sábado, 16 de outubro de 2010

Sem inspiração, Chapecoense perde a chance de ir à Série B

Chegou ao fim o sonho chapecoense de chegar a Série B.

Venceu quem tinha a vantagem do regulamento. Mas foi uma desclassificação dolorida. Sabe quando você vê um jogo e se irrita, com a falta de pernas, de motivação e principalmente de comprometimento de um time dentro de campo? Foi o que eu vi no time de Guilherme Macuglia. Não parecia que estavam disputando uma decisão. O Ituiutaba, com um investimento bem menor, fez a melhor campanha da primeira fase e conseguiu o seu objetivo. Lá sobrou motivação.

O jogo foi ruim, o resultado foi justíssimo. A Chapecoense errou muitos passes, não aproveitou as (poucas) chances de gol e, principalmente, ficou sem pernas no final. Irrita ver o rosto de um Gustavo Papa, que tem passagem por grandes clubes do país, andando em campo no segundo tempo e mostrando que não estava "nem aí" para a situação. Passava o tempo, e o time não arriscava, nem com a entrada de Rogério no lugar de Waldison. No finalzinho, além de não atacar, o time verde perdeu a cabeça. E a festa veio no pequeno estádio de Ituiutaba.

O sonho fica para a próxima, quando a Chapecoense terá mais experiência na Série C. Um ano conturbado termina, com o rebaixamento no campo no Estadual, depois da montagem de um time ruim, que teve que ser remendado com várias contratações de emergência. No Brasileiro, o time fez uma campanha mediana, mas acabou classificando-se com a combinação dos resultados. Tinha amplas condições de bater o Ituiutaba, mas o gol tomado em Chapecó e a não-incorporação do espírito de uma decisão tão importante foram determinantes na perda de uma chance tão grande de um acesso.

9 comentários:

  1. bem feito chapecoense, time que é favorecido com virada de mesa não merece ganhar nada, vcs mereceram isso!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Falou tudo Rodrigo, irritando ver um Gustavo Papa caminhando em campo... Beto, não sei de onde tu é, mas vai se informar antes de soltar esse tipo de comentário.

    ResponderExcluir
  3. se fez justica!!!esse clube nao merecia nada esse ano....ja tava tendo sorte de mais no ano!!!

    ResponderExcluir
  4. Thiago, pelo que foi decidido a chapecoense herdou a vaga do atkético de ibirama, se isso não for virada de mesa o que é então, acho que vc deveria se informar melhor!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Virada de mesa é ignorar regulamento para beneficiar um clube. A decisão foi embasada no regulamento, meu caro. Se este é pífeo, defasado, mal redigido e pré-histórico, a Chapecoense não tem nada a ver com isso. Mas, Não vou iniciar nova discussão sobre o tema. Pense o que quiser, Beto.

    ResponderExcluir
  6. Thiago a chapecoense nao foi beneficiada? se o regulamento nao foi ingnorado o q aconteceu então, vc pode me explicar?

    ResponderExcluir
  7. Beto, amiguinho virada de mesa pra mim foi o fluminense na década de 90, que caiu e sinmplesmente voltou, com o regulamento dizendo que estava rebaixado. O que aconteceu com a Chapecoense foi IDÊNTICO, ou seja, foi virada de mesa, somente para os olhos de quem só lê post de cronista desinformado e nem se quer deu o trabalho de ler o regulamento. Meu caro, no caso da Chapecoense, o Atlético de Ibirama pediu licenciamento do campeonato antes de terminar perdendo todos os pontos e assumindo a última posição. Ou seja, que a Chapecoense voltou fora de camo isso voltou, mas não se pode caracterizar como o exemplo do Fluminense, o qual foi vergonha nacional onde nada aconteceu e os caras por influência e sei lá mais o que voltaram. A Chapecoense reinvidicou a vaga, de direito, por meios jurídicos. E ponto final.

    ResponderExcluir
  8. Thiago mas o estatuto do torcedor diz que a vaga tem que ser de um time da segunda divisão, por acaso vc ja leu o estatuto do torcedor, se vc nao leu, leia e se informa?, ou seja, a federaçãoa catarinense de futebol desrespeitou o estatuto do torcedor meu amigo!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Beto, meu caro. É o que eu lhe disse. Se a Federação elabora regulamentos infundados, mal feitos, não é problema da Chapecoense querido. virada de mesa seria jogar o campeonato de 2011 com 9 clubes, ou subir 3 da segunda divisão. Agora, se o Ibirama fez a burrada que fez e deu toda essa confusão, a culpa não é da Chapecoense. Eu não vou mais entrar nesse tópico, até porque já bati boca com muitos pouco informados por aí. Mas, cada um tem a sua verdade né. Entretanto, eu li o regulamento, li os resultados do TJD/SC e STJD/RJ e toda a repercussão do caso. Então para encerrar, que a Chapecoense foi incompetente em campo e que só permaneceu na primeira divisão por meios extra-campo isso é verdade. Mas querer transformar o caso em virada de mesa e comparar com outros casos típicos não tem cabimento. Abraço

    ResponderExcluir