quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A Gordura acabou

Toda aquela vantagem construída com belas atuações acabou se evaporando em 270 minutos de futebol. Mais uma derrota, desta vez em Recife, e o Figueirense cai fora do G4. Crise? Não, o time ainda tem crédito, pode vencer o Brasiliense no sábado e voltar ao grupo de acesso colocando os nervos no lugar.

Jogo que foi definido nos pênaltis. Pra ser sincero, achei que nenhum deles foi. No do Náutico, Túlio foi se proteger da bola, num ato de reflexo. É o caso de pênalti que um em cada vinte juízes marcam. Mesmo caso no penal alvinegro. A diferença foi que Fernandes não guardou. Empate era o resultado justo, mas o pênalti perdido fez a diferença.

Mas eu não entendi qual foi do Márcio Goiano. Tá certo que ele foi sacaneado pela expulsão do Willian no começo do segundo tempo. Mas tirar Reinaldo, o principal atacante do time, para colocar o limitado Tássio foi o sinal de que o treinador não queria ganhar o jogo. A diferença técnica dos dois é grande demais.

Bom, bola pra frente que o campeonato é difícil e a presença no G4 pode ser recuperada no sábado. Mas se dá pra tirar uma lição desse jogo, é bom aprender que não tem gordura de pontos que garanta o acesso, até que a vaga na Série A venha de forma definitiva. Não há dúvida que o futebol do time caiu muito, mas as peças são as mesmas. Logo, dá pra voltar a boa fase.

Nenhum comentário:

Postar um comentário