sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Catarinense 2011: Avaí

AVAÍ FUTEBOL CLUBE
Fundação: 1 de setembro de 1923
Cores: Azul e Branco
Estádio: Aderbal R. da Silva (particular) - 18.000 lugares
Presidente: João Nilson Zunino
Técnico: Vágner Benazzi
Ranking "BdR" 2010: 1o. lugar
Catarinense 2010: Campeão

O atual bicampeão catarinense terminou o ano de 2010 em lua de mel com seu torcedor. Mas isso não foi o reflexo de todo o ano. Conquistou o título Estadual com uma total superioridade sobre o Joinville. Entrou bem no Campeonato Brasileiro, mas engatou uma sequência de maus resultados que fizeram o clube entrar em uma louca luta contra o rebaixamento. A diretoria, que chegou a cobrar 60 reais o ingresso no Catarinense, baixou os preços, lotou a Ressacada e deixou a torcida fazer a sua parte, empurrando um time que era limitado e fazendo a diferença em jogos-chave, que mantiveram o Leão na Série A. Muitos erros de percurso aconteceram no ano que passou, e que devem servir como lição em 2011, agora sem a parceria da LA Sports e com uma total autonomia do clube na gestão do futebol. Esse voo solo será colocado a prova a partir do Campeonato Catarinense, onde o time busca o tricampeonato consecutivo.

E para tentar o tri, o Avaí mantém as suas fichas em Vágner Benazzi, o rei do acesso, treinador conhecido por assumir times com a corda no pescoço. Ele assumiu o clube na UTI, conseguiu o seu objetivo no Brasileirão, e como reconhecimento, ganhou da diretoria a renovação do contrato, o que, diga-se de passagem, é justo. Ele agora está na condição de planejar o elenco, treiná-lo com calma (o time iniciará o Estadual com um time sub-23) e tentar levá-lo a mais uma conquista, usando do mesmo expediente do ano passado, em que o time entrou no campeonato mais focado no segundo turno.

E na montagem do elenco, o Leão trouxe Mauro Galvão para o lugar de Moisés Cândido, que foi para o JEC. O começo não foi dos mais interessantes, já que o time demorou a anunciar contratações. Mas as últimas notícias têm sido boas para o torcedor azul: o grande craque da história recente do clube, o meia Marquinhos Santos, acabou retornando, assim como o atacante William. A chegada de Rafael Coelho define o que deve ser a dupla de ataque do time, que já tem os reforços do lateral George Lucas (ex-Santos), o colombiano Estrada (ex-Millonarios-COL), o atacante Mauricio Alves (ex-Fluminense) e o volante Acleisson (ex-Portuguesa). É um time completamente refeito do meio pra frente, que vai levar um tempo para ser bem lapidado, mas tem nomes de qualidade.

Tantas mudanças no time (e o susto tomado no Brasileirão exigia uma grande reestruturação) vão fazer com que se leve um tempo para que o Avaí mostre seu potencial. Seguindo a mesma linha do ano passado, o returno deverá mostrar o real time que buscará o tricampeonato. O Avaí é um favorito ao título, pelos reforços que vem mostrando. Se Benazzi tiver a mão de fazer um time que já é poderoso no ataque ter um sistema defensivo compacto e eficiente, ficará com um bom caminho para chegar a decisão e tentar conquistar o tricampeonato.

3 comentários:

  1. A imprensa toda vê o Figueirense como grande favorito. Eu não. Claro que por ser avaiano meu comentário é suspeito, mas creio que o elenco do Avaí é superior ao do Fig.

    A única vantagem é que eles estão em teoria mais entrosados... Mas com Marquinhos em campo quem precisa de entrosamento? hahaha

    Rumo ao tri estadual!

    Abraços,

    Daniel

    ResponderExcluir
  2. rodrigo
    bom seu comentario mais faltou alguns nomes que foram contratados no caso o zagueiro gian, o meia romano e o atacante arthuro fora outras contratações que o avai fez como apostas.

    ResponderExcluir
  3. O Avaí começou devagar mesmo nas contratações, mas depois ficou claro que esta demora não era demonstração de incompetência e sim de profissionalismo.
    Acredito que o elenco montado tem um grande potencial tanto no catarinense quanto para uma boa campanha na copa do Brasil. É só torcer para o time "encaixar".
    Abraços!

    ResponderExcluir