terça-feira, 27 de julho de 2010

A polêmica de Alexandre Lopes na Seleção

O futebol tem aspectos únicos. Um deles são as incontáveis discussões, onde cada lado tem a sua versão, que permite diversas interpretações, e cada um defende o seu entendimento.

Ontem, mais uma polêmica surgiu: o goleiro Renan, do Avaí, foi ou não o primeiro atleta de clube catarinense a ser convocado para a seleção brasileira?

Isso porque havia a informação que Alexandre Lopes (foto), ex-zagueiro do Criciúma, havia sido convocado em 1995 por Zagallo para um amistoso contra a Colômbia, e consta como atleta do Tigre no livro "Seleção 1914-2006", do renomado escritor Roberto Assaf (clique e veja a indicação no livro).

Mas consultei uma pessoa que confio, e conhece muito a história do Criciúma, o Antônio Colossi, um historiador, acadêmico de jornalismo e repórter da Rádio Eldorado e do site Rádio Criciúma. Fiz o questionamento sobre a situação que envolveu a convocação de Alexandre Lopes para a seleção, e a resposta dele foi a seguinte:


Rodrigo,

No final de dezembro de 1995, Alexandre Lopes ainda era jogador do Criciúma EC quando foi convocado para um amistoso contra a Colômbia, preparatório para a Copa Ouro da Concacaf de 1996. No mesmo dia da convocação, o presidente do Tigre à época, Milton Carvalho, e Alexandre Lopes foram até São Paulo e fecharam a negociação com o SC Corinthians. Até na época o nome de Alexandre Lopes, já saía na relação de convocados como jogador corinthiano, no entanto, respondendo a tua pergunta, ele não havia atuado ainda pelo clube paulista.




Resumindo: ele foi convocado pelo que jogou no Tigre, mas foi vendido ao Corinthians no mesmo dia em que foi convocado. Jogou o amistoso (como titular) já como atleta corintiano, mas só veio a atuar pelo time paulista no ano seguinte. Agora, cada um que fique com a sua interpretação. Por mais que Renan vá representar a seleção do Brasil como atleta avaiano, é importante ressaltar o trabalho do Criciúma, que em 1995 conseguiu emplacar Alexandre Lopes entre os convocados de Zagallo. Se é o primeiro ou não é, isso interessa para as tradicionais discussões de torcedores. Mas tenho o pensamento que tanto Renan quanto Lopes têm o seu lugar na história no futebol catarinense.

7 comentários:

  1. É simples po, não tem discussão. O cara foi convocado quando jogava pelo Criciúma e pela qualidade técnica apresentada no Criciúma. O que ocorreu em relação ao Corinthians foi "meramente" a venda. Certamente, naquele dia, ele ainda não tinha a situação no Corinthians 100% regularizada. Certamente o nome dele não apareceu no BID (?) (não me lembro se existia e se era essa a forma de confirmação). Po, se o cara não pode jogar em nenhum time sem o nome dele aparecer no BID, é o BID que confirma que o cara é daquele time (o Corinthians, no caso), não é? Ainda mais que ele só foi jogar pelo Corinthians no ano seguinte, pior ainda. Ou seja, se o sistema de confirmação naquela época não era pelo BID, ou algo análogo ou qualquer outra coisa que o valha, não tem o que discutir, não existe discussão. O Alexandre Lopes era do Criciúma e acabou, está acabado, ponto final.

    ResponderExcluir
  2. Polêmica, que polêmica?

    Esse foi convocado e continua aqui... em Floripa!!!

    ...Não foi convocado pra ser vendido!?

    Uh Avaí!

    ResponderExcluir
  3. que falta de respeito com o criciuma. o alexandre lopes era do criciuma e soh no ano seguinte que jogou pelo corinthians.
    eh o caso do andre do santos agora, ele já esta vendido pro dinamo, mas ele ainda eh jogador do santos, soh se apresenta depois.

    essa polemica ta sendo criada pelo pessoal de floripa, que se axa demais, o primeiro jogador convocado em um clube de sc eh o alexandre lopes e ponto final.

    ResponderExcluir
  4. o renan ainda nao foi vendid, mas e se for ate o dia 10? ai vai deixar de ser o 1º como os avaianos falam que o alexandre deixou de ser???

