segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A terceira rodada: três líderes e a lanterna azul

Vamos falar dos outros jogos da rodada.

Vou começar pelo de Criciúma. Bom notar que o ataque do Avaí no majestoso era o mesmo que não fez nada na rodada anterior, em Brusque: Arthuro e Maurício Alves. E continuaram sem fazer nada. Contando também com a ajuda do Zé Carlos, o Avaí perdeu a terceira, é lanterma, ainda pode classificar para as finais do turno do Estadual, mas dificilmente decidirá a vaga dentro de casa com vantagem do empate. A arbitragem de José Acácio da Rocha errou em dois lances: um pênalti claríssimo para o Criciúma e um gol mal anulado do Avaí, num impedimento mal marcado pela auxiliar Nadine Câmara Bastos. Mas o Tigre merecia a vitória.

Vamos a Blumenau, na festa de aniversário de nove anos do Metropolitano. Joceli dos Santos, cujo nome foi rejeitado pela mesma diretoria verde no ano passado, agora é um nome de grande popularidade. O time jogou bem e bateu o Concórdia, com dois gols de Jônatas, que depois de uma passagem apagada pelo Brusque, começa a mostrar o seu potencial na primeira divisão. O Metrô é um dos líderes, mas terá duas provas fortes nesta semana: Joga em Chapecó na quarta e depois recebe o "pelotão de elite" (como diz meu amigo Polidoro Junior) do Avaí no Sesi.

A Chapecoense arrancou um empate em Imbituba, e o Marcílio Dias fez o crime em Joinville. Olha, um amigo meu me ligou dizendo que o time parecia "sem vontade" e "bagunçado" em campo, e a derrota custou o cargo de Leandro Machado. Semana passada eu li uma entrevista do Nereu Martinelli na coluna do Elton Carvalho no "Notícias do Dia" em que ele mostrava claros sinais de desgaste com o treinador, pelo jeito que Fernandinho é colocado em campo e pela entrada dos jogadores da base na goleada sofrida para o Figueirense. Ali se via que na primeira escorregada, Machado balançaria. Acontece que contra o Marcílio foi um tremendo de um tombo, com direito a hematomas. Aí o técnico não aguentou. Já o marinheiro conseguiu se recuperar depois de perder para o Metrô em casa. Mas vai ter que confirmar seu crescimento contra o Figueirense, em Itajaí. Aí Gelson provará se o time melhorou mesmo ou se foi apenas um jogo.

2 comentários:

  1. Prezado Rodrigo, leio suas postagens com regularidade, para bom entendedor das coisas do futebol, você sabe muito bem que o Avaí livrou a cara da série B na penúltima rodada de 2010, isso retardou todo processo de projeção do Avaí para 2011. Atrasados, planejamento equivocado, contratações erradas, tudo isso é possível, agora o deboche que você tá demonstrando é surpreendente! Que história é essa de "pelotão de elite", humildade meu caro, onde estas vendo essa soberba toda! Estás debochando de uma opção por contratações que sonhas em tua cidade, acho que é prudente esperar algumas rodadas para ver o desenrolar do campeonato!

    ResponderExcluir
  2. Caro Adriano,

    O termo "Pelotão de Elite" é cria do meu amigo Polidoro Junior, e só reutilizei.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir