segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O sol brilhou para o Leão

Era tarde de festa na Ressacada: teve feijoada, o tempo colaborou... só faltava a vitória contra o Corinthians. Ela veio, de uma forma sofrida. E, assim como o sol brilhou na Ilha de Santa Catarina, brilhou muito mais dentro de campo, onde tudo deu certo para mais um triunfo, que desta vez faz o time do delegado terminar a rodada na terceira colocação do Brasileiro.

Partida repleta de emoções pros dois lados. O jogo não foi nenhum primor, primeiro tempo foi equilibrado com um empate de 1 a 1, com destaque para o gol de Davi, que recebeu um belo passe de Caio. No segundo tempo, brilhou mais uma vez a medalhinha de Antonio Lopes, que prova que time em boa fase também precisa de sorte.

Sorte? Talvez seria melhor dizer estrela. Vandinho poderia fazer o segundo gol, mas quem colocou pra dentro foi Chicão, curiosamente ex-jogador do rival, que aumentou a alegria do torcedor. Sorte do árbitro Péricles Cortez não ter visto um pênalti claro de Emerson em Jorge Henrique. E logo depois, num escanteio, o próprio Emerson se surpreendeu com a bola tocando em sua coxa, e sobrando para Rafael aumentar.

Depois do jogo, ouvi de novo aquele discurso da Era Silas, que era necessário primeiro afastar as chances de rebaixamento antes de pensar em algo mais alto. Primeiro que não vejo chance alguma de descenso do Avaí desde já, uma vez que o time não é pior que os clubes que estão na parte de baixo. Onde esse Avaí pode chegar? Não sei, falta muita estrada ainda. Mas dá pra curtir essa lua de mel com o grupo da Libertadores.

E no pós-Copa, o Avaí conquista o Campeonato Paulista. Bateu todos os 4 grandes de São Paulo, dois em casa e dois fora. Tudo azul.

2 comentários:

  1. Grande Rodrigo, assim como a penalidade para o Corinthians, teve um gol do Avaí onde foi assinalado impedimento incorretamente. O resumo é que o jogo foi bom, mas o juiz péssimo!

    Abraço,
    boa semana,
    Guto

    ResponderExcluir
  2. Concordo contigo sobre o pênalti Rodrigo, e concordo ainda mais com o Guto, pois houve um gol mal anulado pelo Braatz (maldito que nos tirou da Série A em 2004), e também outro impedimento mal assinalado pelo baiano do outro lado. Além de intimidar o time Avaiano com um monte de cartões amarelos.
    O juiz foi terrível e prejudicou ambos os times.
    Saudações Azurras,
    Sandro

    ResponderExcluir