    ResponderExcluir
  5. galera! não esquenta, quem tem a revista Placar do lado não precisa da MERDA da RBS!! ;D

    Renan, do Avaí, é o segundo a ser convocado atuando em SC


    Abril na Copa

    O goleiro Renan, de 19 anos, foi considerado uma das maiores surpresas da primeira convocação de Mano Menezes como técnico da Seleção Brasileira. A convocação do jovem jogador, além de inesperada, é a segunda de um atleta que atua em time catarinense. Alexandre Lopes, zagueiro do Criciúma em 1995, foi o primeiro.

    Alguns outros jogadores selecionáveis já tiveram passagem de destaque pelo futebol catarinense, como os laterais André Santos e Michel Bastos e o meia Cleiton Xavier, que atuaram pelo rival Figueirense. Porém, ambos já não estavam no alvinegro quando foram chamados.

    O arqueiro começou a jogar com a chegada de Antônio Lopes ao Leão da Ilha. Após a lesão do titular Zé Carlos, o jogador ganhou uma chance na partida de estreia do novo comandante, diante do São Paulo. Após boas atuações diante do Tricolor e do Palmeiras, na rodada seguinte, Renan não saiu mais da equipe, mesmo com a recuperação do titular.

    Agora, o goleiro provavelmente disputará o posto de reserva com Jéferson, do Botafogo, já que o titular provavelmente será Victor, do Grêmio, já experiente em jogos pelo escrete nacional.

    Fonte: site da revista Placar

    http://placar.abril.com.br/amistosos/selecao-brasileira/renan-reuter/noticias/renan-do-avai-e-o-primeiro-a-ser-convocado-atuando-em-sc.html?utm_source=jornal-placar&utm_medium=none&utm_campaign=abril-na-copa

    ResponderExcluir
  6. Bom o alexandre lopes era jogador do criciuma, qndo foi convocado. ele assinou com o corinthians mas so atuaria no ano seguinte, mas isso nao muda nada

    so para apimentar mais o negocio o fato é que o primeiro a ser CONVOCADO foi um atleta do FIGUEIRENSE. isso mesmo, em 1944 vejam

    Brasil x Argentina - Histórias do Maior Clássico do Futebol Mundial (1908-2008)" do professor Newton César de Oliveira Santos

    As circunstâncias da guerra colocaram as preocupações com o futebol em segundo plano na América do Sul. A participação, ainda que indireta, dos países do continente no conflito que se desenvolvia do outro lado do Atlântico levou a Conmebol a suspender as competições anuais. Com isso, ao longo de 1943 e 1944 tanto argentinos como brasileiros somente puderam desfrutar do futebol no âmbito local, com seus respectivos campeonatos regionais. Na verdade, a Seleção Brasileira chegou a disputar duas partidas amistosas em 1944, ambas contra o Uruguai, no Rio de Janeiro. A CBD resolvera homenagear a Força Expedicionária Brasileira, que iria combater na Itália, e que teria em suas fileiras os jogadores Perácio, do Flamengo; Bidon, do Madureira; China, do Figueirense, de Florianópolis; Juvêncio, do Força e Luz, de Porto Alegre; e os atletas do Botafogo Geninho, Valter, Mato Grosso e Dunga. Foram duas vitórias brasileiras (6 a 1 e 4 a 0), sendo que o segundo jogo foi marcado por muita violência em campo.


    POREM o jogador foi dispensado no decorrer dos treinos, algo comum na epoca. Hoje funciona diferente, e alias a situacao do jogador do figueirense é impar porque ele foi representar o exercito na guerra. Mas que foi convocado foi!!!

    ResponderExcluir
  7. de qq forma podemos dizer que é uma mesquinharia sem tamanho esse negocio de primeiro convocado, isso nao vai mudar nada.

    o renan é um bom goleiro, mas na minha opiniao nao se deve misturar selecao olimpica com a principal, alem do mais fez poucos jogos como profissional, nao acho que ja esteja merecendo alguma coisa

    se fosse alguem que estivesse ha um ano atuando como titular ou a maior parte dos jogos do time no ano, ate ia ne..

    qndo vi o goleiro do avai convocado, nao fiquei indignado porque o avai teve um jogador convocado e sim porque é muito cedo pro renan, so depois veio essa discucao por uma FALTA DE PROFISSIONALISMO DA RBS

    ResponderExcluir