segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

A 5a. rodada: novo líder, e o primeiro eliminado

Chegamos à metade do primeiro turno do Estadual, e as coisas começam a se encaminhar para as semi-finais da primeira fase. O Figueirense vai fazendo valer o favoritismo e assumiu a ponta da tabela, e vai ter dois jogos complicados pela frente, ambos fora de casa: Chapecoense na quarta e Criciúma na semana seguinte, além do clássico no meio. Não acredito que o alvinegro vá trazer seis pontos nestes dois jogos, portanto, a luta pela primeira colocação permanece aberta.

O Criciúma ficou mais longe da liderança ao empatar pela segunda vez seguida, dessa vez para o Imbituba em zero a zero. O Metropolitano também patinou no Avaí, com muitas críticas sobre a arbitragem do Célio Amorim (de novo ele). Na súmula do jogo, consta que dois dirigentes e mais o presidente verde teriam ido xingá-lo, e que um copo plástico teria sido arremessado, o que vai dar um pouco de trabalho ao Metrô no tribunal. Eu não vi a partida, então não vou tecer comentário sobre a atuação dele. Mas sabendo que ele não anda em boa fase técnica, não duvido.

Na parte de baixo estão Marcílio, Imbituba, Brusque, Concórdia e Avaí. Destes, só o Leão da Ilha não tem chances matemáticas de classifciação (só pode chegar a 13 pontos), e mesmo se ganhar o returno, não vai fazer a final em casa. Mas o time do Benazzi pode ser o fiel da balança para a parte de cima. A equipe vai ter que mostrar uma reação com resultados. E pode fazer esse crime contra Joinville e Figueirense, que estão no G4 e são seus adversários. O Brusque vai mal das pernas, mas enfrenta Imbituba e Concórdia nas duas próximas rodadas, com chance de encostar no G4 no final de semana. Mas vai ter que jogar muito mais bola do que anda jogando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário