-feira, 29 de julho de 2010

Conheça a segundona: Próspera

ESPORTE CLUBE PRÓSPERA
Fundação: 29 de março de 1946
Cores: Verde, Vermelho e Branco
Estádio: Mário Balsini - 4.500 lugares
Presidente: Cledonir João Machado
Técnico: Luciano Silva
Ranking "BdR" 2009: 19o. lugar
Catarinense 2009: 9o. lugar na Divisão Especial

O "time da raça", fundado há 64 anos por funcionários da Mina Carbonífera Próspera, está de volta a mais um campeonato. Só não foi rebaixado no ano passado por causa da existência do Navegantes, que aprontou das tripas coração naquela segundona, e acabou ficando na última colocação. Em 2009, uma parceria com a Mondado Sports gerenciou o futebol do clube, que acabou não "prosperando". No começo de 2010, o novo presidente, Cledonir Machado, chegou a dar entrevista dizendo que "Só faremos futebol com pé no chão, ou seja, com parceiro que traga dinheiro adiantado. É utopia falar em dinheiro no Próspera atualmente". Não é novidade pra ninguém que o time vive à sombra do primo rico, o Criciúma. Mas mesmo assim, recebe o carinho de vários torcedores do Tigre, que o têm como um segundo time, mantido por abnegados desportistas que não querem deixar a chama do time apagar.

E a aproximação Próspera-Criciúma será grande neste ano. A começar pelo treinador, Luciano Silva (foto), ex-zagueiro criado no Grêmio que encerrou sua carreira como jogador em março deste ano, no CRB de Alagoas. Silva trabalhou como auxiliar-técnico de Argel Fucks no São José de Porto Alegre, e agora assume o cargo de técnico no Próspera. E no elenco, vários jogadores não aproveitados por Argel no Criciúma, e segundo informa a imprensa do Sul, com metade dos salários pagos pelo clube do bairro Comerciário. São eles: o goleiro Passarela, o volante Edvânio, o meia Flavinho e o atacante Lucas Campos, este último retornando ao clube que o revelou. Também estão no elenco o lateral Vinícius, ex-Guarany de Garibaldi (RS), o volante Hélton, ex-Tigre e que estava no Imbituba; e o meia Max, ex-Cruzeiro de Porto Alegre.
O Próspera luta contra as suas próprias dificuldades para enfrentar a segundona. Os reforços cedidos pelo Criciúma darão com certeza mais qualidade ao grupo, que não quer fazer feio como no ano passado. É virar a página e pensar em dias melhores. Quem sabe não teremos um clássico municipal no ano que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário